Ministro da Saúde fala que ainda não há vacinas suficientes contra varíola dos macacos

/ Saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse neste sábado (20) que nenhum país do mundo tem ainda um planejamento para uma campanha de vacinação em massa contra a varíola dos macacos. Depois de participar, na cidade mineira de Ouro Preto, do Dia D da Campanha Nacional de Vacinação, Queiroga lembrou que ainda não há vacinas suficientes para atender a demanda mundial. A informação é da Agência Brasil.

Apesar disso, ele afirmou que das 100 mil doses de imunizantes destinadas à América Latina pela Organização Pan-americana de Saúde (Opas), 50 mil serão destinadas ao Brasil, para imunizar profissionais que lidam com materiais contaminados de pessoas que necessitam fazer exames. Segundo o ministro, quando houver vacinas em maior quantidade será possível saber a eficácia do imunizante.

O ministro também ressaltou que, diferentemente da Covid-19, que era uma doença nova, a varíola dos macacos é uma doença que é endêmica na África desde 1976.

Os comentários estão fechados.