Ministério Público pede prisão preventiva do presidente e vice da Câmara de Camaçari

/ Bahia

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) pediu à Justiça a prisão preventiva de Oziel dos Santos Araújo (PSDB) e José Paulo Bezerra (MDB), presidente e vice-presidente da Câmara Municipal de Camaçari. Os dois foram denunciados por crimes de peculato e lavagem de dinheiro. De acordo com Evandro Yunes, promotor de Justiça e autor da ação, os políticos teriam desviado R$ 25 mil de recursos públicos. Além das duas queixas, os governantes já respondem a outras ações judiciais por ato de improbidade administrativa. Segundo a denúncia, Oziel dos Santos Araújo e José Paulo Bezerra convenceram, em janeiro do ano passado, um assessor parlamentar a sacar R$ 28,6 mil da conta bancária para fazer o pagamento de um empréstimo que o presidente da Câmara teria tomado do vice-presidente. Segundo o MP-BA, a quantia é referente a benefícios devidos aos ex-servidor, para o pagamento de férias e 13º salários de anos anteriores ainda não pagos. Os R$ 3,6 mil restantes teriam sido entregues ao assessor como salário de janeiro. Depois do saque, o assessor foi exonerado do cargo pelo vice-presidente, para que os benefícios fossem liberados. Ao desconfiar que foi enganado, o ex-servidor teria pedido que os a devolução dos valores.

Os comentários estão fechados.