Ministério Público pede a cassação do prefeito Dr. Pitágoras, da cidade de Candeias

/ Política

Acusado de cometer abuso de poder político. Foto: Reprodução

A promotoria eleitoral da 127ª Zona Eleitoral da cidade de Candeias pediu a cassação do atual prefeito Dr. Pitágoras e sua vice, Márcia Gomes, por abuso de poder político e econômico, captação ilícita de sufrágio (compra de votos) pelo oferecimento de consultas médicas, exames e medicamentos nas eleições de 2016. Ainda segundo a promotoria, houve compra de partidos e lideranças políticas. O parecer tem 51 páginas e relata todo o processo que se iniciou no ano de 2016 e agora segue para decisão do juiz eleitoral de Candeias, Tadeu Ribeiro de Vianna Bandeira.

Os comentários estão fechados.