Médicos não atendem convocação do governo para combater coronavírus em UTIs

/ Bahia

O governo da Bahia está convocando médicos de todo o país, com experiência em UTIs ou emergência, para atuar no combate ao novo coronavírus (Covid-19).

O anúncio do chamamento foi feito pelo secretário estadual de Saúde, Fabio Vilas-Boas, no último sábado (9), indicando a oferta de 400 vagas.Mas, até a manhã desta quarta-feira (13), apesar de ampla divulgação e publicação de edital, somente 80 profissionais haviam demonstrado interesse.

”Após 3 dias de chamamento, com edital publicado até na @folha continuamos com baixíssima procura. Apenas 80 médicos para uma remuneração entre R$12 e 19 mil reais por mês, para carga horária de 24 a 30h semanais. Depois dizem que tem médicos sobrando na Bahia”, disse Vilas-Boas, por meio de publicação no Twitter.

Entre os profissionais convocados estão intensivistas, anestesistas, pneumologistas, cardiologistas, cirurgiões e clínicos.

Os comentários estão fechados.