Maracás: Prefeito presta queixa contra adversários por Fake News sobre veículo sem condições de uso

/ Eleições 2020

Soya vai à Delegacia denunciar fake news. Foto: Divulgação

Temperatura elevada nas Eleições Municipais 2020 em Maracás. A condução nada republicana de algumas pessoas vem transformando a disputa numa batalha que extrapola o bom senso. Um dos que tem reclamado é o prefeito Uilson Novaes, o popular Soya (PDT), candidato à reeleição. Inclusive esteve na Delegacia de Polícia do Município, na terça-feira (13), para registrar queixa crime contra aqueles que, segundo ele, vem propagando Fake News em rede social.

Conforme Boletim de Ocorrência que o Blog Marcos Frahm teve acesso, o prefeito diz ter tomado conhecimento da publicação de um vídeo onde aparece a imagem de um veículo, sem condições de uso, que seria de propriedade da Prefeitura e utilizado como ambulância no início da sua gestão em 2017 e que, por não ter mais condições de uso foi recolhido a garagem da Secretaria Municipal de Transporte.

Soya disse à polícia que no vídeo aparece uma série de notas de abastecimento de combustível com o objetivo de induzir as pessoas a acreditarem que seriam notas distribuídas nos dias atuais. O prefeito alegou também, na Delegacia, que o vídeo estava sendo propagado por integrantes de um grupo político contrário ao seu projeto e que se sentiu ofendido e que vai representar criminalmente contra os autores do vídeo e os responsáveis pela publicação nas redes sociais inclusive em grupos de WhatsApp.

Em Nota, o prefeito Wilson Soya diz ter sofrido um dos ataques mais covardes que já existiu. ”Tentam a todo custo abalar a minha imagem sem nada comprovar, pois sabem que a minha honestidade, a minha conduta irretocável, o meu caráter e cuidado extremo com os recursos públicos são irrenunciáveis”, disparou.

O político acrescentou: ”Quero expressar que nenhum desvio de verba da saúde foi realizado. Quero expressar que não há nenhuma fraude com o abastecimento da frota do Município. Redes sociais suportam o que papéis não conseguem provar. Atitudes como esta tornam-se recorrentes, já que vindas de um grupo totalmente descredibilizado perante a nossa sociedade. Meu nome é o meu maior patrimônio, e jamais o colocarei à disposição da população, se não for para honrá-lo”.

O prefeiturável disse que as Fake News podem causar danos incalculáveis a vida de um ser humano e que ”por tal razão, não me verão compactuando com atitudes desta natureza” e concluiu: ”Em respeito a sociedade de Maracás, venho informar que as medidas judiciais já foram adotadas no sentido de punir os envolvidos. Em suma, quero assegurar que não permitirei que a minha história seja maculada por quem é desprovido de caráter e respeito”.

Deixar uma Resposta