Mãe de criança que morreu em incêndio tem prisão convertida em preventiva; menina foi deixada sozinha

/ Bahia

A mãe da criança de dois anos que morreu em um incêndio no apartamento em que morava com a família, em Itabuna, no sul da Bahia, teve a prisão convertida em preventiva. Segundo a Polícia Civil, a mulher teria deixado a menina, identificada como Scarlet Dafne Santos Pereira, sozinha no imóvel.

A mulher foi ouvida na tarde desta segunda-feira (14) na audiência de custódia, quando teve a prisão convertida. O caso aconteceu no sábado (12) na travessa São Francisco, no bairro de Fátima e, na ocasião, a mãe foi presa em flagrante.

Daniele Souza será levada para o Conjunto Penal de Itabuna na terça-feira (15), onde ficará à disposição da Justiça. Segundo a Polícia, a perícia na casa e a necropsia da criança já foram concluídas.

O corpo de Scarlet Dafne foi liberado para o sepultamento, mas de acordo com o Departamento de Polícia Técnica, os familiares ainda levaram a documentação para fazer a retirada.

Além da menina, Daniela Souza tem um outro filho, de 6 anos, que ela não tem a guarda. A Polícia Civil informou que pretende encaminhar o inquérito concluído até a próxima sexta-feira (18) e que deve indiciar a mãe da menina por abandono de incapaz, com resultado de morte.

Quando foi ouvida pela polícia, no sábado, Daniele Santos Souza, de 32 anos, disse que saiu para ir ao supermercado e deixou a menina dormindo. A mulher também contou que tinha deixado uma vela acesa para oração. Do G1

Os comentários estão fechados.