Policlínica: Lorena recua, aceita ser vice e Patrick é eleito presidente do Consórcio de Saúde

/ Saúde

Lorena, Patrick, Fernando Contador e João Freitas. Foto: Divulgação

A eleição para a presidência do Consórcio de Saúde, entidade que contempla municípios do Vale do Jiquiriçá e do Médio Rio de Contas, responsável por gerir os serviços regionais de saúde, através da Policlínica Regional, sediada em Jequié, ocorreu nesta quinta-feira (3), sem bate-chapa. Aos 45 do segundo tempo, a prefeita de Itiruçu, Lorena Di Gregório (PRB), desistiu da candidatura e, a chapa única, encabeçada pelo prefeito de Jitaúna, Patric Lopes (PDT), foi estabelecida através de consenso entre prefeitos que defendiam as duas candidaturas postas até a definição da eleição por aclamação. No desenrolar do processo, que transcorreu no auditório da Policlínica, a candidatura de Patrick tornou-se visivelmente a de maior musculatura: contou com apoio do atual presidente da entidade, João Freitas (PP), prefeito de Lafaiete Coutinho, afilhado político do pré-candidato a deputado estadual e presidente dos Consórcios de Infraestrutura, Zé Cocá, ex-gestor de Lafaiete, que apesar de negar participação nas articulações, quando este blog publicou que o mesmo estaria na entrelinhas articulando [relembre aqui] e de não ter comparecido a votação nesta quinta, usou do seu poder de influência para alavancar o candidato Patrick, de quem é amigo pessoal, conforme fonte do Blog Marcos Frahm. Houve uma reunião entre os prefeitos que representam o consórcio, momentos antes, tendo Lorena, com formação em medicina e experiente atuação na área da saúde recuado, aceitando acordo proposto por Lopes, de integrar a chapa na condição de vice-presidente. Assim, Patrick foi aclamado presidente.

Os comentários estão fechados.