Livre de Martinelli após desistência do ex-aliado, Zé Cocá deve lançar Hassan ou Patrick a deputado

/ Política

Zé Cocá deve lançar um de seus aliados a deputado. Foto: Divulgação

Adotando o silêncio desde a ruptura com o seu ex-aliado, o ex-prefeito de Jaguaquara, Giuliano Martinelli (PP), apoiador da sua candidatura à Assembleia Legislativa em 2018, quando foi eleito deputado estadual, o presidente da UPB e prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP), que já cogitava lançar um candidato a deputado para representar o seu grupo em 2022, ganhou um motivo a mais para lançar um correligionário na disputa por uma vaga na ALBA.

Com a desistência Martinelli, anunciada na sexta-feira (26), na rádio comunitária Jaguar FM, Cocá ficou mais perto de declarar o seu apoio a um de seus aliados mais próximos, Hassan Iossef (Podemos), secretario de Governo da Prefeitura de Jequié, ou Patrick Lopes (PP), prefeito reeleito da cidade de Jitaúna, no Médio Rio de Contas.

Hassan e Patrick travam batalha harmônica pela candidatura, mas nas entrelinhas demonstravam uma expectativa em função das reviravoltas que a política pode dar. Outro ponto fora da curva e que podia mexer com o tabuleiro: a possibilidade de o cacique do PP e padrinho político de todos, João Leão, conseguisse baixar a temperatura e reverter à situação, colocando Martinelli e Cocá tête-à-tête para aparar arestas.

Segundo fontes do Blog Marcos Frahm, tentativas não faltaram a Leão, mas todas fracassaram. Agora, a bola do jogo está nas mãos de Zé, que faz gestão bem—sucedida em Jequié e deverá anunciar o nome que lhe representará.

Há quem diga que ele demonstra simpatia pela pré-candidatura de Hassan e que a definição é só uma questão de tempo.

Os comentários estão fechados.