Justiça determina retirada de publicação do PT que associa ACM Neto a Jair Bolsonaro

/ Política

Na postagem, Neto aparece ao lado de Bolsonaro. Foto: Reprodução

A Justiça eleitoral da Bahia determinou a retirada imediata de uma publicação das redes sociais do PT da Bahia que associa o pré-candidato ao Governo da Bahia do União Brasil, ACM Neto, ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Na postagem, Neto aparece ao lado de Bolsonaro onde estão vinculados as palavras fome, desemprego , mercado caro, gasolina cara e autoritarismo. Enquanto do outro lado o pré-candidato petista ao Palácio de Ondina, Jerônimo Rodrigues está de mãos dadas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e junto a eles menções a positivas como comida no prato, emprego, salário mínimo valorizado,  gasolina barata e democracia.

O pedido foi feito pelo partido do ex-prefeito de Salvador, que alegou que a referida postagem veicula ”mensagem falsa ao eleitorado, pois já é pública a posição contrária ao Governo Federal adotada pelo pré-candidato do partido representante, bem como já teria declarado apoio ao nome do deputado federal pernambucano Luciano Bivar como pré-candidato ao Palácio do Planalto”.

Na decisão proferida pela desembargadora eleitoral Zandra Anunciação Alvarez Parada, a justificativa é de que ”o contexto apresentado aponta para a plausibilidade da tese jurídica invocada na exordial, com potencial para provocar desequilíbrio de oportunidades no pleito, tendo em vista que a publicação guerreada, nos moldes em que apresentada, demonstrando, a priori, o único objetivo de criar circunstância desabonadora da imagem do pré-candidato vinculado ao partido demandante, quando o associa a projeto político que, nos dizeres da postagem, estaria gerando mazelas sociais”.

O prazo dado para a reiterada da publicação é de 48 horas após a decisão e na hipótese de seu descumprimento, a pena de multa diária é de R$ 2.000,00, além da aplicação das medidas legais cabíveis. Com informações do site Bahia Notícias

Os comentários estão fechados.