Jerônimo rebate Neto: ”Dizer que construir escola é torrar dinheiro é de uma pequenez”

/ Educação

Em Guanambi, Jerônimo Rodrigues participou de PGP. Foto: Divulgação

”Será que ele pensa que estudante de escola pública não merece estudar em uma escola de qualidade, ampla, moderna? Não dá para ficar desrespeitando o esforço dos nossos estudantes, que passam com notas belíssimas nas provas do Enem, que passam em vestibulares, em concursos”. A declaração é do pré-candidato a governador do Estado pelo PT, Jerônimo Rodrigues, e ocorre após posicionamento do ex-prefeito ACM Neto (UB), também pré-candidato, sobre os investimentos feitos pelo Estado na educação neste sábado (14).

”Dizer que construir escola é torrar dinheiro é de uma pequenez, de quem não está à altura para fazer política. Primeiro, ele deveria fazer uma avaliação de quantas creches ele construiu em Salvador quando foi prefeito. Nenhuma. E por que é que a Prefeitura de Salvador, que ele administrou por dois mandatos, não assumiu a responsabilidade com o Ensino Fundamental? São 70 mil estudantes de Salvador sob a responsabilidade do Estado, que por lei, deveria ser do município”, acrescentou Jerônimo, em Guanambi, em entrevista à imprensa após a plenária do Programa de Governo Participativo (PGP), neste domingo (15).

Os senadores Jaques Wagner (PT) e Otto Alencar (PSD), pré-candidato à reeleição, além do pré-candidato a vice governador, Geraldo Júnior (MDB), também participaram do evento, no espaço Recreio Tênis Clube. Em seu discurso, Wagner destacou que, nos últimos 16 anos, durante a gestão dele e de Rui Costa, 130 novas escolas foram entregues na Bahia e outras 170 estão em execução neste momento.

Os comentários estão fechados.