Jequié: Vereador critica administração por virar as costas para o interior do Município

/ Jequié

Escola Municipal Cláudia Gordilho
Escola Cláudia Gordilho deteriorada. Foto: Jequié e Região

Obras inacabadas, estradas intransitáveis, falta de assistência aos produtores, educação e saúde que cambaleiam. Esta é a situação do interior do município de Jequié, de acordo com informações do vereador Joaquim Caires. “A situação é gritante”, avalia o parlamentar, que é líder da bancada de oposição na Câmara Municipal. Ao falar especialmente da região de Florestal, ele disse que a estrada principal do Rio Preto Costa está totalmente deteriorada. “Logo na chega, é possível observar o descaso da prefeitura com a educação”, completou. Segundo Caires, as obras de reforma da Escola Municipal Cláudia Gordilho estão paralisadas desde novembro do ano passado e as aulas se arrastam sem maiores compromissos. “Nada justifica iniciar uma obra e não concluí-la dentro do prazo”. O vereador informou ainda que existe questionamento em relação ao valor aplicado na recuperação do prédio e garante que a câmara vai apurar. A precariedade das estradas está interferindo duramente na vida das pessoas. “Temos relatos de doentes transportados nos braços pela impossibilidade de acesso de carros”, disse ao apontar outros problemas, a exemplo das dificuldades de acesso a exames preventivos e a cirurgias eletivas. “A defasagem é muito grande”, complementou. Joaquim Caíres disse que a ausência da administração não se resume a região de Florestal. ”Todas as regiões, sem exceção, vêm sofrendo. Infelizmente, a administração virou as costas para o interior do Município”. Para ele, a crise é um reflexo de uma gestão que considera desastrosa. “Temos um ‘governo’ sem referências, uma gestão desorientada, que submete a população a um sofrimento sem precedentes”, finalizou. Informações do Jequié e Região

Os comentários estão fechados.