Jequié: Prefeito pede à Câmara autorização para empréstimo de R$ 65 milhões e gera mal-estar

/ Jequié

Presidente Tinho recebe pedido de empréstimo. Foto: Marcos Frahm

O prefeito de Jequié enviou à Câmara Municipal dois projetos com pedido de autorização para concessão de empréstimos. Um dos projetos, na ordem de 65 milhões, já foi lido em plenário, nesta quarta-feira (7). Segundo o texto enviado pelo chefe do Executivo, Sérgio da Gameleira (PSB), os recursos serão aplicados em execução de obras de pavimentação que irão beneficiar, conforme explicitou o gestor, 350 vias públicas de bairros populares de Jequié. Contudo, a proposta de Gameleira, de pedir autorização para tomar empréstimo num período de crise econômica-financeira provocou mal-estar na Casa Legislativa. Parte dos vereadores se posiciona de forma contrária a concessão de empréstimos. Um dos primeiros a reagir foi o vereador Joaquim Caíres (PMDB), tendo afirmado que a Câmara não pode entregar um cheque em branco ao prefeito que, segundo o parlamentar, representa uma gestão cercada de irregularidades, inclusive no que concerne a reformas de escolas ainda não concluídas no município. Joaquim disse ainda que Sérgio tenta colocar a população jequieense contra a Câmara, referindo-se ao desabafo do prefeito nas redes sociais. O mandatário se pronunciou via internet, nesta quarta, publicando um texto no Instagram, onde se diz triste com o posicionamento de alguns vereadores sobre os projetos. Em trecho publicado Gameleira diz que a proposta foi elaborada ”visando somente levar mais dignidade e respeito à população sofrida que mora na periferia”. Integrante da base governista, o vereador Márcio Oliveira (PP) saiu na defesa e rebateu Caíres, afirmando que só reconhece a importância dos projetos quem vive em ruas não pavimentadas e que é preciso deixar o prefeito trabalhar pela cidade. Em ruas que foram citadas, moradores já responderam nesta semana com manifestações favoráveis a aprovação dos projetos.

Os comentários estão fechados.