Jaguaquara: Prefeito revela falta de recursos para pagar salários e aposta em melhorias para 2019

/ Jaguaquara

Giuliano justifica atraso de salários. Foto: Blog Marcos Frahm

Quedas na arrecadação e atraso nos repasses de recursos por parte do Governo Federal têm deixado servidores da Prefeitura de Jaguaquara com seus salários atrasados. É o que revela o próprio gestor do Município, Giuliano Martinelli (PP). Ao fazer balanço de sua gestão no ano de 2018, durante entrevista a rádio local nesta sexta-feira (28), Martinelli disse que o Município sofre impacto financeiro e admitiu que, até efetivos, da área da Educação, sofreram com atraso. Desde o mês de outubro que a Prefeitura tem encontrado dificuldade para cumprir acordos com servidores, porém, os contratados. Lamentando a situação, Giuliano afirmou que é preocupante a questão econômico-financeira de Jaguaquara na área educacional. ”Na realidade, hoje não existe servidor efetivo com salário atrasado. Nós temos dívidas de novembro e dezembro com os contratados. Todo o 13º do efetivo está pago. A problemática que existia em relação ao 13º era apenas a Educação. E pra ser específico, o FUNDEB 40%. Hoje é preocupante a situação que está a educação de Jaguaquara no que diz respeito a remuneração de todos os funcionários, não por culpa de APLB, não por culpa da categoria, mas sim, por conta de um plano de cargos e salários que não teve uma projeção a longo prazo do impacto dentro da folha e que hoje está causando todo esse transtorno. A folha anual da educação está em torno de R$ 36 milhões e todos os recursos da área não vão chegar, ou podem até chegar, até o dia 31, a R$ 30 milhões. O recurso do Fundeb 60% deveria ser exclusivo para pagar os professores efetivos. O Fundeb 40% para arcar com os demais servidores, reforma de escolas, manutenção de escolas e manutenção de frota, tudo isso. O município está tendo que gastar, com recursos próprios, mais de R$ 6 milhões, que são para a folha”, sentenciou o gestor, que prevê colapso na Educação e que acha necessária uma ampla discussão da situação com os educadores. Ele afirmou ainda que o atraso no pagamento do 13º dos efetivos da Educação não ocorreu por ingerência e sim por falta de recursos. ”No ano passado, no mesmo período, nós recebemos R$ 1 milhão e 30 mil. Nesse ano, pasmem. Recebemos apenas R$ 71 mil. Hoje, sexta-feira, eu pago todo o salário dos efetivos de todas as secretarias, com exceção da Educação, mas tenho até o 5º dia útil do mês subsequente para pagar. A população tem consciência de que a minha prioridade é a folha”, justificou, ao meio-dia, afirmando que o setor de Finanças da Prefeitura aguardava o repasse, por parte do Estado, de recursos de arrecadação do ICMS, que seria antecipado aos municípios, conforme anúncio feito pelo governador. Por outro lado, Martinelli disse que o ano foi positivo, mas alegou também atraso de repasses para conclusão de obras de pavimentação que estão emperradas na cidade, garantindo a retomada dos serviços nos próximos meses. Citou a entrega do SAC, em convênio com o Governo do Estado, o que considera um avanço para o Município e um marco da sua gestão neste ano disse apostar nas obras de reforma do Hospital Municipal, em andamento, e na construção do campus do IFBA, prevista para 2019 como as grandes marcas da sua administração. A esperança do prefeito é de que o ano novo traga melhores ventos à administração no que se refere às finanças. ”Eu acredito, eu tenho certeza, de que 2019 será o ano de melhoras, o ano da retomada do crescimento do nosso pais”.

Um comentário para “Jaguaquara: Prefeito revela falta de recursos para pagar salários e aposta em melhorias para 2019”

  1. josmar rodrigues barbosa

    …quero saber quando um político do vale jiquirica vai tomar coragem para pleitear a recuperação da estrada de ferro nazaré…

Os comentários estão fechados.