Jaguaquara: Júri popular condena dois réus por morte de adolescente de 17 anos em 2018

/ Jaguaquara

Um forte aparato policial foi montado. Foto: Blog Marcos Frahm

Foram julgados pelo Tribunal do Júri, na Comarca de Jaguaquara, os réus Ademilton Mercês Alves e Jonas Brito dos Santos, acusados pela morte do adolescente Flávio Silva dos Santos, 17, praticado em (14/07/18) as margens da BA-545, no bairro São Jorge.

Flávio foi morto a tiros e o crime teria sido encomendado pelo presidiário Ademilton, sendo executado por Jonas e outro adolescente, que encontra-se no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), em Salvador.

Julgados na quinta-feira (05/12), Ademilton e Jonas foram condenados, respectivamente, a 19 e 15 anos de prisão em regime fechado, pelo crime de homicídio qualificado.

De acordo com a sentença condenatória, da qual o Blog Marcos Frahm teve acesso, Ademilton, reconduzido após o júri para o Conjunto Penal de Serrinha, onde responde por outros crimes foi condenado à pena maior. O júri acolheu na íntegra a denúncia do Ministério Público, representado pelo promotor Lúcio Meira Mendes.

Na defesa atuaram os advogados: Nilton Sena Oliveira e Tárcilo José. A sessão de julgamento, iniciada as 09h de quinta-feira foi presidida pela juíza Andrea Padilha Sodré Leal Palmarella, sendo encerrada por volta das 233h, quando a magistrada leu a sentença condenatória. Um forte aparato policial foi montado durante o julgamento.

Os comentários estão fechados.