Jaguaquara impõe restrições contra o coronavírus, mas libera eventos com até 200 pessoas

/ Jaguaquara

Jaguaquara contabiliza mais de 3 mil casos. Foto: Blog Marcos Frahm

Um decreto da Prefeitura de Jaguaquara, datado de (29) de janeiro de 2020, com medidas de contenção ao coronavírus, não restringe o funcionamento do comércio, mas exige o uso de máscara nos estabelecimentos comerciais, inclusive os de serviços essenciais, que estão autorizados ao funcionamento das 07h às 20h, de segunda a sexta, e aos sábados até as 18h.

Em caso de descumprimento, o estabelecimento deverá ser notificado pela Vigilância Sanitária Municipal, que nos últimos dias passou a fazer o monitoramento na cidade.

Nas instituições religiosas, o decreto pede distanciamento social de dois metros, uso de máscara e disponibilização de álcool em gel. O transporte alternativo deve funcionar das 06h às 16h, devendo ter o número de vagas diminuídas pela metade, pra evitar aglomeração.

O decreto da Prefeitura de Jaguaquara também define restrições para os velórios em todo o município. Em caso de óbito suspeito ou confirmado por Covid19, o cadáver deverá ser encaminhado diretamente ao cemitério. Em relação à morte que não esteja relacionada ao coronavírus, o funeral deverá ocorrer com número reduzidos de pessoas, atendendo as normas de segurança contra o vírus.

Comércios como restaurantes, pizzarias e bares, por exemplo, deverão funcionar com distanciamento, observando o espaço de mesas e cadeiras, com disponibilização de papel toalha e álcool em gel.

Contudo, o mesmo decreto Nº 186 permite a realização de eventos com o número máximo de 200 pessoas. A medida é válida para eventos esportivos, artísticos, cívicos, culturais, formaturas, festas particulares entre outros.

Desde o início da pandemia, Jaguaquara lidera entre as cidades do Vale do Jiquiriçá em número de casos, 3.065, com 126 ativos e 25 mortes até a tarde desta terça-feira. Mas os números devem aumentar nas próximas horas, quando for emitido pela Secretaria de Saúde o novo boletim. *Com informações do Blog Marcos Frahm

Os comentários estão fechados.