Jaguaquara é o município com mais casos de estupro registrados na região do Vale do Jiquiriçá

/ Jaguaquara

Jaguaquara registra casos de estupro. Foto: Blog Marcos Frahm

A edição de 2018 do Anuário Brasileiro de Segurança Pública apontou que a Bahia teve, em 2017, aproximadamente 9 estupros por dia e pelo menos uma tentativa. Com 3.270 registros pelo estudo, a Bahia concentraria 5% dos casos de violência sexual do país.  Segundo a Secretaria da Segurança Pública da Bahia, a região de Jequié registrou no período de janeiro a março deste ano, 29 casos de estupro. Jequié lidera com 7 registros, seguida de Jaguaquara (6), Brejões e Ipiaú (3), Itaquara e Dário Meira (2), Maracás, Nova Itarana, Planaltino, Ibirataia e Santa Inês (1). O estado do Nordeste aparece no ranking em 8° lugar. Para o montante de dados, o anuário classificou como ”estupro” o que a caracteriza a Lei Federal 12.015/2009, ou seja, além de conjunção carnal, foram contabilizados atos libidinosos e atentados violentos ao pudor. Nas tentativas de estupro, passou a valer também tentativas de atentado violento ao pudor. Em relação a 2016, ainda segundo o anuário, a Bahia assistiu a um crescimento no número de estupros. Foram 2.845 contra 3.270 em 2017, o que representa um aumento de 13%. Nas tentativas o aumento foi de 366 casos em 2016 para 416 em 2017, aumento de 14%. Roraima, Acre e Rio Grande do Norte são os estados brasileiros com menos casos de estupro: Foram 193, 210 e 213, em 2017, respectivamente. A base de dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública levou em consideração informação de Secretarias Estaduais de Segurança Pública e  Defesa Civil, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os comentários estão fechados.