Jaguaquara: Delegados reclamam das condições da Delegacia e plantão regional vai para Itiruçu

/ Jaguaquara

Delegacia tem estrutura física defasada. Foto: Blog Marcos Frahm

A 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior/Coorpin, que havia instituído desde agosto de 2017 a escala de Plantão Central de 12 horas, na sede da Delegacia Territorial  de Jaguaquara, transferiu o plantão dos finais de semana para a Delegacia do Município de Itiruçu.  A escala que ocorria em Jaguaquara cumpria orientação do Departamento de Polícia do Interior-Dirpin e, se estendendo aos finais de semana, sexta, sábado e domingo, das 18 horas de um dia até as 6h da manhã do dia seguinte. Para o cumprimento da escala, coordenada pelo delegado regional delegado Fabiano Aurich, são utilizadas através de revezamento equipes de quatro profissionais, formadas por um delegado, um escrivão e dois investigadores da Polícia Civil. Durante o período de plantão, a equipe tem como incumbências registro de termos de flagrante, levantamentos cadavéricos e demandas procedentes de Jaguaquara (base), Brejões, Cravolândia, Irajuba, Itaquara, Itiruçu, Lagedo do Tabocal, Maracás, Nova Itarana, Planaltino e Santa Inês, para evitar o deslocamento de viaturas até a sede da 9ª Coorpin, em Jequié. Contudo, 2019 será diferente em relação ao Plantão Central. Em contato com o Blog Marcos Frahm, Fabiano Aurich informou que o atendimento foi transferido para Itiruçu após os delegados terem colocado a questão a precariedade da estrutura física da unidade prisional de Jaguaquara, que fica na Rua Coronel Durval de Matos, Centro da cidade.  As autoridades policiais e os agentes da Civil reclamam das dificuldades diante das péssimas condições do prédio para se alojar durante o cumprimento do expediente. O prédio, construído há décadas, apresenta um processo de deteriorização, fator que inviabiliza o trabalho interno da equipe. Durante a semana, o delegado titular, Chardison Castro, continua como plantonista, mas aos finais de semana, os demais profissionais recusam-se a atuar no local. Em 2009, a Delegacia de Jaguaquara foi alvo de uma ”rebelião a fogo”, feita por presos reclamando de cancelamento de visitas e das condições precárias do setor de carceragem. Na ocasião, os cerca de 15 detentos custodiados atearam fogo em colchões dentro da carceragem e, por pouco, não morreram asfixiados nas celas. Por sorte, o tempo estava chuvoso à época e a água da chuva amenizou o incêndio, que ganhou o teto da Delegacia. Após o ocorrido, a estrutura física do prédio ficou parcialmente destruída, arruinando ainda mais o ambiente. O incêndio foi destaque no Programa Fantástico, da Rede Globo. Agora, cabe aos representantes políticos da maior cidade do Vale do Jiquiriçá descruzar os braços e estendê-los ao governador, para que o Estado tome providência em relação a situação vexatória, que gera insegurança a população local. A última informação obtida pelo BMFrahm é de que o plantão pode voltar a Jaguaquara, após reparos na Delegacia que serão realizados com o apoio da Prefeitura.

Um comentário para “Jaguaquara: Delegados reclamam das condições da Delegacia e plantão regional vai para Itiruçu”

  1. Marcos Santos

    Quer dizer que a delegacia durante a semana tem condições e aos fins de semana não. Quando fala em alojar logo remete a durmir. Mas se é platão deveria ser como no meio de semana que pode funcionar, tem algo de errado ai.

Os comentários estão fechados.