Jaguaquara: Ademir nega pretensão de voltar à prefeitura

/ NOTÍCIAS

‘Quero ser deputado estadual, para ajudar a minha cidade’

O ex-prefeito Ademir Moreira (PMDB), revela não ter pretensão de candidatar-se ao Executivo Municipal de Jaguaquara em 2016, como vem sendo ventilado nos meios políticos da cidade. Ademir rechaça a informação de que estaria tentando convencer os vereadores a derrubarem o Parecer do TCM, relativo às suas contas, do exercício financeiro de 2011 para  está apto a ser candidato nas próximas eleições municipais e passar a rasteira em Giuliano Martinelli (PP), atual prefeito do município, eleito em 2012 com o seu apoio. Ao comentar sobre o processo de votação de suas rejeitadas contas, prestes a ocorrer na Câmara de Vereadores, Moreira afirmou que foi à Casa de Leis na última quinta-feira (26) para prestar esclarecimentos aos edis sobre as contas e pedir aos parlamentares a aprovação por ter constatado erros da relatora do Tribunal de contas na reprovação. Ele disse que o contador responsável pelo setor contábil da Prefeitura na gestão passada, quando ele esteve no cargo de prefeito, já deu explicações técnicas detalhadas sobre o Parecer, apontando falha do TCM no julgamento. ”Já foi constatado que o Tribunal falhou na questão da prestação de contas, e eu deixei bem claro para os vereadores que não causei dano ao erário, que não desviei verbas e se houve erros da minha parte foi por ter ajudado os mais carentes, inchando a folha de pagamento para matar a fome dos cidadãos carentes, que na época necessitavam de emprego e eu não medir esforços para empregá-los”. Futuro Político –Eu não serei candidato a prefeito. A minha pretensão é ter as contas aprovadas na Câmara para disputar uma vaga de deputado estadual e poder ajudar a minha cidade e região como deputado”, justifica. Relação com Giuliano –Giuliano é mais que um aliado, é um irmão. Não tem briga entre eu e Giuliano, nós estamos juntos”, assegura o ex-prefeito. As contas deverão ser julgadas na primeira quinzena de outubro. Caso 6 dos 15 parlamentares sigam a recomendação do TCM, que acusa o ex-alcaide de ter cometido irregularidades diversas, Ademir Moreira ficará impedido de ser candidato a cargo eletivo pelo período de 8 anos, conforme estabelece a Lei da Ficha Limpa.

Foto: Blog Marcos Frahm

Os comentários estão fechados.