Ida de Bolsonaro ao STF foi ”jogo de cena” e fim do isolamento seria um genocídio, diz Neto

/ Política

Neto condena visita de Jair ao STF. Foto: Max Haack/Secom PMS

O prefeito ACM Neto (DEM) condenou, na tarde desta quinta-feira (7), a ida do presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF) para pressionar os ministros pelo fim do isolamento contra o coronavírus.

”Lamento profundamente a posição do presidente. Discordo do presidente. Não poupei críticas todas as vezes que ele quis contestar as medidas dos prefeitos e governadores”, declarou o atual gestor da capital baiana.

”Essa ida ao Supremo é mais um jogo de cena. o Supremo já decidiu que os estados e municípios têm autonomia para determinar as restrições”, acrescentou.

O democrata disse, ainda, que se não fossem as restrições, ”o país lideraria o ranking de mortes do mundo”. ”Seria um genocídio”, completou.

Os comentários estão fechados.