Homem que exercia ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista é preso em Ubaitaba

/ Polícia

Durante ação, falso dentista atendia uma mulher. Foto: CRO-BA

Um homem que exercia ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista em Ubaitaba, No sul da Bahia, foi detido pela Polícia Militar da região, na tarde de terça-feira (17) . A denúncia partiu do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA). Durante a abordagem, o falso dentista atendia uma mulher e confessou aos fiscais do Conselho e aos agentes da polícia que realizava procedimentos de prótese, extrações e restaurações. Ele foi conduzido à Delegacia de Ubaitaba, onde prestou depoimento e foi liberado em seguida. Ele vai responder, em liberdade, a processo por exercício ilegal da profissão. Este é o terceiro flagrante feito pela polícia em parceria com o CRO-BA este ano. Em abril, um outro falso dentista foi preso em Itabuna enquanto atendia uma paciente. O homem confessou não ter graduação em Odontologia. Em fevereiro, um outro caso do mesmo tipo ocorreu em Ibotirama, no oeste baiano. O homem exercia ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista e cobrava entre R$ 60 a R$ 100 para procedimentos de obturação e prótese dentária. O ofício de cirurgião-dentista é regulamentado pela Lei Federal N° 5.081, de 24 de agosto de 1966. De acordo com o presidente da Comissão de Fiscalização do CRO-BA, Carlos Dourado, a categoria aguarda a aprovação do Projeto de Lei n° 3063/08, que prevê o agravamento da pena para o exercício ilegal da profissão com reclusão de dois a seis anos e multa.

Os comentários estão fechados.