Homem de 71 anos morreu minutos após infartar em agência do Banco Bradesco de Jequié

/ Jequié

Vítima chegou a ser atendida pelo SAMU. Foto: Jequié Repórter

Um homem com 71 anos de idade morreu minutos depois de ter sofrido um infarto na agência do Bradesco de Jequié, na manhã de terça-feira (12). João José de Araújo, morador do Loteamento Bom Sossego, bairro Jequiezinho se dirigiu ao banco em companhia da esposa e um filho, quando sentiu-se mal.

Foi levado para uma ambulância do SAMU onde a equipe realizou o procedimento de reanimação, ainda em frente ao banco, mas o homem não resistiu, evoluindo a óbito. Conhecido pelo apelido de ”João do Tesouro”, era casado com a professora Célia de Araújo e o casal tem dois filhos.

Segundo as informações de familiares havia dois anos que o senhor João foi submetido a uma cirurgia cardíaca. No final de semana ele sentiu-se mal sendo levado para o Hospital Geral Prado Valadares, onde se submeteu a exames e posteriormente recebeu alta.

O seu corpo foi sepultado na tarde de terça no Cemitério São Lázaro, seguindo os protocolos da vigilância sanitária relacionados à pandemia do novo coronavírus. O presidente da Associação de Moradores do Bom Sossego, Sidney Magal divulgou nota de pesar através das redes sociais. As informações são do site Jequié Repórter

Os comentários estão fechados.