Funcionários do Poliduto de Jequié paralisam atividades após Governo vender refinaria

/ Jequié

Servidores em frente ao Poliduto de Jequié. Foto: Marcus Cangussu

Funcionários do Terminal do Poliduto de Jequié paralisaram suas atividades e fizeram manifestação em frente a base nesta manhã de quinta-feira (18), conforme informações do Blog do Marcus Cangussu. A categoria está mobilizada após a venda da Refinaria Landulpho Alves, em São Francisco do Conde, na Região Metropolitana de Salvador.

Uma das preocupações é com a diminuição dos postos de trabalho, das perdas de benefícios. Nesta sexta-feira, representantes do Sindicato dos Petroleiros da Bahia SINDPETRO realizam em Jequié, a atividade ”Preço Justo”, onde botijões de gás serão comercializados ao preço de R$ 40,00.

O Terminal de Jequié recebe e armazena diesel, gasolina e GLP provenientes do Terminal Madre de Deus, via Oleoduto Recôncavo-Sul da Bahia, além de álcool anidro e álcool hidratado e distribui para as companhias via carregamento de caminhões-tanque. A greve pode gerar falta de combustível em alguns postos do sudoeste baiano e nordeste mineiro.

Os comentários estão fechados.