Flamengo leva a virada do Independiente na primeira partida da final da Sul-Americana

/ Esporte

Flamengo foi derrotado de virada. Foto: Juan Mabromata/AFP

O Flamengo foi derrotado de virada por 2 a 1 pelo Independiente, nesta quarta-feira na partida de ida da final da Copa Sul-Americana, em Buenos Aires, e precisará reverter o placar no Maracanã se quiser conquistar o título continental. O rubro-negro carioca chegou a abrir o placar aos 8 minutos de jogo com Réver, de cabeça, mas tomou enorme pressão do time argentino, que empatou a partida com Emmanuel Gigliotti, aos 28, e virou no segundo tempo com Maximiliano Meza, aos 7. A equipe carioca aparentou cansaço pela maratona de jogos recentes, culminada na complicada classificação à fase de grupos da Libertadores conquistada no último domingo contra o Vitória (2-1), na ultima partida do Brasileirão. Apesar do sair em vantagem, o Flamengo sofreu com a marcação adiantada do Independiente e com a velocidade dos jogadores de ataque do time argentino, principalmente da joia de 18 anos Ezequiel Barco, que infernizou a vida da zaga rubro-negra. O Flamengo só conseguiu reagir nos minutos finais da partida, quando o técnico Reinaldo Rueda colocou sua joia em campo, Vinícius Júnior, para aproveitar o cansaço dos esforçados jogadores do Independiente. A mexida deu certo e Flamengo assustou diversas vezes o gol dos ‘Diabos Vermelhos’ nos últimos 10 minutos de jogo, mas o empate não saiu. Como o critério de gol fora de casa não é válido na final da Sul-Americana, qualquer vitória do Flamengo por um gol de diferença levará a decisão do título para a prorrogação e, em seguida, para os pênaltis. Com isso, o Flamengo, agora com uma semana de descanso, precisará buscar uma vitória por dois gols para erguer a taça no Maracanã, na próxima quarta-feira (13). Qualquer empate dará o Independiente.

Os comentários estão fechados.