Fim de contrato suspende coleta com compactadores em Jaguaquara e caçambas abertas voltam a circular

/ Jaguaquara

Caçambas abertas voltam a circular para coleta. Foto: BMFrahm

O fim do contrato da empresa DM  Transporte, Limpeza e Construção LTDA-ME com a Prefeitura de Jeguaquara provocou a suspensão do serviço de coleta do lixo domiciliar no Município com a utilização de caminhões – compactadores. A empresa especializada para locação de caminhão-compactador objetivando a execução do serviço de limpeza venceu processo licitatório realizado pela Prefeitura no valor total de R$ 742.500, para aluguel de 05 carros compactadores pelo período de 09 meses, isso ainda em 2021, primeiro ano de gestão da prefeita Edione Agostinone (PP).

Apesar de a licitação cuja empresa  DM apontar 05 carros eram utilizados pela gestão municipal 03 veículos para a coleta na sede do Município, na zona rural e no distrito Stela Dubois. Nas gestões anteriores, a coleta do lixo urbano era realizada em caçambas abertas, ambientalmente inadequada para o porte do Município.

Entretanto, a inovação, muito propagada à época não representava aquisição e sim locação por apenas 09 meses, com cada veículo gerando um custo mensal de R$ 16.500 aos cofres públicos.

As informações obtidas pelo BMFrahm nesta segunda-feira (07/11) são de que o contrato venceu e a Prefeitura sinalizou para proceder com termo aditivo contratual de prazo, mas que a empresa não demonstrou interesse em permanecer prestando os serviços e as caçambas abertas voltaram a circular nos últimos dias, impendo a interrupção dos serviços. Até esta publicação, a Prefeitura não havia se pronunciado sobre a suspensão dos compactadores.   

Os comentários estão fechados.