Félix Mendonça não descarta possibilidade de PDT recuar de candidatura de Popó por suplência

/ Brasília

Félix Mendonça Jr. lidera o PDT baiano. Foto: Agência Câmara

Embora o ex-pugilista Acelino “Popó” Freitas tenha deixado claro que não pretende desistir de sua candidatura ao Senado, o presidente do PDT estadual, Félix Mendonça Jr., pondera que não haverá radicalismo por parte do partido. Questionado se a sigla abriria mão da titularidade de Popó na disputa por uma suplência de senador na chapa do governador Rui Costa (PT), Félix Jr. ressalta que “até as convenções tudo está no jogo”. “Não tem nada conversado, são pré-candidaturas que estão colocadas. Então, é claro que nós vamos conversar, nós fazemos parte de um grupo”, afirma o parlamentar, em entrevista ao site Bahia Notícias. Também em contato com o portal, Popó descartou a possibilidade de ser suplente e até ofereceu ao ex-governador Jaques Wagner (PT) – já confirmado como pré-candidato à Câmara Alta na chapa de Rui – a vaga na sua suplência. Nas palavras, de Félix Jr., o tetracampeão mundial de boxe está “empolgado” com seu potencial nesta eleição. “Ele já foi deputado, teve uma boa atuação aqui, é um nome limpo, pessoa humilde, que veio de baixo”, elogia o correligionário. Como soube que, a partir de agora, o governador pretende se reunir com o conselho político de 10 em dias, Félix Jr. espera dar início às discussões com o petista dentro desse período. Até o momento, as quatro vagas de suplentes na majoritária seguem sem definição.

Os comentários estão fechados.