Familiares de jovem grávida pedem agilidade no processo de parto em Hospital de Amargosa

Juscileide de Jesus Teixeira apela por atenção. Foto: Criativa Online

Familiares de uma grávida internada no Hospital Municipal de Amargosa, no Vale do Jiquiriçá, apelam para que a unidade agilize o atendimento com maior atenção no caso da paciente, que teria dado entrada no pronto-socorro no último domingo (24) e até esta terça-feira aguardava por acompanhamento da equipe médica.

Segundo publicação do site CriativaOnline, a mulher estaria apresentando contrações e o caso gera preocupação para a família, pois a grávida está sentindo dores, correndo risco de saúde tanto para ela, como também para o bebê. ”Até agora os médicos não fazem uma ultrassom, ela está sentido dores e eles não dão uma resposta para minha irmã que está acompanhando ela, não fala se a gravidez é de risco, não pede uma transferência, eles não dão uma resposta, nem solução”, disse uma familiar, conforme o site local.

Juscileide de Jesus Teixeira é moradora da zona rural do Tauá em Amargosa. Até a reprodução desta matéria, o site Criativa não teria publicado novidades sobre a situação.

Os comentários estão fechados.