Estado deve aproveitar tecnologia empregada no Carnaval para reforçar segurança no interior

/ Bahia

Foto: Mateus Pereira/GOVBA
Maurício Barbosa e Rui Costa. Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Em visita ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), em Salvador, o governador Rui Costa disse que a tecnologia do local estará disponível para cidades do interior e pontos da capital a partir de abril deste ano, quando o centro se deslocará para um local definitivo. “A gente quer que essa tecnologia esteja disponível em vários municípios”, disse Rui ao Bahia Notícias. O serviço também estará disponível para concessionárias públicas, como Coelba e Embasa. Ainda segundo o governador, com o aparato do CICC haverá maior eficácia no combate à violência e à criminalidade. “Primeiro, teremos maior racionalidade e concentração do efetivo policial em locais de maior movimento ou risco. Segundo, vai nos permitir a identificação de eventuais ocorrências para que se tenham elementos de provas para eventuais julgamentos”, descreveu. Ainda neste sábado (14), Rui assistiu às imagens da única ocorrência com arma de fogo registrada até o momento no Carnaval de Salvador. De acordo com o governo, o CICC monitora os circuitos do Carnaval e as áreas de acesso à folia por meio de 334 câmeras, com o auxílio de profissionais de 28 órgãos de segurança, controle e defesa civil. O secretário de segurança do estado, Maurício Barbosa, frisou que com o “grande recado” que as imagens de segurança dão é desestimular as ocorrências. Barbosa afirmou também que a prisão do autor do disparo será “a mais rápida e técnica possível”.

Os comentários estão fechados.