Especialistas indicam que reabertura das praias no litoral paulista aumentou casos da Covid-19

/ Saúde

Localizada no litoral de São Paulo, a Baixada Santista registrou aumento no número de casos da Covid-19 após a reabertura das praias. De acordo com informações do jornal Estado de S. Paulo, especialistas acreditam que o aumento se dá por causa da lotação das praias entre o último fim de semana de agosto e o feriadão de 7 de setembro.

A média diária de casos era de 149 na semana do dia 2 ao dia 8 de setembro. Entre 9 e 15 deste mês, subiu para 196, de acordo com os boletins divulgados pelas prefeituras das cidades litorâneas. O número médio de mortes diárias também subiu, de 5 para 8. Os últimos números apontam que a Baixada Santista contabiliza 52,3 mil casos do novo coronavírus, que resultaram em 1.892 mortes.

As cidades com mais casos são: Santos (19.089 casos e 596 óbitos), Guarujá (7.910 casos e 372 óbitos), Praia Grande (7.869 casos e 225 óbitos) e São Vicente (6.158 casos e 387 óbiyos). O estado de São Paulo registra 916.821 infecções e 33.472 mortes.

Segundo a Secretaria de Logística e Transportes do Estado, 2,5 milhões de carros estiveram nas rodovias estaduais para viajarem para o interior e para o litoral paulista. No último fim de semana de agosto, esse número foi 1,63% menor, sendo que tinha sido o mais movimentado da pandemia.

No entanto, Marco Vinholi, secretário estadual de Desenvolvimento Regional, afirma que é cedo para determinar que as praias foram o fator efetivo para o aumento de casos. ”Ainda se compararmos a quantidade de casos e internações dos dias anteriores com os dias posteriores ao feriado, teremos números absolutamente estáveis na região”, disse ele, ao Estadão.

Os comentários estão fechados.