”Era uma segunda mãe para mim”, diz o prefeito de Salvador, ACM Neto, no adeus à avó materna

/ Bahia

Maria Emília foi sepultada ontem. Foto: Betto Jr. / Jornal Correio

Maria Emília Gadêlha Vianna foi, Mãe de três filhos, avó de seis netos, era também avó do prefeito de Salvador, ACM Neto, e faleceu na madrugada desta terça-feira (15) aos 85 anos, vítima de insuficiência cardíaca, e foi sepultada à tarde no Cemitério Jardim da Saudade, em Brotas. ”Minha mãe era do lar, mas sempre ajudou dentro de casa, sempre encontrou uma forma de ser produtiva, nos deu esse exemplo. E tinha muitos talentos: sabia bordar, costurar muito bem, sabia fazer tudo dentro de casa; consertava o que estragava e era uma excelente vendedora. Teve boutique muito tempo”, lembrou, com carinho, Dona Rosário Magalhães, sua filha e presidente do Instituto Parque Social da capital baiana. Irmão dela, o filho e fundador do jornal CORREIO, Paulo Vianna, também lembrou com ternura da mãe. ”Gostei quando disseram que ela era uma pessoa elegante e de muita fé. Apesar de católica, acreditava também no sincretismo e tinha uma verdadeira devoção para a família”, resumiu. O lado terno foi lembrado pelo neto e prefeito de Salvador, ACM Neto, que não conteve as lágrimas ao falar da vó Marisa – ou dinda Marisa, já que ela também era sua madrinha. Amigo de ACM Neto há mais de 20 anos, o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, confidencia que ela era uma apoiadora do neto na vida política e fazia questão de estar presente nas suas campanhas. ”Ela era uma mulher muito inteligente, muito afável. Neto sempre teve uma relação especial com duas avós. O coração dele deve estar sofrendo, mas fica o aprendizado do convívio com ela”, pontuou. Neto reforçou que Dona Marisa era muito especial para ele e toda a família. ”Quem a conhecia era testemunha de que era uma segunda mãe para mim e, de certa forma, ela foi uma segunda mãe para todos os netos. Hoje o nosso coração está repleto de saudade”, disse o prefeito sobre a avó que morava com a sua mãe, Dona Rosário. Com informações do Correio

Os comentários estão fechados.