Jequié: Entidades do Comércio e do Turismo emitem notas defendendo a realização do São João

/ Jequié

Entidades defendem a realização do evento público. Foto: BMFrahm

Comercial e Industrial de Jequié (ACIJ) e o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) divulgaram cartas abertas à população, manifestando repudio a solicitação feita ao Ministério Público para o cancelamento do São João de Jequié. As entidades deixaram claro a importância do evento para o município tendo em vista a movimentação já percebida pelo fluxo de reserva nos hotéis, chegando 90% a taxa de ocupação, até o presente momento, sem contar na geração de empregos temporários para o período.

Ainda, de acordo com as duas entidades, o cenário de recuperação econômica em função da pandemia dos últimos dois anos, impactaram diretamente nas atividades econômicas do nosso município, e que a realização do São João deve atrair um grande fluxo turístico, com estimativa de 60.000 pessoas circulando, gerando um crescente fluxo de recursos e dinamizando o comércio local. Além da festa em si, o ciclo junino impacta em toda cadeia produtiva, que inclui a produção de pratos típicos, licor artesanal, fogos de artifício, transporte rodoviário, hotelaria, restaurantes e até aluguel por temporada de casas.

Com a realização do São João de Jequié, a ACIJ indica que haverá um aumento dos investimentos por parte das empresas privadas na aquisição de maiores estoques, ou seja, o retorno dos investimentos públicos é visível para sociedade como um todo. A Associação Comercial e Industrial de Jequié projeta um aumento de mais de 40% no faturamento do comércio e prestadores de serviços, impactando no recolhimento de ISS e ICMS sobre toda rede de serviço e produtos comercializados.

Os comentários estão fechados.