Empresa é condenada a indenizar jovem que ficou em estado vegetativo após levar choque

/ Justiça

A Justiça do Distrito Federal condenou uma empresa a indenizar uma jovem que ficou em estado vegetativo após levar um choque ao usar uma máquina de chope. Segundo o g1, o acidente aconteceu durante uma festa universitária em 2018, no Paranoá.

A empresa Líquido Comercial de Alimentos foi condenada a indenizar por danos morais a jovem em R$ 100 mil e R$ 50 mil à mãe. Também foi determinado em segunda instância que a empresa terá que ressarcir os gastos com medicamentos, equipamentos, plano de saúde, alimentação especial, fisioterapia e outros cuidados que a jovem necessitar em decorrência do seu estado de saúde.

O processo foi aberto pela mãe da vítima, e o laudo pericial comprovou que a manutenção da máquina não era feita de forma correta e que foram usadas pelas impróprias na montagem do equipamento. “No dia seguinte ao acidente, foi levada a máquina para ser periciada e foi atestado que o terra não existia na máquina. Por conta disso, estava tendo a transmissão da energia”, diz Manoel Jorge Ribeiro, advogado da família.

Segundo a Justiça, ficou comprovado que o equipamento, quando em funcionamento, era capaz de produzir choque de 220 volts em quem tocasse nela. A decisão também aponta que o laudo médico comprova que a descarga elétrica causou na estudante ”sequelas neurológicas altamente incapacitantes e irreversíveis”.

Os comentários estão fechados.