Em Maracás, secretário desafia alguém a provar que a Bahia tem o maior índice de criminalidade

/ Entrevista

Ricardo Mandarino durate visita a Maracás. Foto: MFrahm

O secretário de Segurança Pública da Bahia desafiou alguém a provar as informações que colocam o Estado liderando o ranking de criminalidade no Brasil. Ricardo Mandarino, que responde pela SSP-BA há mais de um ano, tendo sido nomeado para o cargo pelo governador Rui Costa (PT) depois do afastamento do então secretário Maurício Barbosa, esteve em Maracás, na tarde desta sexta-feira (15), para a entrega da nova sede da Delegacia Territorial e foi abordado pelo Blog Marcos Frahm sobre as críticas sofridas pelo Governo por parte de opositores em relação à Segurança.

Perguntado como analisa as críticas a sua pasta, Mandarino respondeu: ”a polícia é sempre criticada no Brasil inteiro, né? Porque as pessoas se valem de dados falsos ou mal-interpretados para criticar o índice de violência na Bahia. Eu desafio qualquer pessoa a provar que a Bahia tem o maior índice de criminalidade do país, isso na é verdade. Cada estado tem um critério de cálculo e há estados que não contam o número de mortes. Quando acontece um atrito em que morrem várias pessoas eles contam como evento. Aquelas covas que descobriram no Rio e São Paulo, clandestinas, são mortos que não aparecem nas estatísticas e a gente não tem isso aqui na Bahia. Eu ouvi dizer outro dia que o PCC não estava mais matando, estava dando sumiço nas pessoas e você não pode contabilizar como mortes, então, tem muita coisa que precisava ser uniformizada para você dizer qual estado mais violento do país. Ninguém sabe, absolutamente ninguém”, explicou o titular da SSP-BA.

Os comentários estão fechados.