Em jogo online, Jair Bolsonaro mata militantes gays, feministas e integrantes de movimentos sem-terra

/ Eleições 2018

Game é criado para gerar polêmica na Web. Foto: Reprodução

Uma desenvolvedora de jogos criou um novo “game” em que pretende gerar polêmica. No “Bolsomito 2k18” o player é o candidato do PSL à presidência da República, Jair Bolsonaro, e ganha pontos ao matar militantes gays, feministas e integrantes de movimentos sem-terra. Além disso, um dos inimigos do “Bolsomito” é “Dil Manta”, uma clara referência à ex-presidente Dilma Rousseff (PT). No jogo ela aparece como uma forma de “chefão”, com olhos vermelhos. “Derrote os males do comunismo nesse game politicamente incorreto, e seja o herói que vai livrar uma nação da miséria. Esteja preparado para enfrentar os mais diferentes tipos de inimigos que pretendem instaurar uma ditadura ideológica criminosa no país. Muita porrada e boas risadas”, diz a descrição do game, que custa R$ 8,91. O jogo teve 77 avaliações “muito positivas”. Na página da B2 Studios, responsável por desenvolver o game, conta uma história do que seria o propósito do entretenimento. “Em um país não muito distante, um povo perece. Um mar de corrupção e inversão de valores assola os cidadãos de bem. Quando todos pareciam ter desistido, eis que surge um homem que traz consigo a esperança. Sua luta contra o exército vermelho não será fácil, mas ele não lutará sozinho. Toda uma nação vai para uma batalha ao seu lado”.

Os comentários estão fechados.