Deputados do PSDB rejeitam vaga de candidato a vice em eventual chapa com Zé Ronaldo

/ Política

Chapa da oposição baiana ainda não foi definida. Foto: Reprodução

A vaga de candidato a vice-governador é mais que indefinida na oposição. Se a cabeça de chapa está entre José Ronaldo (DEM) e João Gualberto (PSDB), o espaço não é bem quisto nos dois maiores partidos da possível coligação. Pelo lado tucano, por exemplo, Gualberto não aceitaria ser vice de Ronaldo e nem os outros dois deputados federais da legenda. Pré-candidato ao Senado, Jutahy Junior, é mais que certo no pleito à Câmara Alta do Congresso nacional. Já Imbassahy, que seria o nome viável para a majoritária, também rejeitou. ”Não é questão de aceitar ou não. Tenho um projeto na Câmara. Minha proposta é de reeleição”, disse, ao site Bahia Notícias, logo após as duas siglas fecharem unificação. Imbassahy, no entanto, elogiou a união. ”Acho que é necessária para aqueles que querem um rumo para a Bahia. É um estimulo muito grande, perspectiva de vitória eleitoral”, completou.  Sem espaço para nomes graúdos dos dois partidos, a vaga pode ficar para PTB ou PRB. Taíssa Gama (PTB), filha de Benito Gama, e a vereadora Ireuda Silva (PRB), são cogitadas.

Os comentários estão fechados.