Deputada bolsonarista pró-cloroquina é imunizada com Coronavac, mas diz que preferia outra vacina

/ Saúde

Soraya, que é médica, defende tratamento precoce. Foto: Ag. Câmara

A deputada bolsonarista Soraya Manato (PSL-ES) recebeu uma dose da Coronavac em 25 de janeiro, dia em que o governo de seu estado abriu vacinação para trabalhadores da saúde. A parlamentar, que é médica, defende o chamado tratamento precoce sem eficácia comprovada contra o coronavírus e posta com frequência reuniões com equipes do governo federal para conseguir mais hidroxicloroquina, cloroquina ou ivermectiva para o Espírito Santo.

Em entrevista à coluna Painel, da Folha, a deputada afirmou que preferia ter sido imunizada com outra vacina que não a Coronavac, mas que não há como escolher. Além disso, declarou que receberá a segunda dose ainda hoje (22).

Soraya Manato afirma que atende em hospital dois dias por semana no Espírito Santo. Segundo a parlamentar, as restrições à Coronavac não estão relacionadas à sua origem chinesa ou ao envolvimento do governador João Doria (PSDB-SP) nas negociações para sua importação e produção, mas ela diz que gostaria de outra vacina “por causa dos estudos, das referências”.

Nas redes sociais, a deputada publicou card sobre interrupção dos estudos da Coronavac pela Anvisa em novembro. Ela não divulgou aos seus seguidores que recebeu a imunização.

Os comentários estão fechados.