Criança de 1 ano deu entrada no Prado Valadares para retirar moeda entalada no esôfago

/ Jequié

Criança segue internada no HGPV e passa bem. Foto: BMFrahm

Uma criança de 1 ano e 2 meses deu entrada no Hospital Geral Prado Valadares em Jequié, na noite de segunda-feira (14), com uma moeda entalada no esôfago. Após exame de endoscopia, o objeto foi retirado pela equipe do HGPV.

De acordo com informações apuradas pelo Blog do Marcos Frahm, nesta terça-feira, a criança segue bem e estável na unidade hospitalar depois de ser submetida ao procedimento.

Riscos com objetos levados à boca

Os objetos levados à boca podem ser deglutidos (engolidos) ou aspirados. No primeiro caso, ”os corpos estranhos seguem o caminho do alimento, podendo se alojar no esôfago [o canal que leva a comida até o estômago], ou progredir para o estômago e para o intestino”. Quando os objetos ficam alojados no esôfago, pode haver dificuldade de deglutição, recusa alimentar e vômitos. As complicações decorrentes da ingestão desses corpos dependem das características do objeto, incluindo perfurações ou queimaduras químicas e elétricas causadas por baterias.

Em algumas situações, objetos pequenos e não perfurantes são eliminados naturalmente. Já quando eles ficam alojados no esôfago, são perfurantes, tóxicos, cortantes ou causam obstrução por sua dimensão, pode ser necessária a remoção por meio de endoscopia digestiva alta.

Os comentários estão fechados.