Consórcio do Nordeste rebate Bolsonaro após debate e o acusa de omissão na pandemia

/ Nordeste

O Consórcio do Nordeste divulgou nota nesta sexta-feira (30) rebatendo as falas do presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre a atuação dos governadores na pandemia de coronavírus durante o debate promovido pela TV Globo.

Eles acusam o presidente de omissões em série e afirmam que seu legado é a desconfiança jogada em cima da vacina, ”um dos maiores instrumentos de promoção da saúde pública”.

”Ao invés de zombar do sofrimento das pessoas com falta de ar, promover remédios sem eficácia e
atrasar a compra das vacinas, os estados integrantes do Consórcio criaram o programa Nordeste
Acolhe para conceder pensão aos órfãos da pandemia”, afirmam.

No documento, o governador Paulo Câmara (PSB-PE), presidente do consórcio, afirma que Bolsonaro esbravejou e tentou desqualificar o trabalho dos governadores ao ser confrontado, no debate desta quinta-feira (29), com as evidências de sua desastrosa atuação durante a pandemia.

Câmara justifica que governos do Nordeste, como dezenas de outras administrações pelo país, foram vítimas de fraudes, e denunciaram às autoridades policiais competentes. ”Os envolvidos foram presos, estão sendo processados e os recursos empregados já começaram a ser devolvidos”, justifica.

Jair Bolsonaro foi questionado durante o debate promovido pela TV Globo sobre sua atuação na pandemia. Em dado momento, a presidenciável Soraya Thronicke (União) questionou se o chefe do Executivo havia se vacinado, mas ele tergiversou e não respondeu.

Fábio Zanini, Folhapress

Os comentários estão fechados.