Com 49 votos, Assembleia aprova suspensão de Alden, após acusar oposição de receber R$ 1,6 milhão

/ Bahia

Deputado Capitão Alden teve mandato suspenso. Foto: Rede social

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) teve o mandato suspenso por 30 dias após votação do parecer do Conselho de Ética na tarde desta terça-feira (21), no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia. Em votação secreta, houve 49 votos favoráveis e 4 contrários à suspensão do mandato do parlamentar. O deputado foi punido por ter acusado, sem apresentar provas, os deputados da bancada de Oposição de terem recebido R$ 1,6 milhão da Prefeitura de Salvador.

”Infelizmente, pois pelo que sei é a primeira vez que um colega nosso é punido. Mas que sirva de lição”, disse o presidente da Assembleia, deputado estadual Adolfo Menezes, que ainda pontuou que a punição adotada contra o parlamentar foi ”branda”. ”Todos aqui são homens e mulheres de responsabilidade. Quando for usada a palavra, [é preciso] saber o que estão falando para que não vive rotina, para que não aconteça novamente, pois ninguém se sente feliz aqui em punir outro colega. Mas mas não tinha outro caminho”, declarou o presidente da Assembleia.

Os líderes da Oposição, Sandro Régis (DEM), do Governo, Rosemberg Pinto (PT), haviam encaminhado voto favorável ao parecer aprovado pelo Conselho de Ética, cuja relatoria coube ao deputado Luciano Simões (DEM).

Os comentários estão fechados.