Com 48 deputados e seis senadores, PP avisa que apoiará Governo Dilma Rousseff

/ Política

Ciro Nogueira anuncia apoio. Foto: Pedro França/Agência Senado
Ciro Nogueira anuncia apoio. Foto: Pedro França/Agência Senado

O presidente do Partido Progressista, senador Ciro Nogueira (PP-PI), anunciou hoje (6/5) que o partido permanecerá na base de apoio ao governo da presidenta Dilma Rousseff, pelo menos, até a conclusão do processo na Câmara dos Deputados. O PP tem hoje 54 parlamentares: 48 deputados e seis senadores em exercício. Há ainda três deputados licenciados. O partido tinha nesta quarta-feira uma reunião do Diretório Nacional para decidir sobre a permanência no governo, mas, segundo Ciro Nogueira, os próprios parlamentares que pediram o encontro, desistiram da ideia. ”Existia um documento assinado por 24 senadores e deputados pedindo o rompimento com o governo. Essa reunião estava marcada para as 14h, mas quando fizemos um levantamento preliminar dos 57 votantes mais de 40 queriam a permanecia do partido na base”, disse o senador com o documento que pede o cancelamento da reunião nas mãos. O senador Ciro Nogueira disse que ainda não sabe se liberará a bancada para se posicionar como quiser na votação do impeachment, acrescentou que essa decisão ainda precisa ser discutida. ”Não vou negar pra você que o partido tem uma grande parcela que vota pelo impeachment e essas pessoas têm que ser respeitadas. A direção partidária hoje tem a responsabilidade de estar ao lado da presidenta Dilma nesta base aliada. É uma situação que vai ser discutida nos próximos dias, mas a orientação partidária é estar ao lado da presidente neste momento”. Com informações da Agência Brasil

Os comentários estão fechados.