Chuva na Bahia é a mais extrema no planeta em dezembro, mostram dados da MetSul Meteorologia

/ Bahia

Se você acha que a chuva na Bahia foi a que mais fugiu ao normal neste mês de dezembro no Brasil, engana-se. Foi no mundo! Nenhuma área do planeta teve chuva tão acima da média nos últimos 30 dias como o estado baiano, mostram dados que a MetSul Meteorologia buscou na base de dados de monitoramento global de precipitação da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA), a agência climática do governo dos Estados Unidos.

A análise de anomalia de chuva global da NOAA é feita com base no sistema CMAP, conjunto de dados de precipitação construído a partir de análise de medições feitas por estações meteorológicas e pluviômetros, além de estimativas derivadas de satélite. As estimativas baseadas em satélite e/ou reanálise são ponderadas de acordo com a análise das medições que se presume mais precisas.

Chuva record

Chuva recorde Quando moradores e autoridades da Bahia afirmam jamais ter visto chuva igual não estão sendo traídos pela memória. Dados históricos de estações do Instituto Nacional de Meteorologia mostram que jamais houve chuva tão volumosa nesta época do ano com marcas muitíssimo acima dos padrões históricos de dezembro, o que explica as inundações catastróficas.

O município de Itamaraju, no Sul da Bahia, é o que registra os maiores índices de precipitação neste dezembro no Brasil com 769,8mm de chuva. A informação é do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). A marca é cinco vezes a média de precipitação do mês de 148,0mm.

Em Lençóis (BA), o total de chuva entre os dias 1º e 27/12 de 578,0 mm representa 445,4 mm acima média histórica do mês de dezembro que é de 132,6 mm. Além disso, é o maior acumulado em dezembro desde 1961, superando o recorde anterior de 564,5 mm de dezembro de 1989. Como o período de dados começa em 1961, é possível que este dezembro seja o mais chuvoso em período maior ou muito maior que os 60 anos da série observacional.

Em Caravelas (BA), o total de chuva até a manhã de ontem (27) de 493,4 mm ficou 346,2 mm acima média histórica de dezembro (148,0 mm). O mês de dezembro de 2021 já é o mais chuvoso nessa estação desde 1961, ultrapassando o recorde anterior de 404,7 mm de dezembro de 2006. Somente no dia 24, a estação registrou 117,9 mm.

Na cidade de Ilhéus (BA), o total de chuva na estação do Instituto Nacional de Meteorologia entre os dias 1º e 27/12 de 410,4 mm superou em 265,4 mm a média de todo o mês de dezembro que é de 145,3 mm. Apenas no dia 25, o total de chuva na estação foi de 139,0 mm. É o maior acumulado em dezembro em Ilhéus desde 1961, superando o recorde anterior de 356,3 mm de dezembro de 1975.
Devastador

Devastador A chuva deixa 136 municípios em situação de emergência na Bahia. São 471.786 pessoas afetadas, de acordo com dados oficiais da Defesa Civil Estadual. No total, a chuva já deixou 34.163 desabrigados e 42.929 desalojados. As inundações e a chuva deixaram ainda 358 pessoas feridas.

Os comentários estão fechados.