Da prefeitura de Jitaúna para à Assembleia: Patrick eleito deputado após renunciar ao cargo de prefeito

Patrick durante renúncia ao cargo de prefeito. Foto: BMFrahm

Eleições sempre reservam surpresas. Neste ano, entre tantas, no Médio Rio de Contas, uma ficou por conta de um nome: Patrick Lopes. Aos 40 anos, Patrick foi eleito deputado estadual após topar um desafio, que foi o de renunciar ao cargo de prefeito reeleito de sua terra natal, Jitaúna, cidade vizinha à Jequié, passando o bastão para o vice-prefeito eleito em 2020, Marcelo Pecorelli (PP).

Além disso, ele contrariou o líder do seu partido, João Leão, do Progressista, que teria declarado ruptura com o governador Rui Costa (PT) para apoiar o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, candidato a governador pela União Brasil.

Patrick ingressou no Avante, com anuência de Rui, numa investida contra o prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP), este que era o padrinho – político do então prefeito de Jitaúna, mas optou pelo apoio ao ex-secretário de Governo de Jequié, Hassan Iosseff (PP), que foi lançado candidato a estadual com o seu apoio e inclusive eleito no último domingo com mais de 60 mil votos, conquistando 26 mil em Jequié.

Do ponto de vista partidário, a candidatura de Patrick era vista como duvidosa pelos adversários, por ter trocado o PP de Leão pelo Avante de Isidório, sob forte influência de Rui Costa e da primeira-dama do Estado, Aline Peixoto, que costuraram apoio de prefeitos e outras lideranças para sustentação ao projeto do novo afilhado depois da ruptura com Zé Cocá. Mas foi lá, no Avante, que Lopes avançou e conquistou uma das 63 vagas da Assembleia Legislativa da Bahia, com 35.607 votos conquistados, destes, 5.605 em sua terra natal, Jitaúna, e 4.976 em Jequié, sendo o único eleito da legenda no Estado. *por Marcos Frahm

 

 

Vale do Jiquiriçá: Promotor diz que eleição foi marcada por ”tranquilidade” na área da 76ª Zona Eleitoral

Promotor de Justiça, Lúcio Meira. Foto: Blog Marcos Frahm

O promotor de Justiça Lúcio Meira Mendes, representante do Ministério Público Eleitoral na área da 76ª Zona Eleitoral, que compreende os municípios de Jaguaquara, Itaquara e Irajuba, no Vale do Jiquiriçá, disse que o processo de eleição transcorreu de forma tranquila, desde as primeiras horas do processo.

Lúcio Meira citou a ausência de ocorrências, como ocorrem nas eleições municipais e disse ter acontecido algumas substituições de urnas, mas que não prejudicaram o andamento do pleito. ”O panorama é o melhor possível. A eleição, desde as primeiras horas, tem transcorrido de forma tranquila. No início foram feitas algumas substituições de urnas, o que normalmente acontece, mas que não prejudicaram o andamento do pleito. Como é uma eleição que temos cinco votos, na parte da manhã, nós tivemos algumas filas. Absolutamente nenhuma  ocorrência  e, como de praxe, a eleição estadual e federal é bem menos acirrada do que a municipal e não tivemos nenhuma prisão relacionada a questão eleitoral”, afirmou o promotor, tendo revelado que o acirramento entre os candidatos à presidência da República não interferiu no interior, como ocorre nos grandes centros do país. ”Nós vimos esse acirramento mais nas redes sociais. Na nossa cidade, com 35 mil eleitores habilitados não há nenhum tipo de animosidade, você não ver essa polarização retratada nos locais de votação”.

Na área de atuação do promotor, na 76ª Zona Eleitoral, com 152 sessões, 113 em Jaguaquara, 20 em Irajuba e 19 em Itaquara, 46.570 eleitores estavam aptos a votar neste domingo. Com informações do Blog do Marcos Frahm

Maracás: Programa Vida Nova avança com entrega de casas reformadas no Município

Prefeito, vice e primeira-dama entregam casa. Foto: Jefferson Meira

Em Maracás, o programa Vida Nova realiza intervenções nos lares de famílias de baixa renda com serviços de requalificação das unidades habitacionais, nas áreas urbana e rural do Município, recuperando os componentes estéticos de forma que possibilite aos moradores mais conforto.

Além disso, o projeto desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Social melhora as condições sanitárias das habitações promovendo mais salubridade. Dezenas de casas já passaram por intervenções por meio da SMDS e, nesta quarta-feira (28), na Rua André Magalhães, mais uma unidade foi entregue depois de reformada.

A beneficiária foi à dona de casa Marli, que recebeu a chave das mãos do prefeito Soya Novaes e da primeira-dama Guida Galvão, titular do Social.

Durante a cerimônia, o prefeito Soya, ao lado da secretária e do vice-prefeito Smauel destacou a mudança de vida das pessoas mais carentes de Maracás a partir da reforma das casas pelo programa. ”O Vida Nova é um grande exemplo de mudança de vida. É muito importante governar ouvindo as pessoas, saber o que elas precisam e tentar resolver esses problemas. Parabéns a minha esposa Guida Galvão e a todos que fazem do Social uma ferramenta de transformação”.

Mulher foi morta a tiros pelo ex-companheiro na zona de Itaquara e autor está foragido, diz delegado

Vítima morreu antes de ser transferida. Foto: Blog do Marcos Frahm

Uma mulher foi morta a tiros pelo ex-companheiro no povoado de Vila Castelo Branco, distante 13 KM da cidade de Itaquara, na área rural do Município, no Vale do Jiquiriçá. De acordo com o registro da polícia, uma guarnição da Polícia Militar foi informada sobre uma mulher vítima de disparos de fogo na localidade, indo ao local indicado no final da tarde de domingo (25), onde foi constatada a veracidade da informação.

Entretanto, a mulher já teria sido socorrida inicialmente ao Hospital de Itaquara, de onde foi transferida para o Hospital Municipal de Jaguaquara – HMJ, mas não resistiu e faleceu depois de todos os procedimentos médicos tentados para estabilizá-la. Uma unidade de Suporte avançado chegou a ser acionada para a transferência da paciente ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié, mas a vítima foi a óbito sem ter sido transferida.

Identificada como Maria Aparecida Vicencia Tenório, a mulher, de 40 anos, deixa dois filhos menores, que segundo o delegado que apura o caso, Chardison Castro de Oliveira, são frutos de outro relacionamento e o crime passional teria como principal suspeito o ex-companheiro dela, Edvaldo Pereira dos Santos, de 48 anos, que está foragido. ”A polícia já tomou as medidas cautelares cabíveis. Ela havia deixado ele há cinco meses, estava se relacionando com outra pessoal, motivo pelo qual ele ceifou a vida dela”, disse o delegado ao Blog do Marcos Frahm, nesta segunda-feira (26).

Equipe da Largo promove trilha ecológica na comunidade de Pé de Serra, no Município de Maracás

A comunidade do povoado de Pé de Serra (Maracás) terá uma manhã diferente no próximo domingo (25), quando acontece a Trilha Interpretativa de Educação Ambiental. A caminhada sairá da Escola Adeovaldo, às 7 horas, passando por pontos como o cemitério local, e termina às 12 horas com um almoço coletivo. ”Nosso objetivo é conectar ainda mais as pessoas à natureza, reforçando a importância de proteção do meio ambiente. Depois de Pé de Serra, levaremos a ação para outras comunidades”, adianta Analista de Meio Ambiente Sênior, Janete Gomes Abrão Oliveira.

A Trilha deste domingo faz parte de uma série de iniciativas da empresa na área de educação ambiental que incluem ações internas, como o Happy Hour Ambiental, e externas como Formação de Agentes Ambientais e o Dia do Bicho do Mato. ”Nosso objetivo é disseminar informações sobre educação ambiental e as políticas de sustentabilidade da Largo, desenvolvendo a consciência ecológica do nosso time e da população da zona rural e urbana, quanto à convivência saudável do homem com a natureza, além de criar canal de comunicação direta entre comunidade e a empresa, permitindo estreitar os laços e esclarecer aspectos relacionados aos valores e práticas sustentáveis da empresa”, completa Janete.

Para participar da Trilha Ecológica não é necessária nenhuma inscrição, basta comparecer à Escola Adeovaldo Meira, às 7 horas. Algumas dicas são: use tênis ou botas e roupas confortáveis para caminhada, não se esqueça do protetor solar, leve frutas ou petisco leves como coco licuri e muita disposição para se divertir e aprender.

 

Consórcio do Vale do Jiqiriçá antecipa eleição e prefeitos reelegem Danilo presidente da entidade

Prefeitos se reuniram na cidade de Nova Itarana. Foto: BMFrahm

Gestores públicos que integram o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá – CONVALE, se reuniram nesta sexta-feira (16) em Nova Itarana para antecipação da eleição que reelegeu o presidente da entidade, o prefeito da cidade anfitriã, Antonio Danilo (PSD).

A entidade representativa decidiu antecipar em quatro meses o processo de escolha dos diferentes, cujo período tradicional da eleição é o mês de janeiro. Em assembleia harmônica, Danilo foi reeleito presidente do Consórcio Público, para um período de dois anos, em eleição que definiu todos os outros membros da Mesa Diretora. A chapa única eleita por aclamação tem Danilo como presidente, Júlio Pinheiro (PT), de Amargosa, como vice, Rodrigo Maicon (MDB), de Mutuípe, vice-administrativo, 1º secretário Soya Novaes (PDT), de Maracás, 2ª secretária Lorena de Gregório (PSD), de Itiruçu, e João Freitas (PP), de Lafaiete Coutinho, é o tesoureiro.

Em entrevista ao Blog do Marcos Frahm, o presidente reeleito disse que o processo de eleição do CONVALE foi antecipado com anuência de prefeitos e que a entidade tem autonomia para antecipação da escolha de seus dirigentes independente da eleição estadual. ”Na verdade, foi um consenso entre os prefeitos e, independente da eleição de governador, decidimos antecipar. A gente aproveitou também para fazer a entrega de equipamentos agrícolas aos municípios, para fortalecer os pequenos produtores, através de um convênio firmado com o Governo do Estado de cerca de R$ e isso é o que é mais importante, a parceria do consórcio com o Estado para fortalecer os municípios e nós vamos lutar para que essa união entre prefeituras e governo permaneça independente da questão política”, justificou.

Nova Itarana, Jaguaquara, Maracás, Amargosa, Lagedo do Tabocal, Planaltino, Itiruçu, Lafaiete, Irajuba, Brejões, Itaquara, Cravolândia, Santa Inês, Ubaíra, Jiquiriçá, Mutuípe, Milagres, Jiquirriçá, São Miguel das Matas e Laje integram o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá.

Operação da Polícia Militar descobre plantio de maconha na zona rural do município de Cravolândia

Aproximadamente mil e quinhentos pés de maconha eram cultivados

Uma operação da Polícia Militar através da 3ª Cia do 19º Batalhão resultou na apreensão aproximadamente mil e quinhentos pés de maconha cultivados na área rural do Município de Cravolândia, no Vale do Jiquiriçá. De acordo com nota divulgada pela PM, a descoberta aconteceu após denúncia sobre a movimentação gerada pelo tráfico de drogas na região. Ainda segundo a PM, um homem responsável pelo cultivo da erva foi preso, armas de fogo e munições foram apreendidas, além de 08 kg de substância análoga à maconha.

Leia abaixo a nota da PM

Após denúncias acerca de forte movimentação de tráfico de drogas e de um grande plantio de maconha em uma localidade, na Zona Rural de Cravolândia, foi deflagrada operação, no dia 08set22, que durou até a data de hoje, resultando na localização do terreno utilizado para o plantio da droga, prisão do responsável pelo ato criminoso e apreensão de armas de fogo e grande quantidade de material ilícito, pronto para comercialização. Salienta-se que no local foram destruídos, aproximadamente 1.500 pés de maconha.

Todo material ilícito, juntamente com o autor, foram conduzidos para apresentação à Autoridade Policial para adoção das medidas cabíveis.

Plantio Erradicado:

▪️Aproximadamente 1.500 pés.

 Material apreendido:

▪️01 revólver calibre. 32;

▪️02 espingardas de fabricação caseira;

▪️06 munições de calibre .32;

▪️01 balança de precisão;

▪️Aproximadamente 8 kg de substância análoga à maconha, pronta pra venda;

▪️01 motoserra;

▪️R$ 119,00 em espécie; e

▪️Pés de maconha não erradicados.

Apostando no ”corpo a corpo”, Dal vai se consolidando como aposta do Vale do Jiquiriçá para Câmara Federal

Dal Barreto percorre mais de três cidades por dia. Foto: Rede social

O deputado estadual e candidato a federal Dal Barreto (UB) adotou como estratégia, desde a sua pré-campanha, ”o corpo a corpo” com a população, através de caminhadas pelas ruas, percorrendo mais de três cidades por dia. Oriundo de Amargosa, sua principal base eleitoral, Dal faz uma campanha que, para os observadores da política, vai além de uma disputa por vaga na Câmara Federal.

Os gurus da política regional analisam que, o parlamentar, pela estrutura montada, tentará alçar voos mais altos, e quem sabe uma participação na majoritária nas eleições de 2026, caso ACM Neto (UB), de quem se tornou o principal articulador no Vale do Jiquiriçá seja eleito governador do Estado.

O candidato faz discurso de ”renovação” na região e defende que o Vale tenha um representante em Brasília para defender os interesses do território, inclusive a instalação de uma universidade em Jaguaquara, maior colégio eleitoral do território.

Com aliados em todos os 20 municípios da região, Dal chega à reta final da campanha com o maior arco de alianças entre os demais candidatos a federal. Nos municípios onde não tem apoio da banda A, tem apoio da banda B e ou C e consegue aglutinar apoios de prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e outras lideranças. O ingresso de Dal no Congresso Nacional depende, no entanto, do voto dos eleitores no dia (02) de outubro.

Expo Maracás volta a ser realizada depois de dois anos; prefeito e secretária esperam grande público

Prefeito Soya e a secretária Queli Gonçalves. Foto: Blog Marcos Frahm

A Exposição Agropecuária de Maracás voltará a ser realizada depois de dois anos de suspensão do evento em razão da pandemia da Covid-19. A Expor Maracás 2022, que será promovida pela Prefeitura através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente ocorrerá neste final de semana, sexta-feira (02), sábado (03) e sábado (04) no Parque dos Eucaliptos e é considerada uma das maiores feiras de exposição agropecuária do Sudoeste baiano, com shows musicais e expositores de diversos setores, tendo como atrativos neste ano renomados artistas como: Adelmário Coelho, Vitor Fernandes e Anna Catarina, que se apresentarão numa parceria do Município com o Governo do Estado por meio da Bahiatursa.

Para o prefeito Soya Novaes, a edição 2022 da Expor Maracás será uma das maiores em relação ao número de participantes. ”Temos uma expectativa de grande público para os três dias. Pousadas e hotéis estão lotados e isso mostra o quanto é importante esse evento para a economia da nossa cidade”.

A secretária de Agricultura, Queli Gonçalves, afirmou que um dos objetivos da Expor é divulgar a produção agropecuária local e gerar novos negócios para Maracás. ”O intuito é promover a comercialização de animais, de produtos da agricultura familiar, é o entretenimento”, disse a titular da pasta.

Sobreviventes de tragédia na 420 sofreram fraturas e foram para o HGPV; entre as vítimas, uma gestante

Vítimas foram socorridas por ambulâncias do Samu. Foto: BMFrahm

Os sobreviventes da tragédia na BR-420, entre um carro de passeio e duas motocicletas foram socorridos ao Hospital Prado Valadares – HGPV, em Jequié.

O acidente aconteceu na noite deste domingo (28), por volta das 19h, no trecho entre os municípios de Jaguaquara e Itaquara, no Vale do Jiquiriçá. Três dos ocupantes das motos, dois irmãos e uma mulher, Luis Eduardo de Jesus, Leandro de Jesus Nascimento, e Eliene Pereira dos Santos morreram no local. Outra mulher que estava e uma das motos ficou ferida.

No carro, um pastor evangélico, a esposa e uma filha que inclusive é gestante sofreram lesões e foram socorridos por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.

Segundo informações apuradas pelo Blog do Marcos Frahm, todos os sobreviventes, oriundos de Jaguaquara apresentavam sinais de fraturas e não há informações sobre o estado de saúde dos mesmos, que seguem no HGPV.

Pior malha rodoviária do Vale do Jiquiriçá fica no trecho de Santa Inês, com Br-420 esburacada

Estrada encontra-se esburacada em Santa Inês. Foto: BMFrahm

Rodovia BR-420, estrada federal que interliga a BR-116 – Entroncamento de Jaguaquara a BR-101 – Entroncamento de Laje e apresenta problemas em vários trechos, como crateras que dificultam a trafegabilidade de veículos.

Antes, a estrada era de responsabilidade do Governo do Estado e há quem diga que a sua conservação era mais eficaz. Agora, sob a gestão do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a pista com sua pavimentação desgastada, com trincas, remendos, afundamentos, buracos e totalmente destruída em um trecho que compreende o município de Santa Inês gera muitos desafios de logística e transporte para os moradores do Vale do Jiquiriçá.

Em toda a sua extensão, a BR-420 apresenta problemas na infraestrutura, mas o trecho de Santa Inês é considerado o pior para a trafegabilidade de veículos. Os usuários reclamam da qualidade dos serviços, em ritmo lento, de recuperação, ou seja, os remendos feitos por uma empresa contratada pelo órgão federal, com sede em Cruz das Almas.

A péssima situação da Rodovia pesa no bolso dos usuários, a exemplo de Antonio Silva, motorista de um veículo de passeio ouvido na tarde desta quarta-feira (24) pelo Blog do Marcos Frahm: ”Os serviços são ruins, a estrada representa riscos para nós, que temos de enfrentar essas crateras todos os dias. O pior é que o tempo passa e a gente não ver uma melhora nesses trabalhos de recuperação, uma vergonha e não aparece ninguém para resolver. O DNIT deveria ser acionado na justiça por esse desmando”, disparou. A BR-420 margeia os municípios de Jaguaquara, Itaquara, Santa Inês, Ubaíra, Jiquiriçá, Mutuípe e Laje.

Vale do Jiquiriçá: Quatro tremores de terra foram sentidos pela população de Amargosa nesta terça-feira

Quatro tremores de terra foram registrados, nesta terça-feira (23), no município de Amargosa, no Vale do Jiquiriçá. A informação foi confirmada pelo Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que possui um sismógrafo na região de Corta-Mão, zona rural do município, muito próximo de onde foi o epicentro.

De acordo Eduardo Menezes, geofísico do Labsis, da UFRN, os quatro tremores foram sentidos com intensidade 1,9; 2,3; 1,3 e 1,7, respectivamente, sendo considerados de baixa intensidade.

O professor de Geologia da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Carlos Uchoa, lembrou que essa não é a primeira vez que a cidade passa por esse evento sísmico. ”Em 30 de agosto de 2020, a cidade registrou o maior tremor de terra, com 4,2 de magnitude e profundidade foco de 10km, causando queda de parede e telhados. Esses tremores de terra estão geralmente ligados à reativação de falhas geológicas, porque nós estamos no interior de uma placa sul-americana, onde nesse interior acumula uma energia e ela pode ser dissipada nessas falhas. Quando ela é dissipada, as falhas são reativadas e provocam tremor de terra na superfície”, explicou. Até o momento, não há relatos de feridos ou danos. Com informações do site Bahia Notícias

Faleceu aos 74 anos a professora Maria Célia Novaes Eloy, mãe do prefeito de Santa Inês

Maria Célia Novaes

Faleceu na noite desta quarta-feira (17), Maria Célia Novaes Eloy, mãe do prefeito de Santa Inês, Emérson Eloy (PT). Maria Célia, oriunda de Maracás, onde atuou durante anos como professora das redes municipal e estadual, faleceu aos 74 anos e deixa três filhos e quatro netos. A causa da morte não foi informada.

Na rede social, o prefeito de Maracás, Soya Novaes (PDT) lamentou a morte da professora, tendo afirmado que Maria Célia contribuiu muito com a Educação pública do Município. O sepultado ocorrerá nesta quinta-feira, em Maracás.

Secretaria da Saúde de Maracás descarta 2º caso suspeito de varíola dos macacos em paciente

Caso era investigada em um paciente da cidade. Foto: BMFrahm

A Secretaria de Saúde de Maracás descartou, na noite desta terça-feira (16), o segundo caso suspeito de varíola dos macacos que estava sendo investigada em um paciente da cidade.

O caso foi investigado pela Vigilância em Saúde de Maracás e do Estado. O resultado foi divulgado pelo Laboratório Central da Bahi      – Lacen, que recebeu o material coletado e o caso foi descartado.

Monkeypox é uma zoonose viral, do gênero Orthopoxvirus, da família Poxviridae, que se assemelha à varíola humana, erradicada em 1980. A doença cursa com febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão.

A infecção é autolimitada com sintomas que duram de duas a quatro semanas, podendo ser dividida em dois períodos: invasão, que dura entre zero e cinco dias, com febre, cefaleia, mialgia, dor das costas e astenia intensa.