Após redução de casos de Covid, Prefeitura de Amargosa inicia planejamento do São João 2022

Último São João de Amargosa aconteceu em 2019. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Amargosa, no Vale do Jiquiriçá, já iniciou diálogos para realizar o São João em 2022. A informação foi dada pelo prefeito Julio Pinheiro (PT), em entrevista ao site BNews, no salão Verde da Câmara Federal, direto de Brasília. ”Dois anos sem São João é um impacto negativo para a economia local e a gente espera que agora o ano que vem a gente possa também realizar a festa. Amargosa tá com uma situação controlada como a maior parte dos municípios do Brasil e a gente já tem flexibilizado algumas”, disse Pinheiro.

”Já iniciamos os diálogos pra realização do São João de 2022, lógico que monitorando de perto o cenário epidemiológico, a situação sanitária para que qualquer recuo que possa ser necessário a gente poder fazer, mas já preparando o São João porque eu acredito que com o avanço da vacinação e com a situação controlada como a gente tá hoje, eu acredito que ano que vem vai ser possível a realização da festa”, completou o petista.

De acordo com o boletim epidemiológico municipal de quinta-feira (16), Amargosa registrou um caso positivo para covid-19. Ao todo, 54 pessoas morreram na cidade vítimas da doença.

Governador Rui Costa confirma visita ao Município de Irajuba, neste sábado, a partir das 09h

Rui Costa vai desembarcar em Irajuba neste sábado. Foto: Divulgação

O governador Rui Costa (PT), por meio de sua assessoria confirmou visita ao município de Irajuba, no Vale do Jiquiriçá, neste sábado (18), a partir das 09h.

O chefe do Executivo baiano participará de inauguração de um Ginásio de esportes e deverá anunciar benefícios para a cidade governada pelo prefeito Antonio Sampaio (PP).

A informação sobre o retorno de Rui ao Vale também já circula nos meios políticos da região entre prefeitos, vereadores e outras lideranças políticas.

Maracás: ”Liga Social” reúne ações da Largo Resources/Vanádio para estimular desenvolvimento de comunidades

Cultura, Esporte e Lazer, Meio ambiente, Educação e Geração de Renda. Esses são os eixos nos quais a Largo Resources | Vanádio de Maracás aposta para exercer sua parcela de responsabilidade social na região onde está instalada. As ações, que sempre estiveram presentes na lista de prioridades da companhia, estão cada vez mais consolidadas e seguem ampliando seu raio de atuação para além do núcleo de Maracás, formando assim a chamada ”Liga Social” em parceria com lideranças locais.

”Todas as nossas ações são pensadas para a coletividade e baseadas no conceito de sustentabilidade. Então nossa intenção é realizar projetos que sejam capazes de gerar resultados para o futuro. Queremos deixar um legado”, diz Valéria Rocha, analista de relacionamento com a comunidade.

Uma das pessoas que comemora a parceria é Jalmirêde dos Anjos Correia, enfermeira e coordenadora do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) de Maracás. A instituição atende mais de 3.700 pacientes, oriundos dos bairros de Maracaisinho, Irmã Dulce, Ayrton Senna, Jiquiriçá, Pé de Serra, Nair Morbeck e Porto Alegre.  Graças ao apoio da companhia, tem sido possível viabilizar campanhas como o Janeiro Branco, dedicado à saúde mental, e o Agosto Lilás, que promove o combate à violência contra a mulher.

”Precisamos entender que a questão da saúde mental atinge a todos e não é dever somente do estado”, observa Jalmirêde, que destaca ”empatia” e ”solidariedade” como palavras-chave das ações sociais praticadas pela Largo Resources | Vanádio de Maracás. A enfermeira também lidera um grupo de mulheres que participou de um curso de elaboração de projetos, também promovido pela empresa. “Muitas sofrem violência e não conseguem sair de relacionamentos abusivos, então o índice de adoecimento é altíssimo. Essa capacitação é uma forma de dar empoderamento”, avalia a enfermeira.

Empreendedorismo – Outro projeto que estimula o empreendedorismo feminino é o Mulheres Ativas, da localidade de Pé de Serra, que tem equipamentos e insumos fornecidos pela Largo Resources | Vanádio de Maracás. A iniciativa beneficia um total de 110 mulheres com oficina de saboaria artesanal e curso de corte e costura gratuitos. Um dos impactos positivos é percebido desde o início da pandemia, quando foi iniciada a confecção de máscaras de TNT para proteção contra o coronavírus. A produção, que chega a 3.500 unidades por semana, é totalmente financiada pela empresa, que as distribui gratuitamente para profissionais de saúde e moradores de comunidades vizinhas.

O curso já avançou para conhecimentos sobre tipos de tecido, cortes e moldes. Mas isso é só o começo. ”O objetivo não é simplesmente aprender a costurar. A maioria das mulheres tem baixa escolaridade e pouca renda. A ideia é fundar uma cooperativa para que elas possam comercializar e dividir os lucros. Temos vários planos para o futuro”, anima-se Iriene Lima de Almeida, coordenadora do projeto e ex-presidente da Associação de Moradores.

O desenvolvimento da agricultura familiar também integra as ações da empresa. José Oliveira de Souza, mais conhecido como Zé da Balsa, fala sobre o desenvolvimento da atividade em Porto Alegre desde que a companhia se tornou parceira da comunidade. De 2018 para cá, os agricultores da comunidade passaram a plantar milho para a produção de silagem, processo que tritura o cereal inteiro para a produção de ração animal. Para isso, contam com a ajuda de equipamento adequado e suporte técnico, oferecidos pela empresa.

”Antes a gente plantava só melancia e tinha muita praga, então tomávamos muito prejuízo. Agora a gente tem uma alternativa”, conta Zé da Balsa, liderança do projeto Liga do Campo. ”E também temos o suporte técnico de um agrônomo profissional, que nos orienta. Com isso, já estamos estudando a possibilidade de desenvolver outras culturas”, revela. A Liga do Campo inclui, ainda, os projetos Abelha Rainha e Feira da Agricultura Familiar. Também fazem parte da Liga Social o programa Cultura e Qualidade de Vida, que engloba projetos como o Viver Bem e o Jequiriçá, voltados para a prática esportiva.

De acordo com Valéria Rocha, isso é só o início de um trabalho que ainda tem muito a realizar. ”Após o curso de elaboração de projetos, nossa intenção é lançar um edital para apoiar iniciativas locais com ainda mais transparência, a partir de votação pública. E já estamos em fase de planejamento para o ano que vem”, revela. Assim, a Largo Resources | Vanádio de Maracás segue investindo no presente para continuar colhendo os frutos junto com a comunidade no futuro.

Número de casos ativos do Coronavírus oscila, mas se mantém em queda no Vale do Jiquiriçá

Casos ativos oscilam entre os municípios. Foto: Blog Marcos Frahm

Os casos ativos do Coronavírus no Vale do Jiquiriçá oscilam entre algumas cidades do território. De acordo com dados divulgados pelo Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá – Convale no boletim epidemiológico desta terça-feira (14), dos 20 municípios da região, 11 registram casos ativos: Maracás (07), Amargosa (06), Jaguaquara (06), Mutuípe (03), São Miguel das Matas (03), Cravolândia (01), Elísio Medrado (01), Brejões (01), Irajuba (01), Laje (01), Ubaíra (01).

Outros 09 municípios não possuem registro de casos nesta terça-feira: Itaquara, Milagres, Santa Inês, Itiruçu, Lafaiete Coutinho, Nova Itarana, Planaltino, Lajedo do Tabocal, Jiquiriçá.

Vale do Jiquiriçá: Ex-prefeito de São Miguel das Matas é punido pelo Tribunal por autopromoção

O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) julgou procedente, nesta terça-feira (14),  uma denúncia formulada contra o ex-prefeito de São Miguel das Matas, José Renato Curvelo de Araújo. O gestor teria utilizado recursos públicos na pintura de um prédio privado e repartições públicas com as cores do seu partido político, com finalidade de promoção pessoal e política. Será formulada uma representação ao Ministério Público da Bahia, para que seja apurada a prática de  improbidade administrativa. O gestor também foi multado em R$5 mil.

De acordo com a denúncia, o ex-gestor promoveu a pintura de diversos prédios públicos e também o Hospital São Miguel, que é um hospital particular, com as cores utilizadas em sua campanha eleitoral, agredindo assim o princípio da impessoalidade, bem como da publicidade.

Para o conselheiro Raimundo Moreira, as imagens apresentadas na denúncia comprovam que o gestor estaria, de fato, realizando autopromoção com a pintura de alguns prédios públicos nas cores azul e branca, mesmas cores utilizadas em sua campanha eleitoral. “No caso em testilha, mostrou-se cristalino a incidência de improbidade administrativa, visto que, através de suas condutas o denunciado tentou orquestrar a sua promoção pessoal”, destacou.

O Ministério Público de Contas, através do procurador Danilo Diamantino, se manifestou pela procedência da denúncia, determinando a aplicação de multa ao ex-prefeito, bem como a representação ao Ministério Público Estadual para apurar a possível prática de atos de improbidade administrativa. Cabe recurso da decisão. *Bahia Notícias

Pelo menos 09 das 20 cidades do Vale do Jiquiriçá ainda registram casos ativos da Covid

Casos tem queda significativa no Vale. Foto: Blog Marcos Frahm

menos 09 das 20 cidades do Vale do Jiquiriçá ainda registram casos ativos do Coronavírus, conforme o boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (8) pelo Consórcio Intermunicipal que representa do território, o Convale, e enviado ao Blog Marcos Frahm.

Segundo o boletim, Amargosa (11 casos), Maracás (05), Mutuípe (03), Laje (02), Ubaíra (02) São Miguel das Matas (04), Brejões (05), Cravolândia (05) e Irajuba (01) são os municípios com casos ativos.

As outras 11 cidades da região zeraram os casos, mas vale ressaltar que há uma oscilação no registro desses casos se repetindo semanalmente entre os municípios.

Prefeitura de Maracás reforça trabalho de recuperação das estradas vicinais; Soya diz que ação será contínua

Prefeito visitou nesta sexta localidade de Baixão. Foto: Divulgação

O Município de Maracás, com uma das maiores extensões territoriais do Vale do Jiquiriçá, com mais de 2.435 km², possuindo mais de 90 localidades rurais ”vem tendo a atenção da gestão pública municipal na recuperação de estradas vicinais”, é o que garante o prefeito Soya Novaes (PDT), após visitar nesta sexta-feira (27) a localidade de Baixão, onde a Secretaria de Infraestrutura está atuando com uma patrulha mecanizada composta por caçambas e quatro máquinas motoniveladoras para por fim a um problema que impedia a passagem de veículos e pedestres em decorrência de um riacho que provocava alagamento na área.

O prefeito disse que a recuperação das vias será contínua. ”Fui conferir de perto os trabalhos e determinei ao secretário que mantenha o foco atuando sem interrupção desses serviços para que todos os povoados possam ser atendidos. O município é muito grande, com lugares distantes da sede a nós estamos fazendo um grande esforço para melhorar o acesso nos povoados e facilitar a vida de quem mora e produz no campo”, disse o gestor, que esteve na zona rural acompanhado do secretário municipal de Infraestrutura, Danilo Milonga, e do vereador Renazildo.

Após ser epicentro da Covid, Maracás zera casos ativos da doença, aponta boletim desta terça-feira

Maracás aparece sem nenhum caso do vírus. Foto: Blog Marcos Frahm

O Município de Maracás, que chegou a liderar entre os demais do Vale do Jiquiriçá em casos de Covid-19 durante a pandemia zerou o número de ativos, conforme boletim epidemiológico divulgado na noite desta terça-feira (24) pela Secretaria Municipal de Saúde.

Desde o início da pandemia, foram contabilizados pelo órgão 3.711 casos, com o registro de 76 óbitos e, pela primeira vez, a cidade aparece sem nenhum caso da doença.

Em declaração na última sexta-feira (20), a secretária de Saúde de Maracás, Darlene Rosa, atribuiu a queda de casos à vacinação. Até hoje, foram aplicadas 20.690 doses: 14.550 com a 1ª dose, 5.847 2ª dose e 293 dose única.

Vale do Jiquiriçá: Dois são presos em flagrante com tabletes de maconha no Município de Laje

Dois homens envolvidos com o tráfico de drogas no município de Laje foram presos por policiais da Delegacia Territorial da cidade na manhã desta segunda-feira (23), com dois tabletes de maconha.


Eles foram localizados na Rua das Pedras. ”Eles costumam comercializar os entorpecentes e já vinham sendo investigados durante meses por nossa inteligência. Outros suspeitos que atuam com os presos também já foram identificados”, relatou a titular da DT de Laje, delegada Ívia Vidal.

Os dois foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e encaminhados para a delegacia, onde se encontram custodiados à disposição da Justiça.

Fonte: Ascom / PC

Santa Inês, Itaquara, Cravolândia, Ubaíra, Lafaiete, Itiruçu, Lajedo e Nova Itarana zeram casos de Covid

Entrada da cidade de Santa Inês, no Vale. Foto: Blog Marcos Frahm

No boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (23) pelo Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá – Convale, pelo menos oito cidades do território não registram casos ativos do Coronavírus.

Os municípios de Santa Inês, Itaquara, Cravolândia, Ubaíra, Itiruçu, Lajedo do Tabocal e Nova Itarana zeraram os casos, conforme dados do boletim, enviados ao Blog do Marcos Frahm.

Apesar de o Consórcio ainda não ter informado sobre o número de vacinados na região composta por 20 cidades, nas redes sociais, gestores comemoram a queda de casos e atribuem à vacinação contra a Covid-19.

Desde o início da pandemia, o total de casos distribuídos entre as 20 cidades é de 27.076, com 26.525 recuperados, 443 óbitos foram registrados e o número de ativos até esta segunda é de 106, com Amargosa liderando, 45 casos.

Lafaiete Coutinho: Supremo Tribunal Federal veta reajuste de salário para prefeito, vice e vereadores

A prefeitura de Lafaiete Coutinho, no Vale do Jiquiriçá, sofreu uma derrota no Supremo Tribunal Federal (STF). É que o presidente da Corte, Luiz Fux, indeferiu o pedido de manutenção de duas leis municipais que autorizavam o reajuste dos salários de prefeito, vice, secretários e vereadores.

Na decisão, Fux se posicionou pelo entendimento das instâncias inferiores e rejeitou o argumento de que a decisão em vigor causaria lesão ao interesse público. Pelo contrário. Em um trecho da decisão, o ministro aponta que manter a suspensão dos reajustes ”além de gerar economia aos cofres públicos, tem no máximo o condão de atingir interesses patrimoniais privados de determinados servidores, interesses os quais, conquanto relevantes, não podem ser equiparados ao interesse público”.

Conforme dados do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), os salários de prefeito e vice são R$ 9 mil e R$ 4,5 mil, respectivamente, e os de secretários e vereadores, R$ 4 mil. Segundo estimativa do IBGE de 2020, Lafaiete Coutinho tem a terceira menor população da Bahia, com 3.693 habitantes.

Antes de entrar com o recurso no STF, a prefeitura teve o pedido negado pela Comarca local e pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Com informações do site Bahia Notícias

Ubaíra também será beneficiada com construção de delegacia e prefeito agradece ao governador

Prefeito ao meio, em frente à delegacia. Foto: Rede social

O Município de Ubaíra, no Vale do Jiquiriçá, está na lista de cidades baianas que serão beneficiadas com o Programa de Modernização das Estruturas de Segurança Pública, com a construção de novas delegacias, conforme informou neste sábado (21) o governador Rui Costa, após publicação de licitação no Diário Oficial do Estado.

Em rede social, o prefeito de Ubaíra, Lúcio Monteiro, comemorou o anúncio feito por Rui e disse que teria apresentado em recente audiência com o chefe do Executivo baiano a necessidade de melhorias na delegacia da cidade.

”No dia 14 de julho de 2021 estive em audiência com o Governador do Estado, Rui Costa, ocasião em que levei algumas demandas que trariam muitos benefícios ao nosso município, dentre elas, a construção de nova sede da Delegacia da Polícia Civil.

”É com muita alegria que informo a todos que nosso pleito foi atendido e hoje, 21 de agosto de 2021, saiu no Diário Oficial do Estado a licitação para a construção da nova Delegacia da Polícia Civil de Ubaíra. Aproveito a oportunidade para agradecer ao apoio do senador @ottoalencar , deputado federal @ottofilho.oficial , deputado estadual @alexdapiata , ao governador da Bahia @ruicostaoficial e a Dra. Heloísa, Brito, delegada chefe de Polícia Civil do Estado”, escreveu.

Vanádio/Maracás promove visita institucional com vereadores para apresentar ações socioambientais

Vereadores visitam instalações da Largo Resources. Foto: Vanádio

A Largo Resources | Vanádio de Maracás recebeu os titulares da Câmara Municipal de Maracás ontem, dia (19), para uma visita institucional à sede da companhia. Durante o encontro, os vereadores foram recebidos por lideranças da empresa, que realizaram um ‘tour’ por áreas operacionais do site e apresentaram o processo produtivo do vanádio.

Ao longo da visita, as ações de responsabilidade socioambiental da Vanádio de Maracás foram os principais temas abordados. Os pontos mais discutidos foram as iniciativas para minimizar os impactos na fauna e na flora da região e os desdobramentos da Liga Social, programa que beneficia comunidades de Maracás e localidades vizinhas.

Para o diretor de operações, Álvaro Resende, ”foi importante fortalecer a relação de transparência entre a empresa e os representantes da sociedade. É papel da Câmara Municipal zelar pelo bem-estar dos moradores da cidade e é nosso dever mostrar que cumprimos nossa parte realizando uma operação segura e alinhada com todos os requisitos legais”. Durante a visita, ele apresentou, entre outros processos, o sistema de drenagem da mineradora, que impede o envio de efluentes para o meio ambiente.

Os vereadores também tiveram acesso a números das contrapartidas sociais praticadas pela companhia, como a contratação de mão-de-obra e fornecedores locais e os projetos nas áreas de cultura, esporte e lazer, meio ambiente, educação e geração de renda. “Além de promovermos um incremento significativo da arrecadação fiscal, que deve retornar para o município em benefícios sociais, ampliamos nossa atuação para estimular o empreendedorismo e deixar um legado sustentável”, destaca Ronaldo Souza, Gerente de RH, Administração e Comunidades.

CONSTRUIR JUNTOS – Para o presidente da Câmara Municipal de Maracás, conhecido na comunidade como Zitinho do Maracujá, o encontro teve um saldo positivo. ”É importante a gente ter esse contato para esclarecer. Porque se a gente não informa o povo, a gente fica refém do sensacionalismo”, observou. O vereador Ronaldo Santos, que havia revelado sua preocupação com o impacto ambiental, também saiu do encontro satisfeito. ”A gente tem que vir mesmo para tirar dúvida. As dúvidas foram esclarecidas. A gente deve fazer mais vezes. Ficou tudo claro”, enfatizou.

Rene Almeida destacou que ”é importante a gente se aproximar para ter novas discussões e construir projetos juntos. Somos formadores de opinião e o diálogo com a empresa é para melhorar nosso trabalho. A gente precisa dessas informações para passar para o povo”. Heugenio Meira também reconheceu a importância do diálogo: ”Eu percebo uma diferença na postura da empresa em relação à comunidade. Uma mudança para melhor”.

Com o convite feito aos vereadores, adiado anteriormente por conta do agravamento da pandemia, a Largo Resources | Vanádio de Maracás espera retomar o diálogo construtivo com o poder público e estreitar ainda mais os laços com a cidade que se tornou sede da companhia há sete anos.

PF cumpre mandados contra fraudes a benefícios previdenciários nos municípios de Milagres e Amargosa

Cinco pessoas foram presas em uma operação da Polícia Federal contra fraudes a benefícios previdenciários e assistenciais no Recôncavo Baiano, nesta quinta-feira (19). Uma sexta pessoa, que teve mandado de prisão expedido, está sendo procurada pela polícia.

Ao todo, foram 12 mandados judiciais, sendo outros seis de busca e apreensão, nas cidades de Milagres e Amargosa. Documentos, cartões e um veículo também foram encontrados pela PF, durante a ação.

A PF detalhou que o grupo criminoso atuava desde 2017, ”criando” pessoas fictícias com documentos falsos para obter os benefícios, que em sua maioria eram de prestação continuada. Esses benefícios têm o valor de um salário mínimo, pago pelo INSS a pessoas com mais de 65 anos e/ou portadores de deficiência.

O prejuízo estimado é de R$ 4 milhões, relativos a cerca de 50 benefícios fraudados. O número e os valores pode se tornar ainda maior, à medida que a investigação avance. A polícia também identificou indícios de que o grupo possui conexão com outra quadrilha que foi desarticulada em dezembro do ano passado, em Jeremoabo.

Esta operação foi batizada de Apólogo, em alusão à ”fábula”, ”ficção”. Os envolvidos vão responder por organização criminosa, estelionato previdenciário, falsificação de documento público e uso de documento falso.