Obras da ViaBahia na Serra do Mutum continuam e exigem atenção redobrada de motoristas

/ Trânsito

Obras exigem muito cuidado na Serra do Mutum. Foto: BMFrahm

Em decorrência das obras, serviço de alargamento da BR-116 o trânsito na ”Serra do Mutum”, entre Jaguaquara e Jequié flui lentamente, diariamente, e a ação exige atenção cuidado por parte dos motoristas.

Os condutores precisam redobrar a atenção ao transitar pela serra, que além das obras exigindo mais cuidado possui curvas sinuosas e o acostamento no sentido Sul foi excluído com as alterações feitas pela concessionária, que diz estar operando para facilitar o tráfego de caminhões com alargamento no sentido Jaguaquara.

Carreta que transporta torre eólica pega fogo após colisão na BA-052, Estrada do Feijão

/ Trânsito

Acidente ocorreu no município de Piritiba. Foto: Jacobina Notícias

Uma carreta pegou fogo na manhã desta sexta-feira (10), por volta das 9h, na rodovia BA-052, conhecida como Estrada do Feijão, trecho entre Mundo Novo e o distrito Porto Feliz, no município de Piritiba (entre o Km195 e Km200). Ainda não há detalhes sobre as circunstâncias do sinistro, que deixou pelo menos uma pessoa gravemente ferida.

Segundo o Site Jacobina Notícias, informações apontam que, três carretas se envolveram na colisão, todas pertencentes a uma empresa que transporta equipamentos de torres eólicas. As carretas não estavam carregadas e retornavam para Feira de Santana quando houve o sinistro. Uma delas incendiou, enquanto que as outras duas permancem no acostamento.
.
A reportagem apurou ainda que o trecho da rodovia está interditado e uma equipe do Corpo de Bombeiros, que se deslocou da cidade de Itaberaba. Policiais militares da 2ª Cia do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), uma guarnição do BPRv lotada em Anguera, 93ª CIPM de Ipirá e Cipe Semiárido também atendem a ocorrência. Até a publicação da reportagem, não havia registro de vítima fatal. O homem que sofreu ferimentos graves foi socorrido para um hospital na região.Ele não teve a identidade divulgada até o momento.

Buracos voltam a causar prejuízos a motoristas na BR-420, no Vale do Jiquiriçá, em Santa Inês

/ Trânsito

Buracos no trecho de Santa Inês aumentam. Foto: Blog Marcos Frahm

É crítica a situação da Rodovia BR-420, estrada federal de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), com mais de 100 Km de extensão e que interliga a BR-116 – Entroncamento de Jaguaquara a BR-101 – Entroncamento de Laje, no Vale do Jiquiriçá.

Com buracos em vários trechos, a estrada tem tráfego comprometido, inclusive no trecho que compreende os municípios de Itaquara e Santa Inês. Nas proximidades de Santa Inês, por exemplo, motorista fazem zig-zag em meio as crateras que dificultam a trafegabilidade, danificam os veículos e aumentam a probabilidade de acidentes e assaltos no trecho. ”É legítimo o sentimento de abandono que as pessoas têm pelo Vale do Jiquiriçá quando passam pela estrada. A falta de representatividade política também é legítima”, desabafou o condutor de um caminhão ao Blog Marcos Frahm.

A BR-420 margeia os municípios de Jaguaquara, Itaquara, Santa Inês, Ubaíra, Jiquiriçá, Mutuípe e Laje. Os usuários cobram ainda mobilização das autoridades políticas das cidades adjacentes, prefeitos e vereadores, para intervenções junto ao órgão responsável.

Paralisação dos caminhoneiros não foi registrada na BR-116 em trecho de Jequié, diz PRF

/ Trânsito

Trânsito flui normal na região Sudoeste. Foto: Blog Marcos Frahm

A paralisação dos caminhoneiros que gerou pontos de interrupção do trânsito em regiões diferentes, incluindo a BR-116 em Feira de Santana não afetou o tráfego na região Sudoeste, trecho da Delegacia 10/3 de Jequié.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal PRF, o trânsito flui normal na área de Manoel Vitorino a Milagres, sem registro de manifestação.

Empresas monitoram protestos de caminhoneiros e já apontam impacto no fornecimento

/ Trânsito

Empresas de diversos setores começam a monitorar o cenário dos protestos de caminhoneiros que se espalham pelo país. Segundo a coluna Painel S.A., do jornal Folha de S. Paulo, Fernando Pimentel, presidente da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil), diz que transportadores saindo de São Paulo que atendem uma empresa do setor começaram a se recusar a levar a carga para Santa Catarina nesta quarta-feira (8). Por enquanto, a mercadoria vai ficar em um depósito.

”Estamos monitorando, sem dúvida é um momento muito preocupante”, diz Pimentel.

Ainda de acordo com a coluna da Folha, José Ricardo Roriz, presidente da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) registrou gargalos de fornecimento em Santa Catarina, Paraná, Espírito Santo e Mato Grosso. ”Houve problemas para mandar novas cargas para transportadoras que não estão aceitando e outros casos que saíram mas tiveram dificuldade nas estradas”, diz.

Roriz prevê atraso no suprimento de embalagens para produtos perecíveis, como alimentos, e materiais para a construção civil.

Na indústria farmacêutica, a distribuição e o transporte indicam alguns pontos de bloqueio em estados como Bahia, Maranhão, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso e Paraná, segundo o Sindusfarma (associação que reúne fabricantes), mas, por ora, não há previsão de falta de medicamentos. ​

Flagrantes de embriaguez ao volante aumentam 39% no feriadão, diz balanço da PRF

/ Trânsito

Polícia Rodoviária divulga balanço de operação. Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta quarta-feira (8) o balanço final da Operação Independência, de fiscalização nas rodovias federais que cortam o país. As atividades começaram na sexta-feira (3) e foram concluídas na noite desta terça-feira (7). A força-tarefa contou com o apoio de 13.984 policiais.

De acordo com a PRF, 57.879 pessoas foram alvo de algum tipo de fiscalização e 45.581 veículos foram abordados em rodovias federais durante a operação. Ao todo, foram emitidos 1.045 autos de infração para motoristas dirigindo sob influência de álcool, 498 por uso de celular ao volante e 4.719 pelo não uso do cinto de segurança.

Em relação à operação do ano passado, o número de pessoas flagradas dirigindo embriagadas aumentou em 39%, aponta o balanço. Também para a infração do uso de celular ao volante houve um aumento de 39%, enquanto o descumprimento da norma do cinto de segurança subiu 9%.

Já os autos de infração por ultrapassagens proibidas tiveram redução 14% em relação ao ano passado, alcançando o número de 5.847, informou a PRF. Em relação aos acidentes graves, também houve queda de 5% em relação a 2020 e decréscimo de 20% em relação às mortes, registrando um total de 309 e 92, respectivamente.

A Polícia Rodoviária Federal também registrou no balanço as apreensões de entorpecentes durante a Operação Independência. Segundo o órgão, a quantidade de maconha apreendida foi 27,3 toneladas, aumento 240% na comparação com o feriado de 7 de setembro do ano passado. Já a apreensão de cocaína foi 90,9 kg, aumento de 11% em relação ao ano anterior. A PRF informou ter recuperado 136 veículos roubados e apreendido 40 toneladas de cigarros contrabandeados.

Por Bolsonaro e contra alta no combustível, caminhoneiros fecham a BR-116 em Feira

/ Trânsito

Caminhoneiros travam trânsito na BR-116. Foto: Folha do Estado

Um grupo de caminhoneiros autômatos bloqueou o trecho de pista da BR-116 em Feira de Santana, nesta quarta-feira (8). Não há mais informações do ponto exato do ato, mas, num vídeo ao qual o Bahia Notícias teve acesso, é possível ver pneus queimados e trânsito lento.

No vídeo, um dos caminhoneiros avisa: ”quem estiver vindo para o lado de Feira, conhecida como Londres, não venha, não”.

De acordo com o jornal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, o ato é nacional e já atinge, pelo menos, 14 estados no país. Alguns postos, inclusive, já começaram a ficar sem combustíveis.

O movimento é organizado por caminhoneiros autônomos, um dia após manifestantes pró-governo pedirem, dentre outras pautas, o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Congresso Nacional, em diversos atos pelo país. Além desses temas, os motoristas que aderiram à paralisação cobram a redução dos impostos e do preço dos combustíveis. Pela manhã, na Bahia, já havia acontecido uma manifestação da mesma natureza, mas em Luís Eduardi Magalhães, no Oeste.

Boletim emitido na noite desta quarta pelo Ministério da Infraestrutura, com dados da Polícia Rodoviária Federal, revela que o quadro se deteriorou rapidamente durante o dia. No início da tarde, havia registros de problemas em quatro estados. Na nota sobre a situação às 20h30, contudo, o número de estados com pontos de concentração em rodovias federais chegou a 14 estados, dos quais 12 ”com abordagem a veículos de cargas”.

O texto, que não revela os estados da lista, prossegue: ”Outras pautas regionais, indígenas e de produtores locais também foram registradas”. O Metrópoles apurou 10 estados com problemas detectados: Goiás, Paraná, Espírito Santo, Santa Catarina, Mato Grosso, Bahia, Tocantins, Maranhão, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Caminhoneiros protestam com paralisações em rodovias de três estados do País, segundo PRF

/ Trânsito

Caminhoneiros fazem na manhã desta quarta-feira (8) paralisações em trechos de rodovias em Santa Catarina, Paraná e Espírito Santo, segundo a Polícia Rodoviária Federal dos estados.

Em Santa Catarina, há bloqueio de caminhões em Garuva, Joinville, Mafra, Santa Cecília, Guaramirim e Campos Novos. No Paraná, há manifestações nas rodovias federais em Paranavaí e em Maringá. No Espírito Santo, caminhoneiros fazem bloqueios em 8 cidades.

A categoria estava dividida quanto aos atos do dia 7 de setembro. Motoristas independentes decidiram aderir, mas sem o apoio formal de entidades. Líderes da categoria que costumam atuar em mobilizações não acreditam que possa ocorrer uma paralisação nesta semana, conforme informou o Painel S.A.

Para eles, as pautas defendidas nas manifestações não diziam respeito aos pleitos do grupo, por isso não houve incentivo à adesão.

O embate do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o STF (Supremo Tribunal Federal) tem apoio nesse grupo. Há três ações diretas de inconstitucionalidade propostas por ruralistas e por transportadoras que ainda não foram julgadas pela corte. Elas questionam a política nacional de piso mínimo, implementada por meio de lei durante o governo Michel Temer (MDB).

PÓS-7 DE SETEMBRO
A radicalização de Bolsonaro fragilizou sua a base política, e deve aumentar a reação do Congresso ao governo. Na noite desta terça-feira (7), Pacheco anunciou o cancelamento de sessões do Senado previstas para esta semana. Aliados afirmam que a decisão seria o primeiro reflexo das ameaças de Bolsonaro.

Entre os efeitos colaterais também foi um aquecimento das discussões de impeachment nos partidos de centro.

Depois de PSD e PSDB começarem a debater o tema, o Solidariedade disse que vai se reunir na próxima semana para fechar uma posição, enquanto no MDB a pressão interna para que o partido apoie a abertura do processo vem crescendo cada vez mais.

*Folhapress

Motorista de ambulância do SAMU de Ipiaú passa mal e morre ao socorrer vítimas de acidente

/ Trânsito

Francisco Domingos, 42 anos, faleceu. Foto: Giro em Ipiaú

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Ipiaú perdeu na madrugada deste domingo (5) um de seus integrantes. O motorista e socorrista Francisco Domingos, 42 anos, apelidado de Chico, retornava de um socorro a vítimas de acidente ocorrido na BA-650, entre Ipiaú e Itagibá, quando sofreu mal súbito.

As duas equipes pararam no trajeto e um médico assumiu a direção do veículo até o Hospital Geral de Ipiaú – HGI, onde tentaram reanimar o rapaz por mais de 40 minutos, no entanto, sem sucesso. A suspeita é que o motorista tenha sofrido um infarto.

O falecimento do socorrista causa grande comoção entre os colegas, familiares e pessoas que o conheciam. Francisco residia em Ipiaú, no Loteamento Mirante Bela Vista. Ele deixa esposa e uma filha, ainda criança. O velório acontece em uma funerária em frente ao HGI. O sepultamento deve ocorrer no Estado do Ceará. As informações são do Blog Giro em Ipiaú

Dois acidentes em poucas horas na BR-116 deixam dois mortos, no trecho do município de Planalto

/ Trânsito

Acidentes bloquearam o trânsito na BR-116. Foto: Blog do Sena

Dois acidentes com vítimas fatais foram registrados neste fim de semana na BR-116, na altura da cidade de Planalto.

O primeiro acidente ocorreu nas imediações do Posto Degradê, quando um motociclista morreu após ser atingido por um caminhão durante a madrugada deste domingo (5).

O segundo acidente foi registrado nas imediações do do antigo Posto São Cristovão, na manhã de hoje. O motorista de um carro de passeio bateu em um guard-hail, ou defesa metálica. Quando ele saiu do veículo foi atingido por outro carro, vindo a óbito na hora.

O Resgate da Via Bahia e equipe da Polícia Rodoviária registraram a ocorrência. O corpo do motorista foi encaminhado para o IML de Vitória da Conquista. A identidade da vítima ainda não foi revelada. O trânsito ficou lento nos dois sentidos da via por horas, tendo sido liberado por volta das 11h.

Acidente entre carro e caminhão deixou um morto, três feridos e travou o trânsito na BR-116, em Nova Itarana

/ Trânsito

O acidente aconteceu no KM 586 da BR-116. Foto: TV Bahia

Um homem de 36 anos morreu e três pessoas ficaram feridas após uma batida entre um carro e um caminhão na madrugada deste sábado (4), na BR-116, no trecho do município de Nova Itarana.

De acordo com a ViaBahia, empresa responsável pela administração do trecho da via, o acidente aconteceu no KM 586, por volta das 3h. A vítima, que é pernambucana, foi identificada como Pedro Martiniano.

Segundo a ViaBahia, todos os feridos estavam no carro junto com Pedro Martiniano. Eles foram levados para o Hospital Prado Valadares. Não há detalhes sobre o estado de saúde deles. O motorista do caminhão não teve ferimentos.

Após a batida entre os veículos, o carro foi parar no acostamento e uma carga de tecidos, que era levada no caminhão, foi saqueada por moradores da região.

Ainda segundo a ViaBahia, o trecho ficou interditado nas duas vidas, para o atendimento da ocorrência. Por volta das 5h, foi parcialmente liberado. Um congestionamento de 4 quilômetros foi formado e a pista foi liberada totalmente por volta das 7h.

Após derrota judicial, ViaBahia reduz preço dos pedágios nas BR-324 e 116 a partir desta sexta

/ Trânsito

Após a Justiça derrubar uma liminar da ViaBahia que impedia a redução do pedágio nas rodovias BR-324 e BR-116, a concessionária informou que as novas tarifas, mais baratas, passam a valer nesta quinta-feira (2). A redução ocorre após a publicação, no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º), da deliberação nº 293 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A ANTT havia determinado a redução do pedágio no último dia 10 de agosto, mas uma liminar foi apresentada pela ViaBahia para impedir a medida. Segundo o site Metro1, na peça jurídica elaborada pelos advogados da concessionária, havia uma crítica às fotos apresentadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre as condições da pista.  No item 35, os advogados da empresa dizem que ”parece que o fotógrafo deitou-se no chão para, em odiosa ilusão de ótica, ampliar descomunalmente o tamanho do buraco no que parece ser a lateral da pista”.

Em 15 páginas do documento, divididos por 55 itens, a ViaBahia contesta pontos como prejuízos aos usuários das rodovias e a ausência da devida contraprestação de serviço público. Mesmo com a argumentação, o desembargador Carlos Augusto Pires Brandão confirmou a redução tarifária em desfavor da ViaBahia. E, ainda, justificou que a decisão decorre das inexecuções de obras.

Questionada pelo Metro1, a concessionária ViaBahia preferiu não comentar a reportagem e reproduziu a mesma nota enviada na última sexta-feira (28), quando a ação que derrubou a liminar foi expedida pelo TRF-1. A empresa diz que pretende recorrer contra a mais recente decisão judicial que reduziu as tarifas de pedágio, “pois tal decisão não condiz com a real situação do contrato”.

Confira as novas tarifas

Polícia diz que acidente que vitimou motorista de Focus na BR-116 ocorreu às 10h22 em curva

/ Trânsito

Ford Focus colidiu com carreta na BR-116. Foto: BMFrahm

O condutor do Ford Focus que se envolveu em acidente nesta quarta-feira (1º) na Rodovia Santos Dumont BR-116 não conseguiu vencer uma curva sinuosa em uma ponte no KM 651, no trecho entre Jaguaquara e Jequié, próximo a via de acesso ao Município de Lafaiete Coutinho.

 Conforme a Polícia Rodoviária Federal, as causas estão investigadas. O Focus de placa policial NZU-7248 foi de encontro a uma carreta com placa JAQ-6D15 que transitava na pista contrária, colidindo transversalmente com a Scânia e posteriormente precipitando-se num barranco às margens da estrada, por volta das 10h22.

O motorista da carreta não ficou ferido, mas Márcio Souza dos Santos, 31 anos, que seguia sozinho no carro em direção à Jequié não resistiu e foi a óbito no local. Conforme apurou o Blog Marcos Frahm junto a PRF, a curva é tão perigosa que a instituição já solicitou a Concessionária Via Bahia a instalação de radares no local, onde os veículos desenvolvem alta velocidade.

 

Motorista morador de Jaguaquara morre após colidir carro com caminhão na BR-116, próximo à Jequié

/ Trânsito

Carro saiu da pista após colisão. Fotomontagem/BMFrahm

Um homem de 31 anos, identificado como Márcio Souza dos Santos, morador da cidade de Jaguaquara morreu vítima de um acidente na manhã desta quarta-feira (1º), na BR-116, no trecho entre os municípios de Jaguaquara e Jequié.

As informações preliminares apuradas pelo Blog Marcos Frahm revelam que Márcio conduzia um veículo Ford Focus de cor branca com placa policial NZU-7248, que seguia em direção a Jequié e colidiu com um caminhão com placa JAQ-6D15, que trafegava no sentido contrário.

Após a colisão, o carro rodopiou e saiu da rodovia, indo parar num matagal às margens da estrada, na atura do KM 651.

Ainda não há detalhes sobre as circunstâncias do desastre, que é apurado pela Polícia Rodoviária Federal. O corpo de Márcio foi encaminhado ao IML. Ele atuou como motataxista em Jaguaquara e atualmente era caminhoneiro  e  estaria de folga.