Saúde: Equipe da Clínica Sagrado Coração de Jesus realiza mutirão de cirurgias

/ Saúde

Pacientes foram atendidos na quarta-feira
Pacientes foram atendidos na quarta-feira. Foto: Divulgação

Um mutirão de cirurgias, realizado na quarta-feira (15), na Clínica Sagrado Coração de Jesus, no distrito Stela Dubois – Entroncamento de Jaguaquara beneficiou pacientes com cirurgias ginecológicas e de vesículas. Os mais beneficiados foram pacientes que estavam na fila de espera para realizar a operação em outras unidades de saúde. A direção da Clínica destacou que dessa forma o paciente se sente mais realizado por se tratar no próprio município. A equipe, composta pelos médicos Ricardo e Élio Boa Sorte, além de enfermeiras, realizaram as intervenções cirúrgicas.

Saúde: Brumado, Irecê, Euclides da Cunha e Senhor do Bonfim terão curso de Medicina

/ Saúde

Divulgação foi feita pelo Mec. Foto: Reprodução
Divulgação sobre o curso foi feita pelo MEC. Foto: Reprodução

Os municípios baianos de  Brumado (Centro-Sul), Irecê (Centro-Norte), Euclides da Cunha (Nordeste) e Senhor do Bonfim (Centro-Norte) foram pré-selecionados para receber novos cursos de Medicina. Em todo o país, foram escolhidos 22 municípios dentro da estratégia de equilibrar regionalmente o número de médicos por habitantes, levando faculdades para locais de difícil fixação desses profissionais. O edital prevê a abertura de 1.887 vagas nas 22 cidades pré-selecionadas, em oito estados do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste. Todos os municípios apontados têm relação de vagas em cursos de Medicina por 10 mil habitantes inferior a 1,34, e o índice de médicos por mil habitantes é menor que 2,7. A medida é uma parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação. As prefeituras pré-selecionadas que tiverem interesse em receber a faculdade devem confirmar participação entre os dias 13 e 24 deste mês. Depois disso, o governo fará vistoria para saber se o local apresenta a infraestrutura necessária. O resultado será divulgado no dia 31 de julho e só então as instituições interessadas se candidatarão a abrir faculdade nos locais. Antes de esse sistema ser adotado, a abertura de vagas privadas de Medicina era proposta pelas instituições de ensino, que indicavam onde queriam abrir faculdade. Com o novo modelo, adotado pelo Programa Mais Médicos, é o governo quem indica onde tem interesse em abrir vagas. Em seguida, as faculdades se candidatam.

Saúde: Medicamentos podem ser reajustados em até 7,7%; genéricos estão no grupo

/ Saúde

Genéricos estão no grupo a que se aplica o percentual máximo
Genéricos estão no grupo a que se aplica o percentual máximo

Os medicamentos poderão ser reajustados em até 7,7% a partir de hoje (31). A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos fixou os percentuais máximos de ajuste autorizados em resolução publicada na edição de hoje (31) do Diário Oficial da União. Os medicamentos foram divididos em três faixas, com reajustes de 5%, 6,35% e 7,7%. O reajuste é menor para os remédios considerados de baixa concorrência. Medicamentos genéricos estão no grupo ao que se aplica o percentual máximo por serem tidos como de alta concorrência. O grupo que terá aumento de 5% concentra medicamentos de alta tecnologia e de maior custo, como a ritalina (tratamento do déficit de atenção e hiperatividade) e a stelara ( para tratamento da psoríase). No grupo dos 6,35% estão os antibióticos. Podem chegar ao teto de 7% categorias que têm medicamentos como o omeprazol (tratamento de gastrite e úlcera) e a risperidona (antipsicótico). Para a definição dos percentuais foi considerado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 7,7%, entre março de 2014 e fevereiro de 2015. São considerados também fatores como produtividade da indústria e variação de custos dos insumos, além da concorrência no setor. No ano passado, o percentual máximo autorizado foi 5,68%.

Saúde: Sesab promete programa de apoio e reestruturação financeira às Santas Casas

/ Saúde

Santa Casa Hospital São Judas. Foto: Blog Marcos Frahm
Santa Casa Hospital São Judas Tadeu. Foto: Blog Marcos Frahm

O Governo do Estado anunciou que pretende lançar um programa de apoio e reestruturação financeira das Santas Casas e entidades filantrópicas, ainda este ano. O comunicado foi feito, nesta segunda-feira (30), pelo secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas. As Santas Casas são responsáveis direta e indiretamente por cerca de 50% dos serviços relacionados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a Secretaria de Comunicação do Estado, o programa busca desenvolver uma linha de financiamento adequada às necessidades e realidade do setor no Estado, que enfrenta grave endividamento, e estabelecerá como contrapartida o aperfeiçoamento da gestão e metas, a exemplo de ter leitos 100% regulados. Em Vitória da Conquista, o Hospital São Vicente, mantido pela Santa Casa de Vitória da Conquista, oferta 190 leitos, dos quais 150 são disponíveis ao SUS. E é este indicado como o motivo para a crise: a tabela SUS. Segundo o provedor da Santa Casa, a tabela é muito pequena. “O que o hospital recebe do SUS é insuficiente até para saldar as contas básicas, chegando a um déficit mensal em torno de R$ 200 mil”, disse Abmael Brito. ”Isso gera um grande endividamento. Para se ter uma ideia, todas as Santas Casas devem mais de R$ 17 bilhões proveniente dessa baixa tabela do SUS e esse reajuste demora muito de ser realizado”, completou. Outra queixa da Santa Casa se refere a demora nos repasses por parte da Administração Municipal. ”Às vezes, o repasse da Secretaria de Saúde demora mais de 60 dias para acontecer, mesmo sabendo que temos compromisso a honrar, como o pagamento dos fornecedores e os salários”.

Santas Casas e hospitais terão linha de financiamento de crédito Caixa/BNDES Saúde

/ Saúde

Antônio Brito
Presidente da Frente Parlamentar. Foto: Blog Marcos Frahm

A Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas anunciou, nesta semana, na Câmara dos Deputados, o lançamento de uma nova linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em benefício das Santas Casas de Misericórdia. A iniciativa, que visa socorrer essas instituições de saúde, detentoras de dívidas que ultrapassam 15 bilhões de reais, será operada pela Caixa Econômica.  O pagamento será feito em dez anos, com carência de seis meses e taxa anual de juros de 14,5%. Para o presidente desta Frente Parlamentar, o deputado federal Antonio Brito (PTB-BA), ”a linha de crédito representa uma grande conquista para a saúde, apesar de ser um paliativo”, comemorou.

Governador e primeira-dama do Estado visitam obras da nova emergência do Prado Valadares

/ Saúde

Rui acompanhado da
Rui e a primeira-dama Aline Peixo. Fotos: Blog Marcos Frahm

O primeiro órgão a receber a visita do governador Rui Costa em Jequié, na manhã desta segunda-feira (23), foi o Hospital Geral Prado Valadares. Acompanhado da primeira-dama do Estado, a jequieense Aline Peixoto, e de secretários estaduais, Rui chegou ao HGPV por volta das 08h50 para visitar o canteiro de obras da reforma e ampliação da unidade hospitalar, que foram retomadas em sua gestão após meses de paralisação no Governo Wagner, que não concluiu a ampliação da emergência. Com investimento de R$ 7 milhões do Governo da Bahia, o novo edifício anexo, que deve ser entregue no próximo ano, terá cerca de 4.500 metros quadrados de estrutura física.

Obra deve ficar pronta no próximo ano
Ampliação da emergência deve ficar pronta no próximo ano

O governo informou que as obras estão 50% concluídas. Com a ampliação, o Hospital Prado Valadares será referência na Bahia. “Em número de leitos, esse vai ser o maior hospital do interior da Bahia sob gestão própria. Não vai faltar espaço para atendimentos e equipamentos de tecnologia hospitalar para garantir tratamento de excelência aos pacientes”, afirmou Rui. O chefe do Executivo do Estado ouviu críticas e elogios de populares que acompanharam a sua visita. Rui foi elogiado pela retomada dos serviços nas obras, mas ouviu lamentações de pacientes que reclamavam de falta de médicos no HGPV e prometeu apurar as denúncias que revelam problemas no atendimento do hospital. Em Jequié, o governador visitou também o Hospital Santa Helena e a Santa Casa de Misericórdia São Judas Tadeu, gerida pela fundação José Silveira.

Saúde: SUS incorpora novo medicamento contra o HIV

/ Saúde

Epidemia no país é estabilizada
Epidemia no país é estabilizada. Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde decidiu incorporar o medicamento darunavir 600mg – comprimidos revestidos como terapia antirretroviral oferecida para adultos com HIV, em tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS). A portaria foi publicada nesta terça-feira (17) no Diário Oficial da União. O coeficiente de mortalidade por Aids caiu 13% nos últimos dez anos, passando de 6,4 mortes para cada 100 mil habitantes, em 2003, para 5,7 mortes, em 2013. A faixa onde a epidemia mais cresceu foi entre jovens de 15 a 24 anos. De acordo com a Agência Brasil, no ano passado, a pasta incorporou novas formulações para pacientes com Aids, como o ritonavir 100 mg na apresentação termoestável e o tenofovir 300 mg composto com a lamivudina 300 mg em um único comprimido, o chamado dois em um. Dados do governo indicam que, entre 2005 e 2013, o total de brasileiros com acesso ao tratamento antirretroviral mais que dobrou, passando de 165 mil para 400 mil. Atualmente, o SUS oferece 22 medicamentos para pacientes soropositivos. Desse total, 12 são produzidos no Brasil. Desde os anos 1980, foram notificados 757 mil casos de Aids no Brasil. A epidemia no país é considerada estabilizada, com taxa de detecção em torno de 20,4 casos para cada 100 mil habitantes, o que representa cerca de 39 mil novos casos da doença todos os anos. *Bahia Notícias

Saúde: Cinco medicamentos para tratamento do transtorno bipolar são incorporados ao SUS

/ Saúde

Atendentes em farmácia devem ficar atentos
Farmacêuticos  devem ficar atentos. Foto: Blog Marcos Frahm

O Ministério da Saúde incorporou os medicamentos clozapina, lamotrigina, olanzapina, quetiapina e risperidona para o tratamento do transtorno bipolar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A portaria com a decisão foi publicada na edição desta terça-feira (10) do Diário Oficial da União e entra em vigor hoje. Clozapina, lamotrigina, olanzapina, quetiapina e risperidona são remédios usados para outros fins na rede pública, mas devem estar disponíveis também para esse transtorno afetivo. A expectativa é que em 2015 cerca de 270 mil pessoas sejam beneficiadas com o tratamento. O investimento este ano será cerca de R$ 90 milhões com os medicamentos. O Ministério da Saúde deve publicar esta semana as diretrizes terapêuticas para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento do transtorno bipolar. A forma mais grave da doença afeta cerca de 2 milhões de brasileiros.

Jequié: Ação mobiliza bairro Cidade Nova no combate à Dengue e a Chikungunya

/ Saúde

Equipe da saúde percorre a Cidade Nova
Equipe da saúde percorre a Cidade Nova. Foto: Dircom

Com o objetivo de informar e conscientizar a comunidade do bairro da Cidade Nova dos perigos e cuidados com mosquito Aedes Aegypti, a Prefeitura de Jequié, por meio da Secretaria de Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica, realizou no último sábado (7), caminhada pelas principais ruas do bairro na parte da manhã, a noite a ação continuou na praça Nossa Senhora Aparecida com musica, teatro, dança e a apresentação de vídeo educativo. A Prefeitura de Jequié tem intensificado as ações de combate ao mosquito nos bairros como explica Priscila Silva Barros, diretora da Vigilância Epidemiológica. “O governo municipal está fazendo a sua parte com essas iniciativas, pois, o combate é dever de todos e para isso estamos organizando ações como esta que nos permitem estar frente a frente com a comunidade e passar as informações e trabalhando na conscientização da população” disse a diretora.

Fábio Vilas-Boas se compromete a honrar repasses da Sesab para prefeituras do interior

/ Saúde

Secretário de Saúde, Fábio Vilas-Boas
Secretário de Saúde, Fábio Vilas-Boas. Foto: Divulgação

O titular da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Fábio Vilas-Boas, mais uma vez se comprometeu a honrar os repasses da pasta a prefeituras do interior, que se tornaram irregulares em 2014. A declaração foi dada durante o lançamento da campanha de combate ao mosquito da dengue e chikungunya, nesta terça-feira (10). ”Eu disse que nós iríamos pagar regularmente todo mundo a partir de 2015. Afirmei, me comprometi, e o governador se comprometeu. A gente não vai atrasar pagamento de fornecedores e de prefeituras dos meses da nossa competência”, afirmou o gestor. De acordo com Vilas-Boas, é preciso ser feito um acordo com os municípios. ”Todo o passivo que a secretaria herdou precisa ser pactuado e dividido. Nós estamos tentando equacionar esse valor para poder ser pago”, afirmou o secretário. A dívida do estado com as prefeituras gira em torno dos R$ 30 milhões. Nota publicada no Bahia Notícias

Aposentado demitido pode manter o plano de saúde

/ Saúde

O aposentado que continua trabalhando e é demitido mantém o direito de ficar com o plano de saúde empresarial que tinha antes de começar a receber o benefício do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O entendimento é do STJ (Superior Tribunal de Justiça), em decisão unânime na Quarta Turma. O convênio alegou que o desligamento do trabalhador da empresa ocorreu pela demissão e, portanto, não haveria a garantia de continuar com o plano empresarial. O relator do caso, ministro Luis Felipe Salomão, afirmou, no processo, que a manutenção do plano de saúde é um direito adquirido do trabalhador que se aposenta. No relatório, Salomão disse também que a lei determina somente que o trabalhador tenha preenchido as exigências, como ter condições de ser aposentar e se enquadrar no requisitos de manutenção do convênio médico.

Saúde: Casos de dengue aumentam 139% no país

/ Saúde

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, informou hoje (7) que, nos dois primeiros meses do ano, houve aumento de 139% nos casos notificados de dengue, em relação ao mesmo período do ano passado. Em janeiro e fevereiro de 2015, foram 174,67 mil registros, contra 73,13 mil no primeiro bimestre de 2014. Os números foram divulgados em um evento no qual estavam reunidos mais de 600 gerentes e diretores clínicos responsáveis pelas unidades Básicas de Saúde do município de São Paulo. Segundo o ministério, os números preliminares de mortes, casos graves, além da nova denominação dengue com sinais de alarme caíram 28% e somaram 555 casos. No ano passado, foram 771. De janeiro para fevereiro, a redução foi 17,2% nos casos graves, caindo de 93, em 2014, para 77, em 2015. A queda nas mortes foi 37% (62, em 2014, para 39, nos dois primeiros meses de 2015). O Ministério da Saúde repassou R$ 150 milhões aos estados e municípios para melhorar o combate aos mosquitos transmissores da dengue e da febre chikungunya. Deste total, R$ 121,8 milhões foram destinados às secretarias municipais de saúde e R$ 28,2 milhões, para as secretarias estaduais. Nota do Bocão News.

Metade das prefeituras reduziu profissionais após 1 ano de Mais Médicos; justificativa é cobrada

/ Saúde

Quase metade (49%) das cidades que receberam profissionais do Mais Médicos reduziram a quantidade de médicos não ligados ao programa na rede pública municipal após um ano da adesão. Por conta disso, nesta sexta-feira (6), o Ministério da Saúde notificou os municípios com a solicitação de justificativas técnicas para o problema. Ainda há informações, segundo a Folha de S. Paulo, que ao menos um de cada três médicos do programa trabalhava sem a supervisão estabelecida. As irregularidades foram constatadas em uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU). Para o órgão, não há um monitoramento adequado “para assegurar que os municípios não substituam médicos que já compunham equipes de atenção básica pelos participantes do projeto nem que haja redução do número de equipes”. No entanto, o governo negou que profissionais trabalhem sem supervisão. “Atualmente, a média de supervisores atende o que é preconizado”, disse em nota.

Ministério Público pede que a Justiça proíba oferta de planos de saúde da Unimed de Jequié

/ Saúde

O Ministério Público estadual, por meio do promotor de Justiça Maurício Cavalcanti, ajuizou hoje, dia 2, ação civil pública contra a operadora de plano de saúde Unimed de Jequié Cooperativa de Trabalho Médico. O MP solicita que a Justiça conceda decisão liminar determinando que a empresa não oferte e nem firme novos contratos de planos de assistência à saúde e se restrinja a manter os contratos já existentes até que outra operadora receba os usuários por meio de portabilidade, disponibilizando, durante este intervalo, profissionais, clínicas e estabelecimentos hospitalares condizentes com a rede prevista na contratação. No pedido principal, Maurício Cavalcanti solicita que a Justiça obrigue a operadora a restituir em dobro os valores pagos pelos usuários do plano na realização de exames, consultas e outros procedimentos médicos. O pedido partiu das informações apuradas em inquérito civil público instaurado pelo MP em dezembro do ano passado, após representação da 1ª Vara do Juizado Especial Cível e de Defesa do Consumidor de Jequié noticiando o aumento de demandas judiciais contra a operadora devido à baixa qualidade dos serviços prestados. Na ação, o promotor identifica a precariedade da estrutura operacional existente. “Em face dos péssimos serviços disponibilizados, diversos consumidores tiveram que arcar com o pagamento de consultas, exames e procedimentos na área de saúde. Outrossim, inúmeros outros consumidores continuam tendo que custear as despesas com aquelas atividades, visto que os serviços executados pela empresa não se adequam aos termos contratuais e nem satisfazem as necessidades dos usuários”, afirma o promotor. Com informações Ascom MPE-BA.