Inaugurada pelo governador Rui Costa a 14ª Policlínica Regional de Saúde em Senhor do Bonfim

/ Saúde

Rui Costa entrega a décima Policlínica. Foto: Paula Fróes

A décima quarta Policlínica Regional de Saúde foi entregue à população pelo governador Rui Costa, nesta segunda-feira (11), em Senhor do Bonfim, no norte do estado. Com um investimento de R$ 23 milhões, a unidade dará assistência a 11 municípios da região que formam o Consórcio Interfederativo de Saúde: Andorinha, Antônio Gonçalves, Campo Formoso, Cansanção, Filadélfia, Itiúba, Jaguarari, Nordestina, Ponto Novo, Queimadas e Senhor do Bonfim.

”Esta é mais uma unidade de saúde na Bahia planejada e construída num modelo integrado. O Governo do Estado construiu a policlínica e o custeio com a manutenção será dividido entre o Estado e as cidades que fazem parte do consórcio, sendo que cada município pagará de forma proporcional a sua população”, explicou o governador.

A Policlínica de Senhor do Bonfim já começa a funcionar a partir desta terça-feira (12), oferecendo atendimento gratuito para cerca de 350 mil moradores da região. A unidade conta com uma equipe formada por 67 profissionais, incluindo médicos, enfermeiros, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessores técnicos, assistente social, técnicos em enfermagem, técnicos em radiologia e assistentes administrativos. Ônibus equipados com ar condicionado e internet wi-fi realizarão o transporte dos pacientes que moram nos municípios vizinhos.

A unidade oferece consultas em especialidades como angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia. Também serão realizados exames como ressonância magnética (com e sem contraste), tomografia (com e sem contraste), mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, histeroscopia, cistoscopia, entre outros, ligados às especialidades de oftalmologia.

Na ocasião, o governador recebeu o título de Cidadão Bonfinense, entregue pela Câmara Municipal e entregou nove ambulâncias e um aparelho de ultrassom para municípios da região, totalizando um investimento de R$ 960 mil.
Policlínicas Regionais

Treze Policlínicas Regionais de Saúde já estão em funcionamento na Bahia. As unidades oferecem atendimentos a cidadãos das regiões de Guanambi, Jequié, Irecê, Alagoinhas, Feira de Santana, Valença, Santo Antônio de Jesus, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso, Juazeiro, Vitória da Conquista e Jacobina e Itabuna. Ao todo, mais de sete milhões de baianos, em 279 municípios, já são contemplados pelas unidades. Além das que já estão em funcionamento e da entrega em Senhor do Bonfim, outras cinco policlínicas estão em construção nos municípios de Salvador (duas unidades), Barreiras, São Francisco do Conde e Simões Filho.

Infraestrutura

Ainda em Senhor do Bonfim, o governador autorizou a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) a publicar o edital de licitação para a construção do Aerodrómo de Senhor do Bonfim, que contempla a construção da pista de pouso e decolagem, taxiway e pátio de estacionamento de aeronaves. Com investimento de mais de R$ 19 milhões, a obra terá uma configuração e infraestrutura básica, capaz de atender a operação de aeronaves típicas da aviação geral regional em atividade no país.

Rui também inaugurou obras de pavimentação na BA-131, na rotatória e no trecho que dá acesso à Policlínica. Também foram inaugurados quatro quilômetros de pavimentação com capa selante no trecho que dá acesso à BR-407, no povoado de Umburanas. Um investimento de R$ 2,3 milhões.

Outras ações

Rui Costa ainda autorizou um convênio no Âmbito do Projeto Pró-Semiárido com a Central das Associações da Agricultura Familiar do Território do Piemonte Norte do Itapicuru (CAAFTIPNI), para implantação do Empório da Agricultura Familiar, e outros dois convênios no Âmbito do Projeto Bahia Produtiva com a Associações dos Camponeses e Camponesas do Projeto de Assentamento Jiboia.

Na área de abastecimento, foi autorizada a implantação de um Sistema de Abastecimento de Água para abastecer o povoado de Picada. As obras irão receber um investimento de R$ 287 mil. Também na oportunidade, o governador anunciou a implantação do sinal de telefonia celular da operadora Claro nas localidades de Tijuacu, Missão do Sahy e Quicé, através do Programa Fala Bahia.

Saúde: Caso de sífilis na Bahia obteve um aumento de 553% nos últimos 11 anos

/ Saúde

Mesmo com diversas campanhas ao longo dos anos, houve um aumento nos casos de sífilis que preocupam os órgãos de saúde. Entre 2008 e 2018, houve alta de 400% nos internamentos de pacientes diagnosticados pela doença no Brasil.

O estado do Rio de Janeiro lidera o ranking nacional , com 17,3 mil casos na rede pública, seguido de São Paulo (15,9 mil), Pernambuco (11,5 mil), Rio Grande do Sul (8,6 mil) e Bahia (7,5 mil). Na Bahia o aumento fica acima da média nacional com um crescimento de 553% dos casos de internamento de pacientes com sífilis junto ao Sistema Único de Saúde (SUS).

A sífilis é uma IST, ou seja, uma infecção sexualmente transmissível. Isso significa que a infecção é transmitida principalmente através da relação sexual sem camisinha. Também pode ser transmitida da mãe para o bebê durante a gestação. É causada pela bactéria Treponema pallidum. No início, os pacientes apresentam pequenas feridas nos órgãos sexuais e caroços nas virilhas, que não doem nem ardem e desaparecem semanas depois, o que dá a falsa impressão de cura.

O tratamento é simples e eficaz. É feito com a penicilina benzatina, que poderá ser aplicada na unidade básica de saúde. Para prevenir a infecção é importante usar camisinha em todas as relações sexuais. Além disso, também é importante fazer os exames indicados, uma vez que a infecção passa despercebida na maioria das vezes.

Câncer de próstata é a segunda causa de morte por câncer em homens no Brasil

/ Saúde

A campanha Novembro Azul ocorre em todo o Brasil para conscientizar os homens de que é preciso fazer o diagnóstico precoce do câncer de próstata. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, o Inca, pelo menos 68.220 novos casos são diagnosticados a cada ano, sendo a segunda causa de morte entre os homens, com 14 mil óbitos anuais.

Como forma de prevenção, o diretor de oncologia clínica da Sociedade Brasileira de Oncologia, Hézio Fernades, explica que os homens devem ficar atentos a sinais e ao diagnóstico da doença.

”Um em cada sete, oito homens vão ter câncer de próstata. Quanto mais cedo você descobre o câncer de próstata, maior a chance de cura e maior a chance de que este homem continue vivo e sem sequelas”, conta.

”Não adianta pensar na bariátrica como um milagre”, diz cirurgião bariátrico Marcelo Zollinger

/ Saúde

O cirurgião Marcelo Zollinger atua em Salvador. Foto: Divulgação

O cirurgião bariátrico Marcelo Zollinger, declarou, em entrevista à Rádio Metrópole FM de Salvador, hoje (7), que os pacientes não devem enxergar o procedimento como um milagre.

Ele defende a necessidade de apoio feito por uma equipe  multidisciplinar, feito por profissionais como endocrinologista, nutricionista, fisioterapeuta e psicólogo. Com isso, é possível fazer uma melhor avaliação o paciente no pré-operatório e determinar se é possível realizar o procedimento, a fim de evitar complicações futuras, com sintomas como anemia e até mesmo depressão.

”É por isso que não adianta pensar na cirurgia bariátrica como um milagre. Não adiante pensar com um primeiro foco de ação. Não é de urgência, não é apendicite aguda, não é trauma. Não é um procedimento de primeira instância. Eu digo sempre que é o último ponto de ônibus”, compara  Zollinger, que é superintendente-executivo e diretor do Núcleo de Cirurgia Bariátrica e Metabólica do Hospital da Bahia.

Com 20 anos de experiência na área, o cirurgião afirma que o controle do paciente no pós-operatório foi uma das principais evoluções passadas pela execução do procedimento.

”Então na verdade, o problema está na pessoa, por uma série de situações circunstâncias e conjunturais que faz o paciente comer muito e faça menos exercício. Só tem essa equação, como eu digo: o garfo, a mão e a boa. Se não toma conta dessas coisas, você vai engordar certamente”, alerta.

Ele defende a necessidade de tratar a mente do paciente para aceitação do novo corpo que adquire com a cirurgia. ”O que aprendemos é que a cirurgia não confere atestado de que o paciente vai continuar emagracendo pelo resto da vida. Aquelas cirurgias radicais, absolutamente desabsortivas, que aconteciam no início, hoje estão em desuso. Porque se viu que não é fazer com que o paciente não absorva nada que vai fazer com que o paciente tenha boa qualidade de vida”, indicou.

Cientistas anunciam a descoberta de novo tipo do vírus da imunodeficiência humana, HIV

/ Saúde

Cientistas anunciaram nesta quarta-feira (6) a descoberta de um novo tipo do vírus da imunodeficiência humana, HIV, que causa a Aids. Realizado pelo laboratório americano Abbott, o estudo foi publicado no jornal científico Journal of Acquired Immune Deficiency Syndromes (JAIDS) e representa a descoberta de uma nova cepa do vírus em quase 20 anos.

Denominada cepa L, ela se encontra no grupo M, que é uma das quatro subclasses existentes para o HIV e agora faz parte de outras dez cepas já identificadas, ao longo dos anos, por cientistas.

Uma das responsáveis pela pesquisa, a bióloga Mary Rodgers, da Abbott, informou, em entrevista para a Veja, que o estudo tem o objetivo de diminuir as pandemias de Aids pelo mundo e monitorar o vírus.

”Graças aos esforços da comunidade global da área da saúde nas últimas décadas, a meta de acabar com a pandemia de HIV está se tornando atingível”, declarou.

Casos de morte por dengue no Brasil aumentam 5 vezes em relação ao ano passado

/ Saúde

Até 12 de outubro deste ano, houve 689 mortes em decorrência da dengue em todo o país, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, número quase 5,4 vezes maior que as 128 mortes registradas no mesmo período de 2018.

Ao todo, foram registrados 1.489.457 milhões casos notificados de dengue em 2019, até o 12 outubro, número cerca de 690% maior do que os 215.585 casos de 2018. A dengue atinge até o momento 708,8 em cada 100 mil habitantes. A região com a maior taxa de incidência é a Centro-Oeste, com 1.235,8 para cada grupo de 100 mil habitantes, apesar de ter um número menor de casos.

Os estados de Minas Gerais (482.739), onde houve 154 mortes confirmadas, e São Paulo (442.014), com 247 mortes confirmadas, concentram 62% dos casos prováveis. No Sudeste, a taxa de incidência é 1.151,8 para cada grupo de 100 mil habitantes.

No período, o ano de 2019 é o terceiro com a maior notificação de casos de dengue no Brasil desde o início da série histórica, em 1998, ficando atrás somente de 2015 (1,68 milhão) e 2016 (1,5 milhão).

Entre as possíveis causas para o avanço da dengue está a volta de um sorotipo da doença que há anos não circulava no Brasil, conforme destacou ontem (1) o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

“Tivemos a reentrada do sorotipo 2, há dois anos, e no ano passado isso fez um estrago muito grande no estado de São Paulo, na região de Bauru. Depois a dengue reentrou por Goiás, Tocantins – foi um número muito grande de casos, porque o sorotipo 2 havia muitos anos não circulava no Brasil, então agora ele volta com força total”, disse o ministro.

Outros fatores que contribuem para o retorno da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypt concentram-se no aumento das chuvas em algumas regiões e também uma menor prevenção.

Chikungunya e zika

O levantamento do ministério também reúne informações sobre a febre chikungunya. Ao todo, os estados já contabilizavam, até 12 de outubro deste ano, 123.407 casos, contra 78.978 do mesmo período em 2018.

Segundo o ministério, o índice de prevalência da infecção, que também tem como transmissor o mosquito Aedes aegypti, é bastante inferior ao da dengue: 58,7 casos a cada 100 mil habitantes. Os estados do Rio de Janeiro (83.079) e do Rio Grande do Norte (12.206) concentram 77,2% dos casos prováveis.

Até o encerramento do balanço, haviam sido confirmadas 75 mortes provocadas pela Chikungunya.

O boletim epidemiológico acompanha também a situação do zika. O levantamento, nesse caso, vai até 21 de setembro, quando foram registrados 10.441 casos notificados da doença. Neste ano, o zika vírus foi a causa da morte de três pessoas.

Recomendações

Para reduzir a proliferação do mosquito vetor das doenças, o Ministério da Saúde aconselha a população a manter ações de prevenção, como verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa. Outra recomendação é lavar semanalmente, com água e sabão, recipientes como vasilhas de água do animal de estimação e vasos de plantas.

Não deixar que se formem pilhas de lixo ou entulho em locais abertos, como quintais, praças e terrenos baldios é outro ponto importante. Outro hábito que pode fazer diferença é a limpeza regular das calhas, com a devida remoção de folhas que podem se acumular durante o inverno.

Bahia registra 64 mil casos de dengue entre janeiro e outubro; nº representa crescimento de 672%

/ Saúde

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou 64.171 mil casos de dengue no estado só neste ano. O balanço divulgado nesta terça-feira (29) contabiliza dados coletados até 17 de outubro e, segundo informações da Sesab, representa um aumento de 672% em relação ao mesmo período do ano passado, quando apenas 8.312 mil casos foram notificados. No total, 381 municípios baianos tiveram notificações.

Até o momento, de acordo com a Sesab, foram notificados 78 óbitos por dengue, sendo que 29 foram confirmados laboratorialmente – 12 em Feira de Santana, 3 em Salvador, 2 em Paulo Afonso, 1 em Candeias, 1 em Rafael Jambeiro, 1 em Coração de Maria, 1 em Jacobina, 1 em Paripiranga, 1 em Presidente Dutra, 1 em Santo Antônio de Jesus, 1 em Simões Filho, 1 em Candiba, 1 em Camaçari, 1 em Mulungu do Morro e 1 em Euclides da Cunha. Além disso, outros 32 óbitos foram descartados e 17 permanecem em investigação.

Sarampo

Até 19 de outubro, de acordo com a Sesab, foram notificados 584 casos suspeitos de sarampo no estado. Desse total, 310 foram descartados (53%), 23 foram confirmados (4%) e 251 (43%) permanecem em investigação.

Os casos confirmados no estado são 12 casos em Santo Amaro, 5 em Gandu, 2 em Ituberá, 1 em Jacobina, 1 em Palmeiras, 1 em Salvador e 1 em Andorinha.

Além dos casos confirmados entre residentes da Bahia, foram notificados 5 casos importados, entre não residentes do estado, sendo 2 em Caetité, 1 em Souto Soares, 1 em Salvador e 1 em Porto Seguro.

As faixas etárias de 5 a 9 anos de idade, 15 a 19 anos e 20 a 29 anos concentraram 52,1% dos casos confirmados de sarampo. A maior incidência foi na faixa etária de crianças menores de um ano (1,31casos /100.000 habitantes) e a maior proporção de casos confirmados foi no sexo masculino, com 17 casos (74%)

Chikungunya

Em 2019, conforme a Sesab, foram notificados 7.764 mil de Chikungunya no estado. No mesmo período de 2018, foram notificados 4.205 mil ocorrência, o que representa um aumento de 84,6%. No total, 200 municípios realizaram notificação para esse agravo. Até o momento, há registro de 8 óbitos por Chikungunya, sendo 2 em Feira de Santana (confirmados por critério laboratorial), 2 em Candeias (1 confirmado por critério laboratorial e 1 confirmado por critério clínico epidemiológico), 3 em Madre de Deus (confirmados por critério laboratorial) e 1 em Salvador (confirmado por critério laboratorial).

Zika

Em 2019, foram notificados 2.626 mil casos de Zika no estado. No mesmo período de 2018, foram notificados 1.316 mil casos, o que representa um aumento de 99,5%. No total, 175 municípios realizaram notificação para esse agravo. Não há registro de óbitos pelo agravo neste período

‘Vou vencer esse desafio’, diz o prefeito de São Paulo após ser diagnosticado com tumor

/ Saúde

Bruno passou por laparoscopia diagnóstica. Foto: Folha de SP

Diagnosticado com um tumor no trato digestivo após exames médicos feitos no último sábado (26), o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), se manifestou hoje (28) pelas redes sociais.

”Não tenho dúvidas que vou vencer esse desafio. Quero agradecer as centenas de mensagens que tenho recebido de inúmeras pessoas. Ajuda muito a atravessar a tempestade”, disse ele pelas redes sociais.

Na postagem, Covas compartilhou uma imagem de seu último boletim médico e a hashtag ”enfrentando”.

De acordo com boletim médico publicado na noite de ontem (27) pelo Hospital Sírio-Libanês, o prefeito de São Paulo tem um tumor na região do intestino. Outros exames também diagnosticaram tromboembolismo pulmonar, ou seja, de bloqueio de artéria no pulmão.

Ele foi submetido a uma laparoscopia diagnóstica —cirurgia menos invasiva, realizada por meio de vídeo, que coleta material para biópsia. Esse exame permitirá saber se o tumor é benigno ou maligno.

Mulheres são presas por provocar morte do irmão ao desligar aparelhos em hospital de Guanambi

/ Saúde

Duas mulheres foram presas suspeitas de provocar a morte de um irmão delas depois de desligar os aparelhos que mantinham o homem vivo, em um hospital na cidade de Guanambi, no sudoeste da Bahia. De acordo com a ocorrência policial, as suspeitas teriam contado em depoimento que agiram após receber uma mensagem de Deus em uma oração. O caso ocorreu na sexta-feira (25).

A vítima foi identificada como Almiro Pereira Neves, de 43 anos, e as irmãs são Zelita Pereira Neves, de 32 anos, e Marliete Pereira Neves, de 41 anos. Segundo a ocorrência, as duas mulheres invadiram a enfermaria para cometer o crime e só foram vistas depois que tinham desligado os aparelhos. Elas foram detidas ainda no hospital pela Polícia Militar.

Após a abordagem policial, as suspeitas e um outro irmão, que também estava no hospital, foram levados para a delegacia da cidade, mas só Marliete e Zelita permanecem presas. Ainda conforme a ocorrência, um pastor de uma igreja evangélica que teria participado da oração e foi apontado pelas suspeitas em depoimento é procurado. O caso está sob investigação da Polícia Civil. (G1)

Saúde: Primeira fase da campanha de vacinação contra o sarampo termina amanhã

/ Saúde

Termina nesta sextafeira (25) a primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo. Lançada no início de outubro, a campanha é promovida em parceria com secretarias de Saúde municipais e estaduais, e tem como objetivo recuperar o certificado de ”país livre do sarampo”, ostentado pelo Brasil em 2016.

A campanha foi dividida em duas etapas para priorizar a vacinação de dois grupos específicos. Na primeira fase, crianças de 6 meses a 5 anos de idade. De acordo com o boletim do sarampo divulgado pela Ministério da Saúde, esse é o grupo mais vulnerável. Bebês de até 1 ano de idade apresentam índice de incidência de sarampo 12 vezes maior que as demais faixas etárias.

A segunda fase, com data de início prevista para 18 de novembro, imunizará adultos de 20 anos a 29 anos de idade que não estão com a carteira de vacinação em dia. De acordo com o ministério, a vulnerabilidade acontece porque adultos nessa faixa etária nasceram após a erradicação da doença no país, o que retirou a obrigatoriedade da segunda dose da vacina.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o avanço do sarampo não é um fenômeno exclusivamente brasileiro. Surtos da doença na Venezuela, Europa e Ásia foram registrados em 2018, e outros países fora do continente latino também registram altos números da doença.

Governo faz entrega de 14 ambulâncias e beneficia municípios e Hospital Menandro de Faria

/ Saúde

A entrega de 14 ambulâncias para municípios baianos e Hospital Geral Menandro de Faria foi realizada na manhã desta segunda-feira (14) pelo governador em exercício, João Leão. Com custo médio de R$ 166 mil cada uma, as ambulâncias do tipo van foram destinadas aos municípios por meio de emendas parlamentares de deputados federais e senador. A ambulância do Hospital Geral Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, é fruto de recurso próprio do Governo do Estado.

”É uma parceria em benefício do povo baiano, esse reforço para a saúde. No total, 830 ambulâncias já foram entregues para as cidades da Bahia”, comentou João Leão.

A entrega aconteceu no pátio da Secretaria da Saúde do Estado, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), com a presença do secretário da pasta, Fábio Vilas-Boas. A ação representa um investimento de R$ 2,3 milhões. ”Nós estamos trocando todas as ambulâncias dos nossos hospitais estaduais, substituindo as ambulâncias simples por ambulâncias que duram mais e possibilitam o transporte de pacientes em estados mais graves. Já fizemos isso em outras unidades, chegou a vez agora do hospital Menandro de Faria”, afirmou Vilas-Boas.

Com uma população de 52 mil habitantes e a cerca de 300 quilômetros da capital, Tucano é um dos municípios contemplados com a entrega. O prefeito da cidade, Dr. Sérgio, pontua a importância do veículo para a população. “Esta é a quinta ambulância que recebemos na gestão do governador Rui Costa. Para um município que com uma polução de mais de 50 mil habitantes e que tem o ponto de socorro centralizado no Hospital Mariana Penedo, é uma entrega essencial. Para a população mais pobre é ainda mais importante, mas em Tucano este é um equipamento que vai beneficiar a todos, independente de faixa de renda.

Os municípios que receberam ambulância são Palmas de Monte Alto, Tucano, Santa Bárbara, Monte Santo, Chorrochó, Caldeirão Grande, Miguel Calmon, Dias D’Ávila, Pedrão, Canavieiras, São José do Jacuípe, Saúde e Ilhéus.

Saúde: Governo do Estado entrega ambulância para atender a Santa Casa de Jequié

/ Saúde

Ambulância foi entregue pelo vice João Leão. Foto: Divulgação

O vice-governador do Estado João Leão entregou na manhã de sexta-feira (11/10), em Vitória da Conquista, uma ambulância para atender a Santa Casa de Jequié. O veículo, recebido pelo coordenador da unidade, Alexandre Iossef, foi indicado pelo deputado federal Antonio Brito, que tem apoiado o setor filantrópico.

A Santa Casa de Jequié é uma referência regional, com prestação de assistência 100 por cento SUS para a população local e de 26 municípios vizinhos. Dispõe de um Hospital de referência em obstetrícia humanizada, dotado de 74 leitos de internamento, Centro de Parto Normal (CPN), 14 leitos na UTI Neonatal e um Núcleo de Câncer da Mulher.

A unidade disponibiliza, ainda, um moderno Centro de Reabilitação, que presta assistência multidisciplinar a pacientes com deficiências e idosos.

Secretário de Saúde assina ordem de serviço para implantação do Hospital do Câncer em Caetité

/ Saúde

Fábio Vilas-Boas assina ordem de serviço. Foto: Sesab

O secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, assinou uma ordem de serviço nesta sexta-feira (10) para a construção do Hospital do Câncer em Caetité. A implantação do novo equipamento é fruto de um convênio assinado pelo governo estadual com a prefeitura de Caetité.

Conforme o responsável pela pasta da Saúde, o investimento é de R$3,1 milhões em obras e mais R$10 milhões em equipamentos. ”Estamos investindo na regionalização da assistência oncológica, com novas unidades implantadas e em implantação nos municípios de Caetité, Vitória da Conquista, Juazeiro, Barreiras, Irecê, Porto Seguro e em Salvador, no Hospital da Mulher”, afirmou.

O hospital a ser instalado em Caetité terá 78 leitos, sendo 10 de terapia intensiva (UTI), e deve ofertar consultas e exames para acompanhamento, diagnóstico e o tratamento por cirurgia, oncologia clínica e cuidados paliativos para os pacientes, além de quimioterapia. Serviços de urgência e emergência oncológica também serão ofertados para pacientes cadastrados, bem como a oferta de hemoterapia.

”O Hospital do Câncer será a garantia de tratamento especializado aqui na região, acabando de uma vez com a necessidade de buscar tratamento na capital ou qualquer outra cidade”, reforçou o prefeito de Caetité, Aldo Gondim.

Bahia registra mais 11 casos de sarampo e registros chegam a 20 no estado; Gandu está na lista

/ Saúde

O número de casos confirmados de sarampo na Bahia chegou a 20 após a confirmação de mais 11 casos nesta quinta-feira (10/10) pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).a pasta informou que os dados divulgados hoje foram  contabilizados até o dia 9 de outubro.

Os casos contabilizados foram 12 em Santo Amaro, três em Gandu, e um em Ituberá, Andorinha, Jacobina, Palmeiras e Salvador.

Informações da Sesab indicam que os casos registrados em Gandu e Ituberá estão associados ao surto de Santo Amaro, o de Andorinha foi importado de São Paulo e os de Palmeiras e Salvador são de pessoas infectadas na Europa.

A secretaria ainda informou que foram notificados 509 casos suspeitos de sarampo no estado neste ano, sendo 263 descartados. Outros 226 permanecem sob  investigação.