Com a presença de Rui, lideranças se unem a Jerônimo para etapa do PGP em Itabuna

/ Política

O PGP vai percorrer todos os territórios de identidade. Foto: TP-BA

O pré-candidato ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), esteve presente em Itabuna neste sábado (4), para mais uma etapa do Programa de Governo Participativo (PGP) 2022.

Ao lado de lideranças políticas como seu vice, Geraldo Junior (MDB), o pré-candidato ao Senado Otto Alencar (PSD) e o governador Rui Costa (PT), o time do pré-candidato à presidência da República, Lula (PT), reuniu mais de 8 mil pessoas no evento além de deputados estaduais e federais, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

O PGP 2022 vai percorrer todos os territórios de identidade do estado para ouvir demandas e sugestões dos baianos e baianas para suas respectivas regiões. Essas propostas poderão fazer parte do Programa de Governo que será registrado na Justiça Eleitoral.

Durante o evento, o senador Otto Alencar (PSD) aproveitou para endossar a permanência do PP na base aliada de Rui, o que pôde ser visto como uma crítica ao PP de João Leão, que desembarcou rumo à base do ex-prefeito e pré-candidato ao governo ACM Neto (União Brasil).

”Esse partido não poderia, de uma hora para outra, mudar de posição porque foi contrariado. Você não pode vincular seu nome, sua história, a um grupo que, de repente, por uma pequena insatisfação, por um problema menor, diz ‘olha, não dá mais’, quem faz assim não tem a fibra que eu tenho, que eu lutei a vida inteira para sustentar minha palavra e compromisso. Nós do PSD continuamos na aliança pela vitória da Bahia e do Brasil”, afirmou.

Com 8 mil pessoas presentes, essa etapa da PGP 2022 foi a maior recepção registrada da campanha de Jerônimo até o momento. Essa foi a 12ª etapa das 27 planejadas do PGP. Amanhã, a caravana marcará presença em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano

”Importante vetor de crescimento econômico da Bahia”, diz ACM Neto sobre o Oeste da Bahia

/ Política

Pré-candidato visita o Oeste da Bahia. Foto: assessoria/ACM Neto

O pré-candidato a governador da Bahia, ACM Neto (União Brasil), se comprometeu, caso seja eleito, a construir um plano de industrialização para o oeste, em especial da agroindústria, e de implantar um polo administrativo do governo na região. O compromisso foi assumido neste sábado (4), durante visita a cidade de Correntina. Na ocasião, o ex-prefeito de Salvador considerou a região oeste um dos mais importantes vetores de crescimento econômico da Bahia e do Brasil.

”A região oeste é um dos mais importantes vetores de crescimento econômico da Bahia e do Brasil. Mas só que para isso primeiro vai ser fundamental ter uma mudança de postura de distância do governo do oeste. Nós vamos mudar essa história, vamos implementar novo modelo de relação do governo. Eu irei fazer um trabalho de proximidade, estarei presente e vou trazer o governo comigo aqui para o oeste da Bahia”, afirmou.

Dentro desta descentralização que o ex-prefeito de Salvador pretende realizar, a unidade do oeste será a primeira. ”Eu tenho dito nós vamos organizar estruturas administrativas do governo em cada uma das principais regiões do estado para descentralizar serviços e decisões. A primeira será implantada no oeste para mostrar o nosso compromisso de impulsionar e alavancar o crescimento dessa grande região do nosso estado”, salientou.

Para Neto, a construção de um plano de industrialização da região, aproveitando todo o potencial do oeste, é fundamental para que a Bahia tenha crescimento econômico com geração de emprego e renda. Neste sentido, citou os graves problemas sociais do estado, que lidera em desemprego e violência no país, e é último em educação.

ACM Neto ainda firmou compromisso de trabalhar por Correntina, levando investimentos para urbanização e qualificação da orla, além de ações para aproveitar o potencial turístico da cidade e da região.

Do PP, prefeito de Irajuba aposta em vitória de Jerônimo: ”o povo vai reconhecer trabalho”

/ Política

Antonio Sampaio acredita em vitória de Jerônimo. Foto: BMFrahm

Filiado ao PP, partido liderado pelo vice-governador e pré-candidato a deputado federal João Leão, este que rompeu com o governador Rui Costa (PT) para formar aliança com o pré-candidato a governador da oposição, ACM Neto (UB), o prefeito de Irajuba, no Vale do Jiquiriçá, Antonio Sampaio, disse respeitar o seu partido, mas que marchará com Jerônimo Rodrigues do PT ao Governo do Estado.

Sampaio, que exerce o cargo de prefeito pela quarta vez, tendo retornado ao poder depois de vencer as eleições municipais de 2020 aposta na vitória de Jerônimo ainda no primeiro turno do pleito eleitoral: ”Estou com Lula, com Jerônimo e com o povo, porque o que nós prefeitos estamos conquistando com o governador são obras para as cidades e o povo vai reconhecer o trabalho do governo, porque o povo é quem está sendo beneficiado. Eu não tenho dúvidas de que nós vamos vencer com Jerônimo no primeiro turno”, cravou.

Sampaio comemorou a destinação de recursos para obras em seu município e citou como exemplo, ao destacar o apoio da máquina estadual, intervenções com pavimentações asfálticas em vias públicas: ”Quem visita Irajuba diz que a cidade está transformada e nós agradecemos a Rui”, concluiu.

Patrick Lopes diz que Rui tem viabilizado apoio de prefeitos a sua pré-candidatura a deputado

/ Política

Patrick comemora apoio de Rui ao seu projeto. Foto: BMFrahm

Depois de renunciar ao cargo de prefeito de Jitaúna e se colocar a disposição para concorrer a uma vaga a Assembleia Legislativa da Bahia, Patrick Lopes, que trocou o PP pelo Avante apertou o cadaço do sapato para percorrer trechos e viabilizar sua pré-candidatura a deputado estadual.

Ao acompanhar o governador Rui Costa (PT) nesta quinta-feira (2) em Maracás, Patrick revelou ao BMFrahm que Rui tem sido o padrinho do seu novo projeto político e citou prefeitos que declararam apoio a sua pré-campanha com anuência do Correria. ”Agradeço muito ao governador Rui Costa que tem se empenhado para nos apoiar nessa caminhada, indicando lideranças importantes que estão acreditando em nosso projeto pelo reflexo da nossa gestão e a minha gratidão a Rui e a primeira-dama Aline será para sempre”, destacou Lopes.

Os apoios de prefeitos confirmados, citados por Patrick são: de Marcelo Pecorelli (PP), de Jitaúna, de João Freitas (PP), de Lafaiete Coutinho, Antonio Danilo (PSD), de Nova Itarana, Corró (PP), de Marcionílio Souza, Tinho (PSD), de Ubatã, Rosa (PP), de Teolândia, Jorge Charles (PP), de Potiraguá, Maria das Graças (PP), de Ipiaú, da vice-prefeita de Jequié, Poliana Leandro (PT) e Antonio Sampaio (PP) de Irajuba.

Apoiado por Bolsonaro, Roma diz que ACM Neto fica ”procurando ser o candidato genérico de Lula”

/ Política

Ex-ministro é pré-candidato pelo PL. Foto: Assessoria João Roma

O pré-candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), apontou os adversários Jerônimo Rodrigues e ACM Neto como o candidato oficial e o que ”fica procurando ser o candidato genérico de Lula”. A fala foi dita na Rádio 106 FM de Guanambi e, durante entrevista, o ex-ministro da Cidadania disse ainda que ”o PT está debochando do povo baiano”.

”Ele [ACM Neto], no afã de querer agradar a uma parcela do que diz as pesquisas, fica procurando ser o candidato genérico do presidente Lula. E fica procurando a posição de querer agradar a todos, quando população quer saber com clareza a posição de seus políticos. Quando um líder quer agradar a todos, ele claramente está dissimulando suas opiniões”, pontuou.

O deputado federal bolsonarista pontuou também que o ex-secretário da Educação é um dos responsáveis pelo fato de a Bahia ocupar o último lugar na avaliação do Ideb e o ex-prefeito de Salvador.

O pré-candidato ao Governo do Estado pelo PL deixou claro que ”a Bahia é solução para o Brasil”. Roma salienta que, durante as gestões petistas, o estado não avançou em infraestrutura e chegou a níveis alarmantes de violência tanto na capital quanto no interior.

”Isso tem afastado investimentos e tornado a Bahia um lugar de desemprego. Hoje temos mais pessoas recebendo o Auxílio Brasil, no valor mínimo de R$ 400 que pessoas com carteira assinada. Para mudar isso, a Bahia precisa caminhar pelo mesmo caminho que o Brasil começou a percorrer em 2018′, salientou o pré-candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Na Bahia Farm Show, ACM Neto defende plano de industrialização para a região Oeste

/ Política

ACM participa de evento em Luís Eduardo Magalhães. Foto: Divulgação

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) visitou nesta quinta-feira (2), em Luís Eduardo Magalhães, a Bahia Farm Show, maior evento da agropecuária do Norte e Nordeste, e defendeu a construção de um plano de industrialização para o Oeste do estado. Em entrevista coletiva, ele também ressaltou a importância da segurança jurídica e disse que o direito à propriedade é intransferível e inegociável.

”Faz parte dos nossos planos, caso em outubro tenhamos êxito nessa caminhada, discutir aqui na região um plano de industrialização. Nós temos muitos desafios para isso poder acontecer, mas eu não tenho dúvida que o Oeste da Bahia está preparado para viver esse seu ciclo futuro de industrialização. Para isso, é preciso ter planejamento, visão estratégica de médio e longo prazo e coordenar as ações e investimentos do poder público”, frisou.

Neto também defendeu a necessidade da segurança jurídica e da garantia do cumprimento das decisões judiciais. ”O direito à propriedade é algo absolutamente intransferível e inegociável. Eu considero um princípio, um valor que nós vamos agir com firmeza para assegurar o cumprimento de decisões judiciais, para garantir que haja o direito à propriedade preservado, resguardado, que eu considero que é fundamental para quem produz”, frisou.

Ele disse ainda que é preciso enfrentar a questão da regularização fundiária. ”É outro problema da região que a gente sabe o quanto o estado pode ter um papel, sobretudo depois do novo marco legal, aprovado pelo Congresso Nacional, para trazer também segurança jurídica, transparência, correção para todo esse trabalho, este desafio de regularização fundiária”, afirmou.

Justiça determina retirada de publicação do PT que associa ACM Neto a Jair Bolsonaro

/ Política

Na postagem, Neto aparece ao lado de Bolsonaro. Foto: Reprodução

A Justiça eleitoral da Bahia determinou a retirada imediata de uma publicação das redes sociais do PT da Bahia que associa o pré-candidato ao Governo da Bahia do União Brasil, ACM Neto, ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Na postagem, Neto aparece ao lado de Bolsonaro onde estão vinculados as palavras fome, desemprego , mercado caro, gasolina cara e autoritarismo. Enquanto do outro lado o pré-candidato petista ao Palácio de Ondina, Jerônimo Rodrigues está de mãos dadas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e junto a eles menções a positivas como comida no prato, emprego, salário mínimo valorizado,  gasolina barata e democracia.

O pedido foi feito pelo partido do ex-prefeito de Salvador, que alegou que a referida postagem veicula ”mensagem falsa ao eleitorado, pois já é pública a posição contrária ao Governo Federal adotada pelo pré-candidato do partido representante, bem como já teria declarado apoio ao nome do deputado federal pernambucano Luciano Bivar como pré-candidato ao Palácio do Planalto”.

Na decisão proferida pela desembargadora eleitoral Zandra Anunciação Alvarez Parada, a justificativa é de que ”o contexto apresentado aponta para a plausibilidade da tese jurídica invocada na exordial, com potencial para provocar desequilíbrio de oportunidades no pleito, tendo em vista que a publicação guerreada, nos moldes em que apresentada, demonstrando, a priori, o único objetivo de criar circunstância desabonadora da imagem do pré-candidato vinculado ao partido demandante, quando o associa a projeto político que, nos dizeres da postagem, estaria gerando mazelas sociais”.

O prazo dado para a reiterada da publicação é de 48 horas após a decisão e na hipótese de seu descumprimento, a pena de multa diária é de R$ 2.000,00, além da aplicação das medidas legais cabíveis. Com informações do site Bahia Notícias

Afinal, com quem vai marchar Antonio Brito para deputado estadual, Euclides ou Patrick?

/ Política

Brito recepciona Euclides em evento da Santa Casa. Foto: Rede social

Na última segunda-feira, (30) durante solenidade de inauguração do Núcleo de Oftalmologia da Santa Casa de Jequié, unidade da Fundação José Silveira, o deputado federal Antônio Brito (PSD), recepcionou dois pré-candidatos, o deputado estadual, Euclides Fernandes, que tentará a reeleição, agora pelo PT, e o pré-candidato a Assembleia Legislativa, Patrick Lopes, que trocou o PP pelo Avante e renunciou ao cargo de prefeito de Jitaúna.

O público presente demonstrou surpresa com essa democrática divisão de espaço para os dois, que concorrem a uma vaga e disputam o apoio de prefeitos e lideranças da mesma área de abrangência. Além de Euclides e Patrick, Brito também apareceu ao lado de Polliana Leandro, do PT, vice-prefeita de Jequié, que se afastou do prefeito após ruptura de Zé Cocá (PP) com Rui Costa (PT).

No mesmo evento, Antonio Brito recepciona Patrick Lopes

Na curiosa sala de estar do coração do deputado Antônio Brito ainda deverá ceder algum lugar para que James Meire (Patriota), ex-candidato a prefeito da Cidade Sol nas eleições de 2020 ocupe alguma poltrona, já que o bolsonarista também almeja um lugar ao sol na Alba e, ouve-se dizer que o novo projeto teria as bênçãos de Brito, que parece ter predileção em escorar seu apoio aos políticos que são popularmente reconhecidos como algozes Zé Cocá.

Tribunal Superior Eleitoral autoriza doações de partidos para campanhas eleitorais pelo Pix

/ Política

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou hoje (31) os partidos políticos a utilizarem o Pix, sistema de pagamento instantâneo do Banco Central (BC), para receberem doações de pessoas físicas para as campanhas às eleições de outubro.

Por unanimidade, os ministros entenderam que as transações realizadas pelo Pix podem ser identificadas e são rastreáveis, não havendo qualquer impedimento para a arrecadação dos recursos.

O julgamento foi motivado por uma consulta feita pelo PSD ao tribunal. A legenda questionou o TSE sobre a possibilidade receber doações de pessoas físicas pelo Pix, a validade da realização de pagamentos por esse meio de pagamento e a legalidade de venda de convites para eventos partidários fora do período eleitoral.

Além das doações de pessoas físicas, as campanhas também poderão contar com R$ 4,9 bilhões do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) em 2022. O recurso é destinado ao financiamento público de campanhas políticas e está previsto no orçamento federal deste ano.

O repasse foi criado pelo Congresso em 2017 após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que, em 2015, proibiu o financiamento das campanhas por empresas privadas. Além do Fundo Eleitoral, os partidos também contam com o Fundo Partidário, que é distribuído anualmente para manutenção das atividades administrativas.

Nome respeitado no marketing político, Sérgio Guerra será o marqueteiro da campanha de Jerônimo

/ Política

Guerra é um dos mais respeitados do marketing. Foto: Reprodução

A campanha do pré-candidato ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), já possui um novo marqueteiro: Sérgio Guerra. A informação foi confirmada por interlocutores próximos ao senador Jaques Wagner (PT). O nome foi indicado pelo senador, que endossou a escolha.

A cúpula petista ficou entre três nomes para substituir o publicitário baiano Sidônio Palmeira (reveja aqui), que será o marqueteiro responsável por conduzir as ações da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: Claudio Carvalho, da Morya Bahia, Alfredo Tavares, da Tempo Propaganda, e o escolhido, Sérgio Guerra, da Maianga.

”Sim. Fechamos. Sérgio Guerra e a equipe da Objetiva farão a campanha de Jerônimo. Mas como todo ano, outras agências também vão ajudar, a Tempo, a Engenho Novo, a Ative e, claro, a Leiaute. Porém, em vez de Sidônio, quem vai ser o publicitário, por assim dizer, vai ser Guerra”, apontou outra liderança do PT.

O publicitário é um dos nomes mais respeitados do marketing político regional. Anteriormente teve participações em campanhas de nomes como Waldir Pires, Pedro Irujo, João Alves, Virgildásio Senna, Guilherme Menezes e Jaques Wagner. No continente africano também atuou em campanhas eleitorais em Angola e Cabo Verde. As informações são do site Bahia Notícias

Otto minimiza liderança em pesquisas de intenções de votos para o Senado: ”Apenas retratos de momento”

/ Política

Senador, Otto também é presidente do PSD. Foto: Divulgação

O pré-candidato ao Senado na chapa encabeçada por Jerônimo Rodrigues (PT), Otto Alencar, afirmou que as pesquisas de intenções de voto em que ele aparece na liderança são apenas ”retratos de momento”.

Para o senador, que também é presidente estadual do PSD, ainda há muita estrada para percorrer até 2 de outubro, dia da eleição. ”Nós estamos percorrendo a Bahia, que é grande, tem 417 municípios. Estamos na companhia de Jerônimo Rodrigues e Geraldo Jr., nossos pré-candidatos ao governo, indo levar nossas propostas para o povo baiano”, destacou.

“Nós estamos em maio, ainda faltam seis meses. Eu acredito que pesquisa agora é mais um retrato do momento. É algo diferente, eu nunca apareci liderando pesquisas, mas acho que isso, essa liderança, é reflexo do trabalho que estamos fazendo no Senado, nas comissões, na própria CPI da Covid. Eu presidi comissões importantes como a do Meio Ambiente e a de Ciência e Tecnologia”, ressaltou em entrevista ao Grupo Lomes de Comunicação.

Com Bolsonaro e Roma em Luís Eduardo, Dra. Raissa defende o agro como uma de suas prioridades

/ Política

Raíssa Soares, Jair e Roma em Luís Eduardo. Foto: Divulgação

Pré-candidata ao Senado Federal pelo PL, a ex-secretária de Saúde de Porto Seguro, Dra. Raissa Soares, defendeu, na tarde desta terça-feira (31), o agronegócio como uma de suas prioridades caso eleita em outubro deste ano. A médica bolsonarista esteve presente hoje na abertura da Bahia Farm Show, em Luís Eduardo Magalhães, ao lado do presidente Jair Bolsonaro e do ex-ministro João Roma, pré-candidato ao governo do Estado pelo PL.

Na oportunidade, ela agradeceu os produtores rurais pelo ”incansável trabalho” apesar de, segundo ela, não contarem com a assistência necessária por parte do governador Rui Costa (PT). ”Aproveitamos aqui para enaltecer o trabalho desses trabalhadores, homens e mulheres que têm a grandiosa missão de preparar a terra, cultivar a lavoura, a pastagem, cuidar das criações, dentre inúmeras atividades que estão presentes no dia a dia do homem do campo”, exaltou Raissa.

No evento, a ex-titular da Saúde de Porto Seguro também alertou sobre a necessidade de a Bahia ter no governo alguém alinhado com o governo federal. ”Luís Eduardo Magalhães toda em verde e amarelo para receber o presidente Jair Bolsonaro” vibrou Raissa, no local.

Itapetinga: Secretário de educação foi exonerado do cargo após participar de evento pró-Jerônimo

/ Política

Geraldo Trindade foi exonerado. Foto: Reprodução/Facebook

O secretário de educação de Itapetinga, no Médio Sudoeste baiano, Geraldo Trindade Junior, foi exonerado pelo prefeito Rodrigo Hagge (MDB). A medida foi comunicada em Diário Oficial do Município desta segunda-feira (30). No mesmo decreto, Hagge nomeou o até então secretário de meio ambiente, Fábio Viana Santos, para o lugar de Geraldo Trindade Junior.

Segundo o site Políticos do Sul da Bahia, a exoneração ocorreu por conta de Trindade Junior ter participado neste domingo (29) de um evento com o pré-candidato ao governo do estado Jerônimo Rodrigues (PT). Apesar de o MDB estadual ter assumido oficialmente apoio a Jerônimo, com a indicação do pré-candidato a vice, Geraldo Júnior (ver aqui), Rodrigo Hagge é um dos dissidentes e já manifestou adesão à chapa de ACM Neto.

Ainda segundo o site, Geraldo Trindade Júnior ainda tentou explicar que a visita ao ato de Jerônimo teria sido feito como cortesia e que ele continuava em apoio a Neto, mas não foi o bastante para evitar a exoneração. *Bahia Notícias

Bolsonaro critica imprensa em caso Genivaldo, morto pela PRF: ”mídia tem sempre o lado da bandidagem”

/ Política

Jair Bolsonaro critica imprensa. Foto: Clauber Cleber Caetano

O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou a cobertura da imprensa no caso da morte de Genivaldo de Jesus Santos, asfixiado em uma viatura da PRF (Polícia Rodoviária Federal), e afirmou que não se pode generalizar a conduta dos agentes da corporação.

Genivaldo tinha 38 anos, era um homem negro e tinha esquizofrenia. Ele foi morto na última quarta-feira (25) após policiais soltarem uma bomba de gás dentro do porta-malas da viatura em que foi colocado após abordagem em Umbaúba (SE). Ele havia sido detido por trafegar de moto sem capacete.

”Não podemos generalizar tudo que acontece no nosso Brasil. A PRF faz um trabalho excepcional para todos nós […] A Justiça vai decidir esse caso. Tenho certeza que será feita a Justiça todos nós queremos isso aí. Sem exageros e sem pressão por parte da mídia que sempre tem lado, o lado da bandidagem”.

As declarações foram dadas na manhã desta segunda-feira (30) em entrevista à imprensa no Recife, onde o presidente sobrevoou áreas atingidas pelas chuvas que deixaram ao menos 91 pessoas mortas em Pernambuco nos últimos dias.

Questionado por um repórter da GloboNews sobre a cobrança feita pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de prisão cautelar dos policiais envolvidos no caso de Sergipe, Bolsonaro respondeu citando a morte de agentes da Polícia Rodoviária Federal em outro episódio nas margens da rodovia BR-116 no Ceará, que aconteceu há duas semanas.

”Eu lamento o ocorrido há duas semanas aproximadamente, quando dois policiais rodoviários federais queriam tirar um elemento da pista, ele conseguiu sacar a arma de um deles e executou os dois. A GloboNews chamou esse bandido de suspeito. E outro policial, de outra esfera, ao abater esse marginal, vocês foram para uma linha completamente diferente”, disse.

Na sequência, o presidente disse que ”lamenta o ocorrido nos dois episódios” e destacou que a investigação será feita pelos órgãos competentes. O ministro da Justiça, Anderson Torres, afirmou que o processo administrativo e o inquérito policial estão em andamento, disse que a apuração será a mais breve possível e evitou fazer comentários sobre o caso.

”Enquanto não houver a finalização desses procedimentos não há o que se dizer, não há o que se falar. O que tinha que ser feito pelo estado já foi feito e agora é aguardar a finalização”, afirmou.

No sábado (28), a Polícia Rodoviária Federal publicou um vídeo em que afirma que o caso foi uma conduta isolada. A corporação promete que vai aperfeiçoar os padrões de abordagem.

No comunicado gravado, o coordenador-geral de comunicação institucional da PRF, policial Marco Territo, diz que a corporação teria assistido com indignação às imagens da detenção de Genivaldo.

*por João Pedro Pitombo/Folhapress