ACM diz não ver empolgação em Wagner, que responde: ”Confundindo empolgação com arrogância”

/ Política

ACM cutuca Wagner, que responde em rede social. Foto: BMFrahm

O embate entre o Partido dos Trabalhadores e o Democratas segue forte no caminho para 2022. Os prováveis candidatos de ambas as siglas para as próximas eleições, Jaques Wagner (PT) e ACM Neto (DEM), trocaram palavras pouco elogiosas nesta terça-feira (16).

Em entrevista a uma rádio de Salvador na manhã desta terça-feira (16), o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, cutucou o adversário e afirmou que não vê empolgação em Wagner para ser governador da Bahia. Segundo o presidente nacional do DEM, o ciclo petista no comando do estado está chegando ao fim.

”Vejo o ciclo do PT na Bahia chegando ao fim. A alternância de poder é bom para a democracia. Além disso, não sentimos em Wagner essa empolgação para ser governador. Por isso é hora de dar vontade a quem está com disposição. Estou pronto para fazer esse enfrentamento, mas sem fazer política rasteira”, declarou ACM Neto.

Horas depois, Wagner respondeu ao seu adversário nas redes sociais, se dizendo empolgado. O senador ainda aproveitou para cutucar ACM Neto, que desistiu de se candidatar ao governo da Bahia em 2018, indicando o então prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (DEM), para o confronto com Rui Costa (PT).

”Tem gente confundindo empolgação com arrogância. Minha empolgação sempre será crescente e duradoura. Quem caminha ao meu lado sabe disso. E que vou até o fim, não desempolgo no meio do caminho e nem deixo amigos na estrada”, comentou Wagner no Twitter.

Tanto ACM Neto quanto Jaques Wagner são pré-candidatos declarados ao governo do estado em 2022. Enquanto o ex-prefeito de Salvador circula pelo interior da Bahia em busca de aliados, Wagner tem se articulado para manter unido o grupo de partidos que hoje sustenta a gestão de Rui Costa. Ambos também disputam o apoio de partidos, como o MDB (relembre aqui). As informações são do site Bahia Notícias

Deputado Igor Kannário assume autoria de acidente após invadir imóvel: ”O volvo? Vou comprar outro”

/ Mundo, Política

Envolvido em um acidente de carro no último final de semana (leia aqui), o cantor e deputado federal Igor Kannário (DEM-BA) se pronunciou sobre o caso em suas redes sociais.

Kannário, que até então não havia assumido a autoria do acidente com um Volvo XC60 que atingiu dois estabelecimentos comerciais, afirmou que iria arcar com as despesas dos empresários e garantiu ninguém foi ferido na batida.

”Eu tô bem, só tô com um pouquinho de dor no peito. Não teve nenhuma vítima graças a Deus, nenhuma criança ferida, nenhuma mulher grávida também. O prejuízo da loja lá eu vou pagar. O cara falou o quê? Quanto é? R$ 30 mil? Vou dar os 30 mil dele lá pra ele construir outro bagulho novo. O volvo, vou comprar outro”. As informações são do Bahia Notícias

Prefeito e vice de Maiquinique são cassados pela Justiça Eleitoral por abuso de poder econômico

/ Política

A Justiça Eleitoral decidiu cassar os mandatos do prefeito e da vice de Maiquinique, na Bahia, por compra de votos durante a campanha de 2020. Na decisão, publicada nesta segunda-feira (16), Jesulino Porto (DEM) e Dra. Zaza (PMB) ficarão inelegíveis pelos próximos 8 anos, a contar do dia 15.11.2020. Eles também foram condenados a pagar uma multa no valor de R$ 10 mil, cada um. Será convocada nova eleição para os cargos de prefeito e vice-prefeito. Os réus ainda podem recorrer.

A sentença é da juíza da 91ª Zona Eleitoral Giselle de Fátima Cunha. Durante a investigação foram apuradas várias denúncias, entre elas, a de uma eleitora que gravou uma conversa em que o candidato oferecia dinheiro para ajudar no custeio da cirurgia de seu filho em troca de voto e de apoio político. A oferta teria acontecido na casa do próprio prefeito.

A ação ajuizada pelo Podemos também revela que o prefeito e a vice utilizaram recursos públicos para financiar a campanha eleitoral visando a reeleição. Eles teriam oferecido combustível aos eleitores para participar das carreatas ”o que configuraria abuso de poder político, conduta vedada e abuso de poder econômico e, em consequência, captação ilícita de sufrágio.”

Na decisão, a juíza afirma: ”É sabido, pois Maiquinique é cidade pequena, a diferença do poder econômico entre os candidatos das duas chapas, nesta eleição. Nesse sentido, acolho como minhas as palavras do Promotor eleitoral, ”pode-se dizer que a premissa da repressão ao abuso do poder econômico se traduz em impedir que o candidato que possua melhores condições econômico-financeiras em sua campanha vença o pleito eleitoral em razão de abusivos recursos utilizados para conquistar o eleitorado. É fato notório que as verbas, empregadas em campanha eleitoral, constituem um dos fatores primordiais ao sucesso no pleito, mormente em cidades de pequeno porte, como Maiquinique/BA, em que o desequilíbrio financeiro entre os candidatos chega a ser exponencial”.

Geraldo Júnior defende Elinaldo como vice na pré-candidatura de ACM Neto; ”está se consolidando”

/ Política

Elinaldo surge como provável vice de ACM. Foto: Divulgação

O presidente da Câmara Municipal de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), defende o nome do prefeito de Camaçari, Elinaldo (DEM), como pré-candidato a vice na chapa de ACM Neto para governador.

”Ele está se consolidando com um dos grandes nomes na política da Região Metropolitana de Salvador e da Bahia. E sua excelente gestão o qualifica para compor a chapa como pré-candidato a vice de ACM Neto”, disse o também presidente do MDB em Salvador.

No dia 27 de setembro ocorreu, no Clube Arsenal, no Centro de Camaçari, um Encontro de Lideranças com ACM Neto. A presença de um número grande de apoiadores de Elinaldo no evento, onde ele foi ovacionado, ”demonstrou a força política do prefeito de uma das cidades mais importantes para a economia do estado”, disse Geraldo Júnior. Camaçari tem o segundo maior PIB em números absolutos do estado da Bahia. As informações são do site Política Livre

Deputado baiano perde controle de veículo e invade loja em Camaçari, diz Balanço Geral, da Record

/ Política

Carro de Igor Kannário invadiu uma loja de móveis

Um veículo conduzido pelo deputado federal Igor Kannário invadiu uma loja de móveis artesanais na madrugada desta sexta-feira (12), no município de Camaçari, segundo informações do programa Balanço Geral. Da marca volvo, o carro conduzido pelo cantor estaria avaliado em R$250 mil e fico parcialmente destruído.

Os vendedores só tomaram ciência do ocorrido na manhã deste sábado ao chegarem para abrir o estabelecimento e se depararem com a fachada destruída. Segundo o relato de pessoas que presenciaram o ocorrido o deputado teria fugido, deixando o carro no local e sem verificar se alguém foi atingido pelo acidente.

Ainda segundo informações do Balançando Geral, uma gestante que estava próximo ao local passou mal e uma criança, de 12 anos, por pouco não foi atingida. As informações são do site Política Livre

De olho em 2022, Sérgio Moro se filia ao Podemos e propõe fim da reeleição para o Executivo

/ Política

O ex-juiz durante cerimônia de filiação ao Podemos — Foto: Estadão

Em seu discurso de filiação ao Podemos, na manhã desta quarta-feira (10) em Brasília, o ex-juiz Sergio Moro defendeu o fim da reeleição para cargos no Executivo e também o fim do foro privilegiado para políticos detentores de mandatos. A informação é da coluna Radar, da revista Veja.

”Para tanto, proponho, desde o início, a eliminação de dois privilégios da classe dirigente. O fim do foro privilegiado, que trata o político ou a autoridade como alguém superior ao cidadão comum, e o fim da reeleição para cargos no poder executivo. O foro privilegiado tem blindado políticos e autoridades da apuração de suas responsabilidades. Não precisamos dele. Eu nunca precisei quando juiz ou ministro. Não deve existir para ninguém e para nenhum cargo, nem para o presidente da República”, disse Moro.

”O presidente, assim que eleito, começa, desde o primeiro dia, a se preocupar mais com a reeleição do que com a população, está em permanente campanha política. E ainda tem o risco de gerar caudilhos, populistas ou ditadores, de esquerda ou de direita, pessoas que se iludem com o seu poder e passam a ser uma ameaça às instituições e à democracia, seja por corrupção ou por violência. Não devemos mais correr esses riscos”, disse o ex-magistrado.

 

Mesmo instituto que mostra Rui como o mais popular, diz que Lula e ACM vencem eleições na Bahia

/ Política

Pesquisa mostra voto casado em Lula e ACM. Fotomontagem/BMF

Um levantamento feito pela consultoria Atlas entre os dias 30 de outubro e 5 de novembro, com 827 respostas coletadas e margem de erro de 3 pontos, mostra que parte relevante do eleitorado combina o voto presidencial no PT e o voto para governador no DEM, apesar de os petistas controlarem politicamente o Estado desde 2006.

Na disputa presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera com 62% ou 63% nas simulações de primeiro turno, conforme o quadro de adversários, segundo o Valor. Na disputa pelo governo estadual, a liderança folgada é do ex-prefeito de Salvador ACM Neto, com 45%. Ele é presidente nacional do DEM, arquirrival do PT.

Atrás de Neto, que com tal desempenho garantiria vitória no primeiro turno, aparecem o senador e ex-governador Jaques Wagner (PT), com 27%; o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), com 4%; e o ex-vereador Marcos Mendes (Psol), também com 4%. Em simulação de segundo turno para governador, ACM Neto vence Wagner por 49% a 39%.

Com 10,2 milhões de eleitores (7% do total), a Bahia é o quarto maior colégio eleitoral do país, atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Na eleição presidencial de 2018, o Estado foi na contramão da maior parte do país e deu vitória ao petista Fernando Haddad no primeiro e no segundo turnos. Na disputa final contra Bolsonaro, o ex-prefeito de São Paulo venceu por 72,7% dos votos válidos baianos a 27,3%. As informações foram publicadas no site BNews

Rui Costa é o político mais popular da Bahia, seguido por Lula, revela pesquisa da consultoria Atlas

/ Política

Rui é seguido de perto pelo ex-presidente Lula. Foto: Secom

O governador Rui Costa (PT), que está no sétimo ano à frente do Executivo baiano, é o político brasileiro mais popular da Bahia. A informação é da consultoria Atlas, que teve pesquisa divulgada, nesta segunda-feira (8), pelo jornal Valor Econômico. Líder em imagem positiva na Bahia, com 63%, Rui é seguido de perto pelo ex-presidente Lula, que marcou 60% nesse quesito.

Realizada entre 30 de outubro e 5 de novembro, a pesquisa provocou os eleitores baianos a responderem se tinham imagem positiva ou negativa das principais personalidades políticas do Brasil. O presidente Jair Bolsonaro é avaliado positivamente por apenas 17% dos baianos.

Lula lidera corrida presidencial

A pesquisa divulgada pelo Valor Econômico também mostra a preferência dos baianos por Lula nas eleições presidenciais de 2022. O ex-presidente petista marca 63% das intenções de voto, mais que o triplo do desempenho do presidente Jair Bolsonaro, que atingiu 20%. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) tem 9% e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), marca apenas 1%.

No cenário em que o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), substitui João Doria, Lula também lidera com 62%, contra 20% de Bolsonaro, 9% de Ciro e 3% de Leite.

ACM Neto se apressa e anunciará pré-candidatura ao governo no dia 2 de dezembro

/ Política

Ex-prefeito se apressa para 2022. Foto: Divulgação / Ascom ACM

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, anunciará sua pré-candidatura ao governo da Bahia no dia 2 de dezembro.

O evento será realizado no Novo Centro de Convenções, a partir das 9h30, e vai contar com a presença de lideranças políticas e apoiadores locais e nacionais. A cerimônia também será transmitida ao vivo nos canais de ACM Neto.

”Chegou a hora! No dia 2 de dezembro, lanço, oficialmente, a minha pré-candidatura ao governo da Bahia. Quem acredita que o nosso estado pode muito mais vai colar comigo! Espero vocês lá”, escreveu Neto em seu perfil no Instagram.

Alexandre Aleluia e Eduardo Bolsonaro querem proibir o ”passaporte da vacina” no país

/ Política

Alexandre Aleluia e Eduardo Bolsonaro. Foto: Assessoria de Aleluia

Nesta quinta-feira (4), o vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM) reuniu-se em Brasília com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) e conversou sobre o projeto de lei que apresentou na Câmara Municipal de Salvador (CMS) que proíbe a utilização do chamado ”passaporte sanitário” para que os cidadãos tenham acesso a locais públicos na capital baiana.

”O deputado Eduardo Bolsonaro e eu temos essa luta conjunta contra as arbitrariedades que políticos e gestores em todo o Brasil vêm cometendo em nome de um alegado ‘cuidado com a saúde’. Estão avançando o sinal sobre aquilo que é democrático e estão atuando para limitar as liberdades individuais”, salientou o vereador soteropolitano.

Na Câmara Municipal de Salvador, o edil conseguiu que fosse feita uma representação à Prefeitura Municipal somente após a decisão dos vereadores sobre o tema. ”Não é razoável a aprovação desse passaporte, de forma unilateral, sem que haja uma deliberação legislativa”, salientou Alexandre Aleluia, que conversou com o parlamentar por São Paulo sobre as maneiras para conter abusos em todo o país.

Ciro Gomes suspende candidatura à Presidência da República após votos do PDT na PEC da Precatórios

/ Política

Ciro anuncia suspensão de sua candidatura. Foto: Reprodução

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) anunciou, nesta quinta-feira (4), a suspensão de sua candidatura à presidência da República após grande parte da bancada do PDT na Câmara dos Deputados votar a favor da PEC dos Precatórios.

”Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios”, escreveu.

”A mim só me resta um caminho: deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição. Temos um instrumento definitivo nas mãos, que é a votação em segundo turno, para reverter a decisão e voltarmos ao rumo certo”, continuou.

Com filiações de Rodrigo Pacheco e Datena, PSD impõe duas derrotas em 15 dias à União Brasil

/ Política

A migração de José Luiz Datena do PSL para o PSD é a segunda derrota em menos de 15 dias que o partido de Gilberto Kassab impõe à União Brasil, legenda criada por DEM e PSL.

Primeiro foi Rodrigo Pacheco (MG), presidente do Senado que deixou o DEM. O próximo esperado é Geraldo Alckmin. O ex-governador de São Paulo tem participado de conversas com a União, mas agora o PSD voltou a ter esperança de tê-lo no partido.

O plano de Kassab, por ora, é: Pacheco concorre para presidente, Datena, ao Senado, e Alckmin, ao governo de São Paulo. Com informações do site Bahia Notícias

Pesquisa XP/Ipespe: Lula tem 42% contra 28% de Bolsonaro; petista venceria no 2º turno

/ Política

Lula e Bolsonaro devem polarizar. Fotos: Divulgação/edição bahia.ba

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém a liderança na corrida eleitoral para a presidência da República no ano que vem, segundo pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta quarta-feira (3). A informação é da coluna Radar, da revista Veja.

Na primeira simulação, o Ipespe apresentou uma lista com seis candidatos. Lula aparece com 42%, contra 28% de Jair Bolsonaro. Em terceiro lugar aparece Ciro Gomes (PDT), com 11% do eleitorado. Na sequência, João Doria (PSDB), com 4%, Luiz Henrique Mandetta (DEM) 3% e Rodrigo Pachedo (PSD) com 2%).

A pesquisa foi feita de 25 a 28 de outubro, por telefone, com 1.000 entrevistados de todas as regiões do país. A margem de erro máxima estimada é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,5%.

Na segunda simulação, o instituto apresentou 10 nomes de concorrentes à vaga de presidente no ano que vem: Lula tem 41% das intenções, contra 25% de Bolsonaro. Ciro Gomes (9%), Sérgio Moro (8%), Mandetta (3%), José Luiz Datena (do PSD, com 3%), Eduardo Leite (do PSDB, com 3%), Rodrigo Pacheco (do PSD, com 2%), Simone Tebet (do MDB, com 1%) e Alessandro Vieira (Cidadania, com 0%) completam a lista de postulantes.

Segundo turno

O Ipespe também fez simulações de segundo turno. Na maioria dos cenários em que Lula é mencionado, o petista obtém 50% das intenções. Numa disputa entre Lula e Bolsonaro, o ex-presidente tem 50% contra 32% do presidente. Na disputa entre Lula e Moro, o político vai a 52% e o ex-juiz, a 34%. Se a briga for entre Lula e Ciro, o primeiro vai a 49%, enquanto o segundo, a 29%. A disputa entre o petista e Doria dá 51% a 27% para o primeiro. Lula também tem 50% do eleitorado se disputar o segundo turno com Eduardo Leite, que obtém 28%.

Esposa de João Roma, Roberta acusa ACM Neto de trabalhar com ameaças; ”É pior que o avô”

/ Política

Roberta Roma dispara contra ACM Neto. Foto: Reprodução

Roberta Roma, mulher de João Roma, acusou o presidente do DEM, ACM Neto, de tentar destruí-la para que seu marido e atual ministro da Cidadania desista de disputar o governo da Bahia em 2022 e tente a reeleição para a Câmara. Ex-prefeito de Salvador, ACM Neto também concorrerá ao Palácio de Ondina.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, ela diz que o  ex-gestor tem ameaçado pessoas próximas a ela para que não a apoiem no ano que vem, quando pretende ser candidata a deputada federal.

“João se coloca ao lado de Bolsonaro. ‘Eu vou ser essa dita extrema-direita na Bahia’, que tem 70%, 80% de rejeição, mas esse 20% que é firme Bolsonaro vai colar em João Roma. Não vai ser ACM Neto. Tem 20% de Bolsonaro e João Roma, os 60% de Lula e Jaques Wagner, e ACM Neto fica com o quê?”, ela diz.

Em fevereiro, Roma e ACM Neto romperam longa aliança e amizade após o então deputado aceitar convite do governo Jair Bolsonaro para se tornar ministro, contrariando orientação do aliado.

”Ele não aceitou o crescimento de um amigo. Isso foi o mais doloroso. A gente acreditou muito nele. Quando João teve a oportunidade de crescer e brilhar, ele não foi grande. Trabalha com ameaças. Se não atender a minha vontade, eu cancelo, corto, demito, travo. É o império dele, o império baiano”, defende Roberta.

Segundo ela, o presidente do DEM, partido que está em processo de fusão com o PSL para formar a União Brasil, tem dito que os que votarem nela estarão contra ele.

”Trabalha com ameaças. ‘Se não atender a minha vontade, eu cancelo, corto, demito, travo’. É o império dele, o império baiano”, afirma. ”É pior que o avô [Antonio Carlos Magalhães (1927-2007), governador da Bahia e senador]. O avô tinha ética, ele não tem.”

Em uma coletiva de imprensa concedida na sexta-feira (29), ACM Neto disse que, desde que o antigo aliado passou a ocupar o posto de ministro, ambos não tiveram mais contato. O líder democrata, no entanto, afirmou não guardar mágoas. ”O futuro, não sei. Eu não sou uma pessoa refém de raiva, de magoa, de rancor, de ódio. Eu não sou uma pessoa que guarda sentimentos negativos no meu coração. Isso me faz bem como ser humano”, disse o ex-prefeito. As informações são do Metro1