ACM Neto garante que nova do vice de Zé Ronaldo pode chegar ao fim nesta terça-feira

/ Política

Neto fala de chapa majoritária. Foto: Matheus Morais/ bahia.ba

Ao que tudo indica a novela de escolha dos candidatos à vice e da segunda vaga ao Senado na chapa do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), ao governo da Bahia nas eleições de outubro deve ser concluída até a próxima quarta-feira (1º). A previsão é do prefeito de Salvador ACM Neto que não descartou nesta segunda-feira (30) que o anúncio aconteça já na terça (31): ”Hoje nós temos uma série de reuniões e amanhã também. Eu diria que é muito provável que talvez até a amanhã a gente possa ter uma definição”. ”Eu havia dito a vocês que logo depois que eu fechasse a aliança nacional eu fecharia a aliança local”, afirmou o presidente nacional do Democratas, segundo o site bahia.ba. Na oportunidade, ele rejeitou qualquer possibilidade de se afastar da Prefeitura da capital baiana para coordenar campanhas eleitorais. Questionado sobre a saia justa gerada pela adesão do PSL, do deputado federal Jair Bolsonaro, à chapa de José Ronaldo e a possibilidade do democrata ter de subir ao palanque de dois candidatos à Presidência da República, Neto preferiu se esquivar e deixar a decisão nas mãos do correligionário. ”Eu, ACM Neto, tenho um candidato à Presidência da República e vou trabalhar por ele, se chama Geraldo Ackmin. Em relação a palanques, José Ronaldo que é o candidato a governador é quem deve responder por isso”, afirmou.

Em convenção estadual do PSL, José Ronaldo chama Bolsonaro de ”cidadão determinado”

/ Política

Zé Ronaldo enaltece Jair Bolsonaro em convenção. Foto: Divulgação

Ao receber o apoio do PSL durante convenção neste domingo (29), o pré-candidato ao governo José Ronaldo (DEM), afirmou, em discurso, que o presidenciável da legenda, Jair Bolsonaro, é um ”cidadão que tem coragem” e ”é determinado”. Segundo o site bahia.ba, ele esteve no evento ao lado do vice-prefeito de Salvador Bruno Reis. ”Bolsonaro é um cidadão que tem coragem, é determinado, disposto para enfrentar um desafio desses de ser candidato à presidência da República. (O desafio) só enfrenta quem tem coragem, quem é determinado. Quem não é, não enfrenta mesmo”, elogiou. O democrata avaliou que o PSL é considerado um partido pequeno, com pouca representação parlamentar e horário de TV, o que dificulta a eleição. ”Mas eu não vejo nenhum outro grupo político que tem trabalho tão ativo, tão forte, tão espontâneo, tão guerreiro quanto é o de vocês. Há muito tempo que não vejo na política alguém ser recebido com tanta vontade, grito de guerra, etc., etc., etc., como vocês recebem o candidato que vocês apoiam. A luta de vocês é uma luta parecida com a minha. A minha também não tem poder econômico, não tem poderosos por detrás, minha vida inteira foi luta, de trabalho”, defendeu. O pré-candidato Bolsonaro participou por meio de um vídeo exibido durante a convenção. Na aparição, ele chama Ronaldo de ”nosso candidato ao governo do estado”, mas também critica o bloco de partidos chamado ”centrão”, que inclui o próprio partido de Ronaldo, o DEM, o qual apoia nacionalmente o pré-candidato Geraldo Alckmin (PSDB). ”Agora tem dois quadros: o centrão, que a nata da corrupção está lá, e aquela ‘esquerdalha’, que além de roubar nosso dinheiro, quer roubar nossa liberdade também, querem voltar ao . Do lado de cá, o patinho feio. Mas ao lado de vocês, será um patinho muito bonito até o dia 7 de outubro”,afirmou Bolsonaro. Por meio do Instagram, a presidente do PSL na Bahia e pré-candidata a deputada federal, Dayane Pimentel, chegou a chamar Alckmin de ”picolé de chuchu”, em uma publicação sobre o apoio do democrata. ”Se a nível nacional o DEM apoia Alckmin (picolé de chuchu), na Bahia – José Ronaldo disse: ”Em meu palanque Bolsonaro sobe!”, publicou. Questionado sobre a saia justa com a possibilidade de Ronaldo subir em dois palaques de candidatos à presidência, o presidente do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, preferiu se esquivar e deixar a decisão nas mãos do correligionário. ”Eu, ACM Neto, tenho um candidato à Presidência da República e vou trabalhar por ele, se chama Geraldo Ackmin. Em relação a palanques, José Ronaldo que é o candidato a governador é quem deve responder por isso”, afirmou, em evento na manhã desta segunda. Também no domingo (29), Ronaldo recebeu apoio do PV durante a convenção partidária.

Aldo Rebelo nega que esteja negociando composição de chapa com Geraldo Alckmin

/ Política

Aldo nega aliança com Geraldo Alckmin. Foto: Paulino Menezes

O ex-ministro Aldo Rebelo (Solidariedade) negou na manhã desta segunda-feira (30), que não está em negociação para compor a chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) ao Planalto para as eleições de 2018. ”Esta hipótese não está sendo considerada por mim”, afirmou Rebelo, que foi ministro da Defesa e dos Esportes nos governos do PT, ao Broadcast. Ele negou também que tenha sido procurado pelo ex-governador paulista. Desde a recusa de Josué Gomes (PR) ao posto de vice na chapa de Alckmin, o Centrão tem buscado outras opções para o posto. A Coluna do Estadão informou hoje que o nome de Rebelo é o mais cotado no grupo para ser indicado para a vice. Correm por fora ainda os nomes do ex-ministro Mendonça Filho (DEM) e da vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho (PP). Os três são do Nordeste, tratado nos bastidores como ”pré-requisito” para a composição. No sábado, o Solidariedade, partido de Rebelo, acertou em convenção o apoio à chapa tucana. No evento, líderes do partido voltaram a falar na eventual chapa de Alckmin com Aldo. ”Considero estas opiniões, mas creio que neste processo eleitoral cumpri meu expediente sendo pré-candidato”, disse. Com informações do Estadão

”De todos os erros, o PT foi o meu melhor”, diz o ator Pedro Cardoso, primo de Fernando Henrique

/ Política

Pedro Cardoso comenta situação política. Foto; Reprodução

O ator Pedro Cardoso, que há três anos vive em Portugal e agora está no Brasil para apresentar três espetáculos, comentou a situação política e social do país em entrevista à Folha de S. Paulo. ”Estou muito assustado com a instabilidade da confiança na democracia que se instalou no Brasil a partir da revelação da amplidão do roubo que a classe política e uma parte da elite econômica produzem no país”, disse ele à coluna de Mônica Bergamo, acrescentando que a democracia brasileira não é eficiente para evitar que o poder seja ”tomado de assalto”. Ele, entretanto, diz que a democracia é o caminho que deve ser seguido. ”Essa falha provoca a ilusão de que algum regime ditatorial pode consertar as coisas. O que conserta é o incremento da democracia, e não a instalação de alguma ditadura”, afirmou.

Pedro falou ainda sobre sua história com o Partido dos Trabalhadores.  ”Votei no PT a vida toda. Não tenho nenhuma ilusão. O PT cometeu crimes terríveis contra a democracia. Entretanto, também acho que o ódio ao PT como o único mal do Brasil não é o ódio ao PT. É um ódio à brasilidade, que o PT, ainda que simbolicamente, representa”, defendeu o ator. ”Acho que, de todos os erros, o PT foi o meu melhor erro. Olha as opções que eu tinha”, ponderou o artista, que é primo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, com quem diz ter uma relação fraternal. ”Conversamos sobre qualquer coisa. Ele compreende muito bem as razões de alguém votar no Lula. Como eu compreendo as razões de alguém votar nele. Não há conflito”, explicou Pedro Cardoso, sobre o convívio com FHC.

O ator comentou ainda o governo Temer, que considera ”uma calamidade absoluta” e questiona a responsabilidade da ascensão do emedebista à presidência. ”A culpa é de quem? Em grande parte é do PT! Que botou lá o Temer. E a outra parte é das pessoas que lutaram para tirar a Dilma. Não tem mocinhos nessa história. Só bandidos. Mocinho, só o povo”, defendeu Pedro Cardoso, que falou ainda sobre o papel da operação Lava Jato no contexto social hoje no país. ”Ela é portadora de uma verdade e ao mesmo tempo uma manipulação política. Acho que muitas pessoas envolvidas têm mais alegria em condenar o PT do que em condenar o PSDB”, disse o ator sobre a operação. ”Os dois partidos mais organizados ideologicamente no Brasil, o PT e o PSDB, têm suas lideranças envolvidas em casos de corrupção. Não podemos passar por isso como se fosse uma coisa acidental. Isso é o Brasil. E o Brasil tem que lutar para deixar de ser isso”, acrescentou.

Durante convenção, PSOL confirma Marcos Mendes como candidato ao governo da Bahia

/ Política

Marcos Mendes será candidato novamente. Foto: Reprodução

O PSOL confirmou na manhã deste domingo (29) Marcos Mendes como candidato da legenda ao governo do estado nas eleições de outubro. Em convenção do partido realizada na Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Salvador, o geólogo foi escolhido pela terceira vez para disputar o Palácio de Ondina. De acordo com o site Bahia Notícias, além de Mendes, a chapa majoritária psolista foi formada pelo professor Fábio Nogueira e a ialorixá Bernadete Souza como candidatos ao Senado. A candidata a vice-governadora na chapa é a integrante do Movimento dos Sem Teto da Bahia (MSTB) Mira Alves, conhecida como Dona Mira.

Convenção estadual do Partido Verde oficializa apoio a Zé Ronaldo e Jutahy Magalhães

/ Política

Zé Ronaldo discursa durante convenção. Foto: Divulgação

O Partido Verde baiano realizou sua Convenção Eleitoral neste domingo (29) e oficializou o apoio a candidatura do ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo (DEM) ao governo do estado e a candidatura de Jutahy Magalhães (PSDB) ao Senado Federal na chapa de oposição. O evento no Centro Cultural da Câmara Municipal em Salvador contou com a presença de Ronaldo, Jutahy e do vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM). O atual Ministro do Meio Ambiente e ex-deputado Federal baiano Edson Duarte também participou da cerimônia. ”A presença forte de representantes do interior e dos pré candidatos mostra que mesmo depois de um processo de desconstrução que durou dois anos, em dois meses conseguimos reconstruir o PV e apresentar candidaturas competitivas para retomar mandatos nas casas legislativas”, declarou Ivanilson Gomes, presidente do PV que também é pré-candidato a Deputado Federal. Para Edson Duarte, ”a eleição de parlamentares comprometidos com a agenda verde da sustentabilidade é essencial para não permitirmos retrocessos, além de acelerar o pais no caminho do desenvolvimento sustentável”. Entre os candidatos aprovados estão além do ex-secretario da Cidade Sustentável de Salvador e atual presidente do PV Baiano Ivanilson Gomes, os ex-deputados federais Edgard Mao Branca e Sergio Carneiro, o conselheiro da OAB Waldir Santos, o forrozeiro Targino Gondin. Para deputado estadual a lista tem nomes como os vereadores de Salvador Sabá, Paulo Magalhaes Jr, a vereadora de Serrinha Edylene Ferreira, a advogada Andrea Marques conselheira da OAB. Com informações do Bahia Notícias

Rede Sustentabilidade confirma Célia Sacramento como candidata ao governo da Bahia

/ Política

Célia é candidata a governadora. Foto: Alan Tiago Alves/G1

A Rede Sustentabilidade confirmou, em convenção estadual neste sábado (28), em Salvador, o nome de Célia Sacramento como candidata ao governo da Bahia nas eleições 2018. A ex-vice-prefeita de Salvador foi escolhida por aclamação pelos filiados que participaram do evento, no Auditório do Centro Empresarial Iguatemi. Célia disputará o cargo de chefe do executivo estadual pela primeira vez. O candidato a vice-governador na chapa é o empresário José Itamário, natural de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. No discurso, Célia citou que o Brasil e a Bahia possuem altas taxas de desemprego, escassez de moradia, disse que há falta de investimento em educação e saúde, falta de políticas públicas para a juventude e criticou o que chamou de ”abandono no semiárido e dos pequenos agricultores familiares”. ”Só através da política é que vamos conseguir fazer as transformações, mas o problema é que quem está na política se preocupa mais com interesses pessoais do que com o interesse coletivo. Temos de um lado uma minoria com tudo e, de outro, uma maioria sem nada, totalmente excluída. Estamos falando da juventude, das pessoas com deficiência, das pessoas da terceira idade e, principalmente, das mulheres”, destacou. Célia ainda disse que o problema da política, atualmente, não é falta de dinheiro e que é preciso ‘trabalhar em rede” para mudar os rumos da gestão pública. ”O grande problema da política é falta de gestão. A Rede propõe dialogar com todas as pessoas, não importa a religiosidade, a cor da pele. Precisamos focar no mais importante: o ser humano. Propomos uma política integrada, trabalhando diretamente com as pessoas. É política para atender aos interesses do coletivo”, completou.

Rede incluiu o nome do ator Marcos Palmeira na lista de possíveis vices de Marina Silva

/ Política

Marcos Palmeira pode ser o vice de Marina. Foto: Portal iG

A Rede incluiu o nome do ator Marcos Palmeira na lista de possíveis vices de Marina Silva no caso de uma chapa pura do partido na corrida pelo Planalto. Segundo o porta-voz da sigla, Pedro Ivo Batista, o nome de Palmeira é um dos preferidos da base do partido. São aventados como possíveis vices internos ainda o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e o economista Ricardo Paes de Barros. Palmeira, que é filiado à legenda, é um apoiador conhecido da pré-candidata desde a primeira vez que ela tentou chegar ao Planalto, em 2010. Atualmente, o ator é parte do elenco de ”Intervenção”, filme de Rodrigo Pimentel, um dos autores dos livros que inspiraram a franquia ”Tropa de Elite”. A Rede, porém, ainda não descarta a formação de alianças nacionalmente. Segundo a coordenação de campanha, a expectativa é que as decisões sejam finalizadas nesta semana, antes da convenção nacional no dia 4 de agosto, que oficializará o nome de Marina Silva como candidata à presidência. O partido mantém conversas com Pros, que ofereceu como vice o ex-deputado Maurício Rands, e o PHS, que colocou o advogado criminalista Castellar Modesto à disposição da ex-senadora. PMN e Podemos (que tem como pré-candidato o senador paranaense Álvaro Dias) também estão no radar da sigla.  Além disso, nesta quinta-feira (26), Marina Silva se encontrou com o presidente do PV, José Luiz Penna, em São Paulo.

Fechado com Geraldo Alckmin, presidente nacional do PP afirma que votaria em Lula

/ Política

Ciro Nogueira diz que votaria em Lula. Foto; Reprodução

Apesar do PP já ter declarado seu apoio, ao lado do centrão, ao pré-candidato tucano Geraldo Alckmin (PSDB), o presidente da sigla, Ciro Nogueira, afirmou que votaria no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), caso ele fosse candidato à Presidência da República. De acordo com a revista Valor, Ciro Nogueira falou sobre a aliança entre ele, Lula e o governador Wellington Dias (PT) do Piauí. ”Temos uma aliança lá com o governador Wellington Dias (PT), temos uma proximidade muito grande com o presidente Lula. Estamos esperando a definição. Se o presidente vier a ser candidato, nós votaríamos no presidente Lula lá”, disse ao jornal.

Pré-candidato a governador, José Ronaldo recebe título de Cidadão da cidade de Itabuna

/ Política

Zé Ronaldo recebe título de Cidadão Itabunense. Foto: Divulgação

”Aumenta ainda mais minha responsabilidade com Itabuna e o Sul da Bahia”. Foi dessa forma que o pré-candidato a governador pelo Democratas, José Ronaldo, agradeceu o título de Cidadão Itabunense, concedido pela Câmara Municipal. A entrega da comenda, proposta pelo presidente da Casa, vereador Chico Reis, aconteceu na noite desta quinta-feira (26), na Associação Atlética Banco do Brasil, em evento com muita participação popular. Segundo Chico Reis, o título de cidadão itabunense para José Ronaldo é uma homenagem justa ao ex-prefeito de Feira de Santana que sempre foi parceiro de Itabuna e da região Sul do estado. ”José Ronaldo é um homem honrado e que sempre trabalhou por Itabuna, quando foi deputado estadual, federal e prefeito da UPB (União dos Municípios da Bahia). É uma homenagem justa e sei que aumenta a responsabilidade dele para com a nossa cidade. Como sempre fez, irá honrar a confiança do povo e devolverá para nossa cidade serviços de qualidade”. Acompanhado do pré-candidato ao senado, Jutahy Junior, José Ronaldo disse que a região precisa retomar o caminho do desenvolvimento. Ele criticou as obras prometidas pelo governo do PT e que ficaram apenas ”nas famosas ordens de serviço que não saem do papel”. ”Promessas como a duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna, construção de barragem sem adutora, fechamento do Hospital Regional, piorando o atendimento de saúde na região Sul, tudo isso cansa o povo”. Segundo o ex-prefeito de Feira de Santana, o abandono da saúde pública e a eterna fila da regulação são problemas que já não são mais suportados pela população. ”O governo do PT em 12 anos praticamente não construiu novas escolas. Esse descaso com a população tem que acabar”.

ACM Neto pode coordenar campanha de Alckmin e troca de ser ministro da Casa Civil

/ Política

ACM Neto declara apoio a Geraldo Alckmin. Foto: Reprodução

Correligionários dizem que, se ACM Neto (DEM) topar virar o coordenador geral da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República terá dado um passo decisivo para virar ministro da Casa Civil do próximo governo, no caso de o tucano se tornar vencedor. A posição seria ideal para ele voltar à Bahia como candidato ao governo em 2022, na hipótese de o governador Rui Costa (PT) se reeleger. Antes de assumir o desafio, o democrata precisa, no entanto, se licenciar da Prefeitura, o que levaria seu vice, Bruno Reis (DEM), a ascender ao posto de prefeito de Salvador nos próximos três meses. Virando ministro, Neto teria que renunciar, o que possibilitaria a Bruno efetivar-se no mandato de prefeito, pelo qual concorreria à reeleição no cargo em 2020. O prefeito ainda resiste à ideia, alegando que não quer abandonar a campanha de José Ronaldo (DEM) ao governo da Bahia.

PT descarta Josué Gomes, do PR, como vice de Lula nas eleições 2018, diz Gleisi Hoffmann

/ Política

Gleisi Hoffmann descarta aliança com PR. Foto: Ricardo Stuckert

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, descartou nesta quinta-feira (26), uma possível aliança com o PR nas eleições 2018 para incluir Josué Gomes (MG) na chapa como vice do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Operação Lava Jato. “Não tem como ele hoje compor uma chapa conosco, o partido já se definiu que vai apoiar o (Geraldo) Alckmin”, afirmou a senadora na saída da sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde ela esteve reunida com o ex-presidente durante a tarde. Segundo Gleisi, Lula e Josué são amigos e o petista “ficou feliz” com a recusa do político em ser vice de Geraldo Alckmin (PSDB) na campanha presidencial. Josué é filho do ex-vice-presidente de Lula, José Alencar, morto em 2010. A aliança com o PT chegou a ser aventada, mas o PR acabou fechando acordo, juntamente com o chamado Centrão, ao lado de Alckmin. “Ele respeita a posição do Josué”, disse Gleisi sobre a fala do ex-presidente. A senadora disse ainda que esteve com Lula para tratar de detalhes de reuniões que o partido tem feito em torno de alianças, principalmente em busca dos apoios de PSB e PCdoB. “Ele acha que é importante a formação de uma frente de esquerda, inclusive para governar o país depois, e está de acordo com o que o partido está fazendo”, relatou a presidente do PT. Segundo ela, a prevalência é pelo projeto nacional, mesmo que as alianças custem a retirada de candidaturas próprias nos Estados, como no caso de Pernambuco, em que a petista Marília Arraes é pré-candidata ao governo, mas a sigla estuda aliança com o PSB de Paulo Câmara. De acordo com a senadora, o fato de Lula estar no centro das discussões políticas já o coloca como o principal pré-candidato à Presidência nas eleições 2018. “Não dá para discutir política e eleição sem Lula, essa é a realidade”, declarou Gleisi.

Rui Costa define chapa majoritária completa para eleição deste ano com vagas para PR e PRP

/ Política

Rui Costa define últimas vagas da chapa. Foto: Blog Marcos Frahm

O governador Rui Costa definiu as últimas vagas na sua chapa para a eleição deste ano, com vagas para o PR e o PRP. A ex-prefeita de Sebastião Laranjeiras, Luciana Leão Muniz (PR), e a advogada Dra. Luciana (PRP), serão as segundas suplentes dos pré-candidatos ao Senado, Jaques Wagner e Angelo Coronel (PSD), respectivamente. Além deles, ficam na primeira suplência de Wagner o deputado federal Bebeto Galvão (PSB), conforme o site Bahia Notícias e, na primeira suplência de Coronel, o presidente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães.

Preso há mais de 100 dias, Lula lidera VoxPopuli com 41% dos votos para presidente

/ Política

Preso, Lula continua liderando pesquisa. Foto: Ricardo Stuckert
Se enganou quem apostou que o embate entre o desembargador Rogério Favreto e a turma do juiz Sergio Moro, por causa do habeas corpus pela liberdade de Lula, causaria impacto negativo na imagem do pré-candidato do PT à Presidência. Pelo menos é o que mostra a pesquisa VoxPopuli divulgada nesta quinta (26). Nela, Lula aparece com 41% das intenções de voto e vence todos os adversários no segundo turno com pelo menos 50% do eleitorado. Lula está preso há mais de 100 dias em Curitiba, em decorrência do caso triplex. A pesquisa foi realizada entre 18 e 20 de julho, e aferiu que o ex-presidente oscilou para cima, mas dentro da margem de erro (que é de 2,2 pontos), em relação à pesquisa de maio.