”Eu fui cheirador de cocaína”, admite o presidente da Câmara de Feira de Santana, Fernando Torres

/ Política

Fernando Torres admite ter usado cocaína. Foto: Ascom / Câmara

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, Fernando Torres (PSD), surpreendeu quem assistia a sessão ordinária desta terça-feira (28), ao admitir que já fez uso de cocaína.

Segundo ele, que é ex-deputado federal e possui uma rede de postos de gasolina na cidade, a situação não seria nenhuma novidade para os demais colegas: ”Todo mundo sabe disso, não é segredo para ninguém. Foi um erro que aconteceu na minha vida no passado e só prejudicou a mim”.

A afirmação, feita no plenário, aconteceu como uma resposta de Torres à publicação de um jornalista local, que enumerou, entre o quadro de vereadores da Casa, três vereadores que seriam gays.

”No passado eu fui cheirador de cocaína e vi que o caminho não era esse”, relembrou, acrescentando que teria “o maior prazer” de se afirmar enquanto membro da comunidade LGBTQIA+, caso fosse.

Fernando Torres considerou ”um absurdo” a informação divulgada. E ainda sugeriu que os demais colegas do Legislativo deveriam fazer ”um teste” com a companheira do profissional.

A fala de Torres foi acompanhada por outras declarações homofóbicas de colegas, como a de Paulão do Caldeirão (PSC), que disse, por motivos religiosos, não concordar com orientações sexuais fora do espectro heterossexual. As informações são do site Bahia Notícias

Governador Rui Costa defende abertura de CPI do MEC: ”Precisa ser apurado com rigor”

/ Política

Rui Costa durante o Papo Correria. Foto: Mateus Pereira/GOVBA

No Papo Correria desta terça-feira (28), o governador Rui Costa disse que defende a ”apuração rigorosa” da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do MEC no Senado e que não gosta quando mistura política com religião.

”Tudo precisa ser apurado com rigor. Essa história de cobrança para se ter escola, para se ter creche, ter que pagar barra de ouro, tá pastor envolvido no meio. Eu não gosto quando se mistura política e religião. Acho que é indevida a mistura, é inadequada a mistura… Vem dar confusão e indícios fortes de irregularidades e, portanto, eu sou a favor de se apurar absolutamente tudo e se garanta a transparência das informações”, disse.

O governador Rui Costa também voltou a fazer crítica ao governo federal e mostrar seu apoio ao pré-candidato a governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues. Segundo Rui, ele será o novo ‘correira’.

”Pois ele não para [Jerônimo], um correria dobrada. Essa concorrência é desleal porque não tive sorte. Depois que tiraram a Dilma [Rousseff], tiveram dois presidentes que não gostam da Bahia, não gostam do Nordeste, e eu tive que governar e correr sozinho. Ele vai ter a correria, com fé em Deus, do presidente Lula e vai poder acelerar muito mais, com fé em Deus”.

”Não poderia ter terminado numa entrevista”, afirma Cacá sobre aliança entre PT e Leão

/ Política

Cacá é pré-candidato a Senado. Foto: Romulo Faro / bahia.ba

”Uma história que foi construída ao longo de uma vida, não poderia ter terminado numa entrevista de rádio”, disse Cacá Leão (PP), pré-candidato ao Senado Federal na chapa de ACM Neto (União Brasil), ao lamentar a forma como o Partido dos Trabalhadores tratou o vice-governador e ex-aliado, João Leão (PP). Em entrevista à Rádio CBN Salvador, realizada nesta terça-feira (28), o progressista reforçou que o PP nunca deu nenhum motivo para o PT tratar o vice com ”descaso”.

”Quando você respeita as pessoas, você respeita a história das pessoas, mesmo que a decisão seja dura e difícil de ser tomada, você deve comunicar a essa pessoa. Tem que chamar a pessoa e dizer que não da para seguir com o combinado. Política as vezes exige isso, mas você ir a um rádio dar uma notícia e ainda dizer que não comunicou às pessoas antes porque não gostaria que essa notícia fosse vazada, é uma demonstração de falta de confiança muito grave”, disse, segundo publicação do site bahia.ba.

Declaração de Cacá foi relacionada a entrevista do senador Jaques Wagner (PT) à Metrópole, no início do último mês de março, quando comunicou o cancelamento do acordo com o PP. Alinhamento colocaria o vice João Leão como governador até o fim do ano, após Rui Costa (PT) deixar o cargo para disputar uma vaga no Senado Federal, e o senador Otto Alencar (PSD) a vaga de governador.

”O PP nunca deu nenhum tipo de motivo nem fez nenhum tipo de ruído.[…] Tenho convicção que o nosso partido e o vice João Leão sempre foram muito leais ao projeto. Houve uma discordância não só na atitude, como também na forma que foi comunicado”, afirmou Cacá.

 

João Roma rechaça Dra. Raíssa não ser candidata ao Senado: ”Interessante para quem?”

/ Política

Dra. Raíssa será candidata ao Senado. Foto: Reprodução

O deputado federal João Roma (PL) rechaçou, no início da tarde desta segunda-feira (27), a possibilidade de Dra. Raíssa (PL) não ser a candidata ao Senado em sua chapa majoritária para as eleições de 2022. O pré-candidato ao governo do estado contestou a ideia de que uma candidatura da médica à Câmara dos Deputados poderia ser mais interessante eleitoralmente para o grupo.

”Interessante para quem? Interessante talvez para alguém que queira o lugar dela no Senado. Dra. Raíssa é uma mulher corajosa, de muito valor, que tem feito a diferença. Eu acho que ela já está colocando muito marmanjo na Bahia com as pernas tremendo, porque, por onde Dra. Raíssa tem passado, eu tenho visto a percepção da população junto ao que ela fala, junto ao que ela representa”, afirmou Roma, em entrevista ao Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM.

Segundo Roma, o PL já tem bons nomes para a disputa pela Câmara dos Deputados e para a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), não havendo a necessidade de Dra. Raíssa abandonar sua pré-candidatura ao Senado para virar puxadora de votos na chapa proporcional.

”Temos uma chapa muito boa no PL, tanto para deputado federal quanto para deputado estadual e Dra. Raíssa vai fazer toda a diferença nessa caminhada. Ela tem sido parceira minha durante muitas dessas visitas que temos feito em conjunto e ela encarna esse sentimento de mudança. E mais ainda: no espaço de mulheres de valor, corajosas, com muita competência e que estão preparadas para fazer a diferença e enaltecer o nome da Bahia, para que a Bahia volte a ter protagonismo nacional”, finalizou o pré-candidato. Com informações do site Bahia Notícias

Prefeito de Maracás recepciona Euclides Fernandes e Antonio Brito durante festa de São João

/ Política

Antonio Brito, Soya, Euclides e o vice Samuel. Foto: Divulgação

O prefeito de Maracás recepcionou, no palco oficial dos festejos juninos da cidade, na noite de sexta-feira (24) os deputados Euclides Fernandes [estadual] e Antonio Brito [federal]. Os parlamentares foram prestigiar a festa de São João, tendo presenciado o show do forrozeiro Chambinho do Acordeon, principal atração da noite.

O São João Quente na Terra do Frio segue até domingo (26), com shows musicais na Praça Rui Barbosa de vários artistas. ”Após dois anos sem a realização dos festejos, voltamos a fazer nossas visitas as cidades da região e celebrar o São João”, disse o deputado Euclides.

”Vou voltar como governador a partir de 2023”, diz Jerônimo em festa junina de Gandu

/ Política

Prefeito Léo de Neco recebe Jerônimo. Foto: assessoria

Dando continuidade à maratona junina, o pré-candidato ao governo do estado Jerônimo Rodrigues (PT) foi ao município de Gandu, nesta sexta-feira (24). No evento, ele disse que ”faz questão de voltar como governador a partir de 2023”.

”O São João da Bahia é o maior e melhor do Brasil, não dá para ficar apenas em um ou dois municípios, então a maratona continua até terça-feira (28), com pelo menos 15 cidades no roteiro. A festa em Gandu foi muito animada e vou fazer questão de voltar como governador a partir de 2023”, disse Jerônimo, que foi recebido pelo prefeito Léo de Neco.

Gandu é a 4º cidade, em três dias, a receber a visita do indicado de Rui Costa para sucedê-lo com apoio de Lula. Jerônimo percorreu as ruas da cidade do Baixo Sul do estado no Arrastão do Sabiá, uma festa tradicional que volta a acontecer após dois anos de interrupção por conta da pandemia.

ACM Neto promete ”impulsionar geração de emprego e renda com calendário de eventos”

/ Política

Pré-candidato ao Governo. Foto: assessoria/ACM Neto

O pré-candidato a governador do estado pelo União Brasil, ACM Neto, participou de três festas de São João na quinta-feira (23), em Senhor do Bonfim e em Campo Formoso, e comentou sobre ”a alegria dos baianos em ter o calendário junino de volta” e sobre “a importância dele para movimentar a economia do interior do estado.”

”A gente tem que aproveitar a força da nossa cultura, das nossas festas. Esse é um patrimônio nosso, da Bahia e dos baianos. O Carnaval é um exemplo do que um grande evento pode representar para a movimentação da economia, para a geração de empregos. Mais do que isso, movimenta a economia durante o ano todo, porque não é apenas no momento da festa, gera também eventos antes e depois”, disse ACM Neto em entrevista coletiva em Campo Formoso.

Em Senhor do Bonfim, ele se encontrou com o prefeito Laércio Júnior (União Brasil), e em Campo Formoso, se reuniu com o prefeito Elmo Nascimento e o deputado federal Elmar Nascimento (União Brasil).

ACM Neto afirmou que, ”assim como ocorreu” na sua gestão em Salvador, ”quando a cidade ganhou uma rotina de eventos ao longo do ano”, a Bahia pode ter um ”calendário perene”, movimentando vários municípios.

”Carnaval e São João são dois grandes exemplos do que é possível fazer pela cultura da Bahia. No caso do São João, a gente vê a festa espalhada por todo o estado. Então, que isso sirva de motivação para que a gente tenha um ano inteiro de calendário de eventos do nosso estado não só vinculados ao carnaval, mas a toda essa expectativa de festas que o interior da Bahia pode ter”, disse o pré-candidato.

General Walter Braga Netto lidera apostas para vice de Bolsonaro, mas com menos folga

/ Política

O general Walter Braga Netto é cotado para vice. Foto: Reprodução

Se por um lado o presidente Jair Bolsonaro elegeu como seu ”plano A” o general Walter Braga Netto para a vice, por outro o Centrão tenta desde sempre convencer o mandatário de que o ideal é um político na vaga — de preferência, alguém com potencial para reduzir a rejeição do presidente em certos nichos do eleitorado, como as mulheres ou os nordestinos. A informação é da ”Veja”.

De acordo com a publicação, a mais nova aposta é a ex-ministra da Agricultura Tereza Cristina, que pretende concorrer ao Senado por Mato Grosso do Sul. Nos bastidores, coordenadores da campanha à reeleição, como Ciro Nogueira e Valdemar Costa Neto, preferem Tereza a Braga Netto, mas ninguém crava quem será o escolhido.

”Hoje, a cotação da ministra Tereza, que era próxima a zero, digamos que subiu para 30%”, disse um auxiliar do presidente envolvido na campanha eleitoral.

Datafolha: Lula mantém vantagem entre católicos, e Bolsonaro, entre evangélicos; veja evolução

/ Política

Pesquisa mostra cenário entre Lula e Bolsonaro. Foto: Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o atual mandatário, Jair Bolsonaro (PL), lideram a corrida eleitoral para a Presidência em 2022.

Abaixo, veja como os dois estão evoluindo nas intenções de voto espontâneas ​entre católicos e evangélicos, segundo as últimas pesquisas Datafolha —não é possível comparar as respostas estimuladas porque os pré-candidatos mudaram ao longo do tempo.

A rodada mais recente indica que Lula manteve a vantagem no primeiro grupo religioso: 42% dos católicos o preferem, enquanto 20% escolhem Bolsonaro. O presidente, por outro lado, continuou na dianteira no segundo grupo: 36% dos evangélicos pretendem votar nele, ao passo que 28% optam pelo petista.

Para se ter ideia, 50% do eleitorado se declara católico e 27%, evangélico, segundo o próprio Datafolha. Outras religiões não foram consideradas porque as bases de dados de intenção de voto são muito pequenas.

A última pesquisa foi feita com 2.556 eleitores acima dos 16 anos em 181 cidades de todo o país, nesta quarta (22) e quinta-feira (23). Ela foi contratada pela Folha e está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-09088/2022.

A margem de erro total do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou menos. Mas na segmentação por religião ela muda para: católicos (2,8 pontos) e evangélicos (3,9 pontos).

Júlia Barbon, Folhapress

No São João, Cacá Leão destaca necessidade de projetos de irrigação; ”revitalizar perímetros”

/ Política

Pré-candidato na cidade de Ponto Novo. Foto: assessoria Cacá Leão

Em Ponto Novo, na quinta-feira (23), o pré-candidato ao Senado pelo Progressistas, deputado federal Cacá Leão, afirmou que é necessário discutir sobre projetos de irrigação e a sua operação técnica na região, o que, de acordo com o pré-candidato, geraria ”empregos e capacitação no município”. Cacá ressaltou, também, a importância da agricultura familiar.

”É uma alegria poder receber este importante apoio que, com certeza, fortalece muito nossa caminhada. Ponto Novo pode muito mais e vamos trabalhar para revitalizar os nossos perímetros irrigados. Eu sei que as empresas estão indo embora, e eu vou ajudar a trazê-las de volta para gerar emprego e renda para o povo”, disse Cacá, junto com o prefeito Thiago Gilleno (PSD).

À noite, Cacá Leão e ACM Neto (UB), pré-candidato a governador, estiveram no São João de Senhor do Bonfim, ao lado de lideranças políticas da região e do povo do município.

Ao comentar prisão de ex-ministro da Educação, Jerônimo diz que Neto se omite do debate nacional

/ Política

Jerônimo provoca ACM após prisão de Milton. Foto: Reprodução

Ex-secretário estadual de Educação e pré-candidato ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT) provocou o rival ACM Neto (UB) ao comentar a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, ocorrida nesta quarta-feira (22) pela Polícia Federal.

”Um ex-ministro da Educação deixou o Brasil em circunstâncias duvidosas após uma série de denúncias. Outro nem chegou a tomar posse no cargo porque mentiu no currículo. Agora, a Polícia Federal prende Milton Ribeiro em investigação sobre corrupção”, declarou o petista, citando Abraham Weintraub (PMB), que foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por improbidade administrativa e Carlos Decotelli, que não assumiu a pasta após serem apontadas incoerências em seu currículo profissional.

Ao mencionar os escândalos, Jerônimo criticou ”a forma que o atual presidente trata a educação” e afirmou que Neto “por medo ou vergonha, mais uma vez se omite do debate nacional”. ”Para ele, tanto faz quem vai ser o próximo presidente?”, questionou o ex-secretário de Rui Costa (PT), insinuando aproximação do ex-prefeito de Salvador com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

”Eu tenho lado, tenho muito orgulho de fazer parte do time de Lula”, concluiu Rodrigues.

Indicação do PT para a suplência de Otto Alencar quer reforçar chapa no Oeste ou no Extremo-sul

/ Política

Chapa governista ainda não definiu suplente. Foto: Rede social

O indicativo do PT em ocupar a vaga de suplente de Otto Alencar (PSD) tem uma estratégia eleitoral por trás do movimento. Anteriormente, outros partidos da base já sinalizaram o interesse no espaço. Além do PV (veja aqui), o PCdoB (relembre aqui) já indicou a possiblidade do nome do vereador de Salvador Augusto Vasconcelos ocupar o posto (reveja mais e mais).

Lideranças do PT apontaram ao Bahia Notícias que há uma preocupação de fortalecer em alguma região que a legenda ”tenha mais dificuldade”, incluindo as regiões Oeste e Extremo-sul, onde os também pré-candidatos ao governo, ACM Neto (União) e João Roma (PL) têm boas bases de voto. Dessa forma, um nome petista dessas regiões pode ser escolhido para ser o suplente de Otto, aumentando o apelo da chapa encabeçada por Jerônimo Rodrigues nas localidades.

Além disso, nos bastidores petistas é debatido sobre a possibilidade de que um ex-prefeito de uma das regiões seja o indicado para ocupar o espaço. Existiria um desejo interno para que, como forma de robustecer ainda mais os votos nessas regiões, um ex-mandatário de uma grande prefeitura fosse o escolhido.

SUPLÊNCIAS DO PSD

A relação do PT e o PCdoB com a suplência é antiga. Os comunistas já ocupam uma vaga na suplência de um senador com mandato. Nas eleições de 2018, o ex-deputado federal e atual secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães, foi escolhido suplente do senador Ângelo Coronel (PSD). Com informações do site Bahia Notícias

Em Juazeiro, Jerônimo propõe governança coletiva para ”reconstruir o Brasil junto com Lula”

/ Política

Jerônimo Rodrigues durante PGP em Juazeiro. Foto: Divulgação

Pré-candidato ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT) destacou a importância da participação popular e do diálogo entre diferentes esferas políticas na gestão pública, durante plenária de seu Programa de Governo Participativo (PGP), em Juazeiro, nesta sexta-feira (17).

”Nós sabemos o nosso lugar e não vamos governar sozinhos. Vamos governar com deputados e deputadas, vamos governar com prefeitos e vereadores, mas vamos governar principalmente junto com o povo”, disse o petista em palanque ao lado de Geraldo Júnior (MDB), presidente da Câmara Municipal de Salvador e pré-candidato a vice-governador em sua chapa.

”Essa agenda é de planejamento, mas também tem que ser de governança a partir de 2023. Nós vamos reconstruir o Brasil junto com Lula e recolocar o povo e os movimentos sociais no seu devido lugar”, defendeu o ex-secretário de Educação.

”Eles destruíram tudo. Nossos direitos estão derretendo feito pedra de gelo fora do congelador. Nossa reação precisa estar à altura da nossa indignação diante da fome, da miséria, do desemprego e da inflação absurda. As eleições deste ano são a nossa chance de reagir democraticamente e reconstruir o Brasil. Nós temos lado e estamos com Lula para que nosso povo volte a ter dignidade, trabalho, dinheiro no bolso e comida na mesa”, concluiu Jerônimo, indicado do governador Rui Costa (PT) para a sucessão no Executivo baiano.

”A condição das pistas na região do Sisal é a pior possível, deixaram estradas se acabarem”, diz Neto

/ Política

ACM visita regiões do Sisal e da Bacia do Jacuípe. Foto: Reprodução

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) disse neste sábado (18) que é inaceitável a condição das rodovias estaduais nos territórios do Sisal e da Bacia do Jacuípe. Essa tem sido uma reclamação constante dos moradores e das lideranças ao longo da agenda do ex-prefeito nessas regiões, iniciada na sexta-feira (17).

Foi o caso em Pé de Serra, onde Neto realizou ato político na manhã deste sábado. A BA-233, que liga a cidade à BR-324, rodovia federal que corta a região, encontra-se em más condições. ”Onde já se viu, uma estrada como essa da chegada de Pé de Serra, toda cheia de buracos? Com uma ponte em que só passa um carro por vez, e onde tantas vidas foram ceifadas em acidentes”, reclamou o ex-prefeito Antônio Joison (União Brasil).

”Quando a gente olha para essa região, a condição das estradas é a pior possível. Eles deixaram as estradas se acabarem nesses 16 anos. Um governo decente não pode aceitar a situação em que se encontra a estrada que liga Pé de Serra à BR-324. Toda esburacada, sem manutenção, sem cuidado. É inaceitável a condição de todas essas estradas. Precisamos de um governo que entenda a necessidade de uma estrada melhor”, disse Neto no discurso em Pé de Serra.

A mesma reclamação surgiu nos atos em Valente e São Domingos, já que a BA-416 também encontra-se esburacada. Nesse caso, aliás, a obra de requalificação já teve ordem de serviço por parte do governo do estado, mas até o momento não foi iniciada. “As estradas aqui são o maior problema. Estão com buracos tamanho G, isso sim. Eu desafio apresentar um quebra mola feito nessa cidade com recurso do estado, uma obra de infraestrutura feira em toda a região”, reclamou o ex-prefeito de São Domingos, Izaque Júnior (Republicanos).

O problema também veio à tona em Retirolândia, já que a BA-120, que liga a cidade às vizinhas Valente e Conceição do Coité também está em más condições. O trecho da mesma rodovia, porém entre os municípios de Coité a Riachão do Jacuípe e de lá até a ligação com a BR-324 também encontra-se esburacado.

Agenda
Neste sábado (18), a agenda de ACM Neto e Cacá Leão tem ainda três cidades da região do Sisal: Cansanção, Queimadas e Santaluz. No domingo (19), o compromisso será em Barrocas, também no Sisal.