PT quer barrar reeleição de Nilo estuda judicializar eleição à presidência da ALBA, diz Rosemberg Pinto

/ Política

Rosemberg foi derrotado na disputa pela AL-BA
Rosemberg foi derrotado na disputa pela ALBA. Foto: Divulgação

O PT irá explorar todos os recursos para barrar a reeleição do presidente da Assembleia Legislativa (AL-BA), Marcelo Nilo (PDT). Nem que, para isso, haja a judicilialização do processo, segundo o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT). Em último momento, a bancada do PT foi orientada a se retirar para não “pactuar” com o processo de eleição da Mesa Diretora, por considerá-la “inconstitucional”. Rosemberg disse que Nilo utiliza de “artifícios” a seu favor. “Ele colocou um dia para votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que regula a reeleição somente no mesmo período. Contudo, antes da votação, chamou vários deputados ao seu gabinete e os ameaçou para que eles não votassem naquele processo. Não podemos pactuar com isso”, afirmou Rosemberg.

Pedro Tavares assume liderança do PMDB na AL-BA

/ Política

Parlamentar foi reeleito deputado estadual com quase 80 mil votos
Tavares foi reeleito com quase 80 mil votos. Foto: Divulgação

Em cerimônia realizada na manhã desta segunda-feira (02), no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o peemedebista Pedro Tavares tomou posse para o seu segundo mandato como deputado estadual. Reeleito com quase 80 mil votos, o parlamentar assume também a liderança da bancada do PMDB na Assembleia Legislativa, composta por seis deputados. Tavares assume a liderança em substituição ao ex-deputado Luciano Simões. O peemedebista fez questão de agradecer novamente a confiança de todos os eleitores, e reafirmou o seu compromisso para o próximo pleito. ”É com muita alegria que agradeço a todos os baianos que confiaram em mim e me deram mais essa oportunidade. Vou continuar trabalhando incansavelmente para honrar os votos recebidos e defender os interesses do povo no parlamento estadual”, disse.

Pela quinta vez consecutiva, Marcelo Nilo presidirá a Assembleia Legislativa da Bahia

/ Política

Nilo é eleito presidente com 51 votos. Foto: Divulgação
Nilo é eleito presidente com 51 votos. Foto: Divulgação

O deputado estadual Marcelo Nilo (PDT), foi eleito presidente da Assembleia Legislativa da Bahia com 51 votos dos 63 deputados, durante eleição realizada nesta segunda-feira (2). O pedetista chegou ao seu quinto mandato consecutivo no cargo após a desistência do seu concorrente, o petista Rosemberg Pinto, que alegou inconstitucionalidade na reeleição e prometeu recorrer à justiça para anular o pleito. A nova mesa diretora também foi eleita e será composta pelos seguintes parlamentares: Adolfo Menezes (1º vice), Tom Araújo (2º vice), Carlos Geílson (3º vice), e Sgto Isidório (4º vice); Leur Lomanto (1º secretário), Aderbal Caldas (2º secretário), Fabrício Falcão (3º secretário) e Sidelvan Nóbrega (4º secretário). São suplentes Targino Machado, Angela Souza, Marquinhos Viana e Adolfo Viana.

Marcelo Nilo é favorito na eleição para presidência da Assembleia Legislativa nesta segunda

/ Política

Nilo garantiu apoio até da oposição
Marcelo Nilo garantiu apoio até da oposição. Foto: Divulgação

As eleições para a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia ocorrerão nesta segunda-feira (02), e os candidatos Marcelo Nilo (PDT) e Rosemberg Pinto (PT), ambos da base governista, seguem firmes com suas articulações nesta reta final. Apesar de ser dada como certa a reeleição de Nilo, que, caso eleito, partirá para o quinto mandato consecutivo, completando dez anos no posto, Rosemberg afirma que já se sente vitorioso por ter aberto debate sobre a necessidade de alternar o poder no Legislativo baiano. Nos bastidores, o clima é de acirramento e correria para os próximos cinco dias. Há quem diga que o fato de o voto ser secreto está causando tensão entre os candidatos, sobretudo, devido a uma possível reviravolta dos colegas governistas na hora da votação. Tanto o fim da reeleição quanto a retirada de Nilo do cargo já eram assuntos que vinham sendo discutidos internamente por petistas. A decisão de lançar o parlamentar do PT foi unânime por parte do diretório estadual da sigla.  O governador Rui Costa (PT) já garantiu que não irá interferir na disputa.

Após derrota da oposição, Aécio diz que Senado virou “puxadinho do Planalto”

/ Política

Aécio insatisfeito com vitória de Renan. Foto: Agência Senado
Aécio insatisfeito com vitória de Renan. Foto: Agência Senado

Após a proclamação do resultado da eleição que reconduziu Renan Calheiros (PMDB-AL) à presidência do Senado, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) fez críticas ao legado do colega alagoano, que presidiu a Casa nos últimos dois anos. Aécio foi o principal artífice da candidatura de Luiz Henrique (PMDB-SC), adversário de Renan. Segundo o tucano de Minas Gerais, Renan fez do Senado um “puxadinho” do Palácio do Planalto. “O Senado não pode ser um instrumento da vontade do Executivo”, disse Aécio, afirmando que Renan deve mais agradecimentos ao PT do que ao seu próprio partido. “Ele tem de ser mais presidente do Senado e menos aliado do Planalto. O Congresso não pode continuar a ser um puxadinho do Palácio do Planalto”, criticou o tucano. Aécio citou especificamente a atuação de Renan na votação da flexibilização da meta de superávit primário, no final do ano passado.

Brasília: Renan Calheiros presidirá o Senado pelos próximos dois anos

/ Política

    Renan Calheiros (PMDB/AL) é reeleito. Foto: Antônio Cruz/AGB
Renan Calheiros (PMDB/AL) é reeleito. Foto: Agência Senado

O senador Renan Calheiros  (PMDB/AL) foi eleito para a Presidência do Senado com 49 votos. Luiz Henrique teve 31 votos e um foi nulo. Ele exercerá o cargo entre 2015 e 2016. Maior partido da Casa, a bancada peemedebista indicou Renan Calheiros (PMDB-AL) para o segundo mandato e Luiz Henrique (PMDB-SC) apresentou candidatura própria. O catarinense integra o grupo independente do PMDB. A partir de agora, os partidos indicarão os nomes para os demais cargos da Mesa Diretora. O tamanho das bancadas partidárias definirá a prioridade nas indicações. Como segunda maior bancada no Senado, o PT tem direito a segunda indicação que deve ser a primeira vice-presidência. No discurso aos senadores, após a contagem de votos, Renan disse que as decisões no Senado serão coletivas. “O entendimento nunca será supressão de quem pode menos por quem pode mais”, disse. Informações da Agência Brasil

Brasília: Eduardo Cunha é eleito em primeiro turno presidente da Câmara com 267 votos

/ Política

Cunha diz que não fará oposição ao Governo
Cunha diz que não fará oposição ao Governo. Foto: Agência Brasil

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ ) foi eleito para a Presidência da Câmara com 267 votos. O candidato Arlindo Chinaglia (PT-SP ) teve 136 votos, Júlio Delgado (PSB-MG) obteve100 votos e Chico Alencar (PSOL-RJ) conquitou 8 votos. Dois deputados votaram em Branco. Eduardo Cunha exercerá o comanda da Câmara nos dois próximos anos. A eleição foi definida em primeiro turno porque Cunha obteve mais que a metade mais um dos votantes. Todos os 513 deputados votaram no pleito.  O deputado Eduardo Cunha prometeu atuar para que se tenha um Parlamento independente, altivo e que respeite os interesses da população brasileira. Ele criticou a submissão do Congresso em certas votações e afirmou que buscará sempre a independência da Casa. Ele defendeu uma Câmara que dialogue com todos os poderes, mas que não abra mão das pautas que considerar importantes. Segundo ele, independência não pode ser confundida com oposição. “A gente só quer que os poderes sejam independentes e harmônicos entre si”.

Jorge Solla, após reunião com Rui Costa, anuncia investimentos do governo para a Saúde

/ Política

Solla comemora reunião com Rui
Solla comemora reunião com Rui. Foto: Blog Marcos Frahm

O ex-secretário de Saúde do Estado, Jorge Solla, em sua página pessoal no Facebook, na manhã desta sexta-feira (30), divulgou o resultado da reunião que teve com o governador Rui Costa na noite de ontem. Segundo Solla, em duas horas abordando diversos temas, o governador confirmou a manutenção das equipes técnicas das extintas DIRES nas suas respectivas sedes, agora denominadas de Bases Regionais de Saúde. De acordo com Jorge Solla, o governador também se comprometeu em agilizar a inauguração do HGE2, do Hospital da Chapada, em Seabra, e do Hospital São Jorge, em Salvador, além de manter programas como a Internação Domiciliar, Saúde em Movimento e Rastreamento de Câncer de Mama. O governo estadual também assumiu o compromisso de, em breve, dar as ordens de serviço das obras do novo Hospital da Costa do Cacau, da Maternidade Metropolitana em Camaçari, do Centro de Oncologia da Região Norte em Juazeiro e assinar o contrato da PPP de Diagnóstico por Bioimagem maior projeto desta natureza já feito no país e também já licitado no ano passado.  A publicação de Solla ainda informa que Rui Costa confirmou também a execução do PROSUS com mais de 200 milhões de dólares de investimento em saúde na Região Metropolitana de Salvador. Ao todo, são mais de 1 bilhão de reais já captados em diversos projetos junto ao BIRD, Banco Mundial, BNDES, Caixa e Ministério da Saúde. A nota também confirma o apoio à implantação de novos cursos de Medicina em universidades federais em Barreiras, Paulo Afonso, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista e São Francisco do Conde, além de cursos privados em Juazeiro, Itabuna, Guanambi, Eunapolis, Alagoinhas e Jacobina.

Secretário diz que o PDT queria ficar com Rui Costa e ACM: ‘Na política tem que ter lado’, diz Josias Gomes

/ Política

Secretário de Relações Institucionais
Josias Gomes, Secretário estadual de Relações Institucionais

O governador Rui Costa terá como foco principal a reestruturação de áreas importantes da administração estadual no interior baiano, priorizando a saúde e educação. A informação é do Secretário de Relações Institucionais do Estado, Josias Gomes, que durante entrevista ao Blog Marcos Frahm, afirmou que as ações do governo estarão voltadas para o interior, mas que a educação será mesmo o principal pilar do novo governo. ”Rui tem dito reiteradas vezes que a educação é um ponto fundamental da educação, tendo inclusive visitados creches e escolas no interior. Outro fator que move o início do governo é a reestruturação da segurança pública que não um é problema só da Bahia, é um problema nacional, mas tomar essa iniciativa, de melhorar a segurança, é fundamental para que a gente possa resolver os problemas”, disse.

Josias diz que assunto com PDT foi resolvido
Josias diz que assunto com PDT foi resolvido. Fotos: BMF

Quando indagado sobre embaraço do PDT com o governo, Josias Gomes afirmou que o assunto foi encerrado, ao esclarecer que os seis deputados da legenda não irão seguir a linha do presidente do partido, Félix Mendonça e fecharam apoio a Rui Costa. ”Esse assunto foi concluído. Nós tivemos a paciência de aguardar uma definição do PDT até o momento em que nós decidimos. O que nós deixamos claro, para a presidência, é que na política tem que ter lado. O PDT queria está ao lado do nosso adversário e conosco, por tanto, nós informamos que não aceitaríamos isso. Eu comuniquei ao presidente do partido, comuniquei a bancada e a bancada me pediu uma reunião para informar que não iria seguir na linha do diretório e por essa razão os deputados indicaram Paulo Câmera, para a Agricultura, continua Nestor Duarte, na cota do PDT e mais alguns cargos da administração”, esclarece o secretário estadual. Com o ingresso de Paulo Câmera na secretaria da Agricultura, quatro deputados pedetistas – Marcelo Nilo, Roberto Carlos, Euclides Fernandes e João Bonfim, que já garantiram “lealdade” ao governo Rui Costa (PT), representaram o partido na Assembleia Legislativa, mas com possibilidade de migração para o Partido Liberal, sigla que estaria sendo criada para servir de satélite para o PT e para o PSD na Bahia – já que o PDT deverá fazer oposição ao governo e, ganhar, como novo filiado, o prefeito de Salvador, ACM Neto, que deve deixar o Democratas depois de mais uma derrota da legenda no Estado.

Marcelo Nilo nega envolvimento na criação do PL e fica no PDT; Meu problema é com o presidente do partido

/ Política

Nilo está em guerra com Félix Mendonça. Foto: Blog Marcos Frahm
Marcelo está em guerra com Félix. Foto: Blog Marcos Frahm

Apesar dos rumores de que estaria à frente das articulações da criação do Partido Liberal na Bahia, o deputado estadual Marcelo Nilo (PDT) negou ter ido a Brasília, ontem, para conversar sobre este assunto com o ministro da Defesa e ex-governador baiano Jaques Wagner (PT) e deputados federais. Nos bastidores é tido como certo que, com a fundação do PL, a sigla servirá de satélite para o PT e para o PSD, partido do senador eleito na Bahia, Otto Alencar, que também esteve em Brasília ontem. Embora negue participação, nos bastidores ventila-se que as discussões pela recriação do PL estão a todo vapor. O deputado Marcelo Nilo disse que não tem previsão de sair do PDT e que sua conversa com Wagner foi a cerca da política ”de maneira geral”. ”Eu não pretendo sair do PDT. Só sairei do PDT se eles quiserem, e eu acredito que não. Meu único problema é com o presidente do partido na Bahia, Felix Mendonça Jr. O restante me dou muito bem. Não estou articulando criação do PL. Fui conversar sobre vários temas e matar a saudade do amigo”, desconversou Nilo à Tribuna da Bahia. Nas últimas semanas, o ex-deputado estadual Cleovan Siqueira, um dos articuladores da criação do Partido Liberal na Bahia, havia confirmado Nilo como coordenador do processo de refundação da sigla. ”Só conversei até agora em Nilo pelo telefone, mas teremos uma reunião em breve, em Brasília e Salvador”, disse Cleovan na ocasião. A possível migração de Nilo para o PL seria uma possibilidade caso o pedetista não consiga a presidência estadual do PDT, como almeja, em disputa com o deputado federal Félix Mendonça Junior. Nos bastidores, tudo leva a crer na aproximação do PL com o PSD, do ministro Gilberto Kassab, e a base petista. O senador Otto Alencar também estaria decidido em recolher assinaturas para instalar a legenda. A reportagem tentou contato com o senador até o fechamento desta edição, mas não conseguiu falar com ele ao telefone. Se criado, o PL deve mirar nos partidos que estão à deriva, abraçar os membros do PSD, e dessa forma enfraquecer a oposição à presidente Dilma Rousseff (PT), na medida que diminui a hegemonia do PMDB no Congresso Federal. Na Bahia, o governador Rui Costa aumentaria sua bancada e provocaria um novo desfalque no prefeito ACM Neto (DEM) ao fortalecer aliados deputados e vereadores. Estes últimos têm papel importante no desenrolar do partido no estado e acelerar o processo.

Segurança: Maracás será sede da 93ª Companhia Independente da Polícia Militar

/ Política

Coronel Anselmo recebe o prefeito Paulo
Coronel Anselmo recebe o prefeito de Maracás, Paulo dos Anjos

A cidade de Maracás terá neste ano a tão sonhada pela população local Companhia Independente da Polícia Militar, para o reforço da segurança no município. A Lei de organização básica da Polícia Militar para criação de 17 Companhias Independentes de Polícia Militar no Estado, aprovada pela Assembleia Legislativa, foi sancionada no ano passado, pelo então governador, Jaques Wagner (PT). No Vale do Jiquiriçá, além de Maracás, o município de Amargosa, também será sede de Companhia Independente. A Lei cria a 93ª Companhia Independente da Polícia Militar de Maracás, com atuação em municípios vizinhos e extingue 4ª Cia /PM vinculada ao 19º Batalhão da Polícia Militar de Jequié. O prefeito Paulo dos Anjos (PT), que aguarda nos próximos meses a instalação da unidade policial em Maracás, disse que o projeto é festejado na cidade. Durante contato na noite desta quarta-feira (28) com o Blog Marcos Frahm, o gestor disse ter tido encontro com o novo comandante da PM na Bahia, Coronel Anselmo Alves Brandão, tendo recebido do comandante geral a afirmação de que a 93ª Companhia Independente será instalada até o próximo mês de maio. ”É uma luta nossa e uma conquista muito importante para a cidade, porque essa transformação abre portas para captação dos recursos na segurança pública, que serão maiores. A nossa população estará mais segura, com a instalação da companhia, que deve acontecer em maio. Eu estive com o novo comandante e ele me garantiu que ainda neste primeiro semestre a companhia será instalada”. Paulo ainda explica as razões para comemorar a criação de uma Companhia Independente em Maracás. ”Não temos dúvida que esta nossa solicitação, agora atendida, tem tudo para gerar maior segurança ao nosso município, porque trará um maior efetivo de profissionais e uma melhor estrutura na segurança pública”. 

Solla X Vilas Boas: oposição pega carona no fogo amigo

/ Política

Ex-secretário Jorge Solla X Atual secretário Fábio
Ex-secretário Jorge Solla X Atual secretário Fábio Vilas Boas

O fogo amiga tendo como pano de fundo as mudanças na secretaria de Saúde e as trocas de farpas entre o ex-secretário da pasta e o atual, Jorge Solla e Fábio Vilas Boas, extrapola o espectro governamental e vira prato cheio para a oposição. Em sua conta do Twitter, o presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, pega carona na briga e alfineta Solla. “O secretário Fabio Vilas Boas está desmoralizando Jorge Solla e mostrando o fiasco da saúde pública do Governo Wagner/ Rui. Dissemos isso na campanha”. O presidente municipal do Democratas, Heraldo Rocha, lança mão do deboche para falar sobre a briga entre Solla e Vilas Boas. “O ex-secretário de saúde Jorge Solla parece estar com dor de marido traído, por causa do desemprego de seus apaniguados com a extinção das Dires na reforma feita pelo governador Rui Costa”, observa Heraldo Rocha, que também é médico. Segundo o demista, Solla deve deixar as ‘picuinhas’ de lado e explicar o que Heraldo chama de herança maldita. “O Ministério da Saúde divulgou redução de leitos na Bahia de 2010 para 2014, Dr. Solla”. Heraldo deixa as críticas de lado e denuncia Solla. “Os hospitais das Santas Casas estão fechando no interior. O Roberto Santos está em crise. E o ex deixou o cargo sem fazer o devido repasse dos recursos às prefeituras”. Nota do Bocão News

Em Planaltino, Rui Costa diz que quer fazer revolução na educação; Eu quero fazer uma grande revolução

/ Política

Rui promete revolução na Educação
Rui promete revolução na Educação. Foto: Blog Marcos Frahm

O governador da Bahia Rui Costa fez no sábado (24) sua primeira visita oficial ao Território Vale do Jiquiriçá, ao inaugurar um Sistema de Abastecimento de Água no município de Planaltino. Ao discursar num palanque montado no Centro da cidade, para cerca de duas mil pessoas, Rui fez questão de afirmar que, neste primeiro ano do seu mandato, irá implementar ações que coloquem a educação no centro de atuação. ”Eu sozinho não vou conseguir melhorar a educação, por tanto, peço o apoio das lideranças, dos prefeitos, dos professores, do pai, da mãe, para que possamos incentivar aos nossos jovens a estudar. Se existe em sua casa, um jovem que parou de estudar, peça a ele, por favor, para que volta às aulas, porque é a educação o melhor caminho. Eu quero em quatro anos fazer uma grande revolução na melhoria da qualidade da nossa educação“, afirmou. Acompanhado do superintendente de Políticas para a Educação Básica, Eliezer Silva, Rui Costa visitou o Colégio Estadual Manoel de Andrade, no município de Planaltino, sendo recepcionado pela diretora do colégio, Cristina Mattos, e disse que a visita ao nono colégio em poucos dias da sua gestão ”é para deixar claro a todos os gestores municipais, técnicos e à população que a prioridade [do Governo do Estado] é a educação. Estou aqui para ver o que está funcionando bem e verificar algo que, porventura, esteja faltando e possamos ajudar a resolver”, garantiu o governador.

Eleição da Assembleia: Marcelo Nilo diz que tem o apoio da oposição por ser um presidente respeitador

/ Política

''Eu respeito o contraditório'', diz.
”Eu respeito o contraditório”, diz. Foto: Blog Marcos Frahm

A uma semana da eleição da Mesa Diretora 2015/2017, da Assembleia Legislativa da Bahia, o atual presidente e candidato a reeleição, Marcelo Nilo (PDT), revela, segundo ele, um dos segredos para ter o apoio da oposição. A disputa pela presidência segue com a forte articulação de Nilo, que parte para a tentativa do quinto mandato, e com a ratificação do PT de seguir com uma candidatura própria, com o atual líder da bancada petista na Casa, Rosemberg Pinto. Mesmo sendo considerado super favorito, contra qualquer adversário, Marcelo preferiu adotar o tom humilde ao falar de favoritismo durante entrevista ao Blog Marcos Frahm, em visita ao município de Planaltino na manhã de sábado (24), quando acompanhava o governador Rui Costa (PT), que esteve no município para inauguração do Sistema de Abastecimento de Água na zona rural. ”Sei que o voto é secreto, o concorrente também tem todas as condições de ser presidente, eu tenho trabalhado muito para conquistar o quinto mandato, mas consciente de que eleição só se ganha quando se apura o resultado”. Para o pedetista, o principal segredo para ter o apoio de oposicionistas na Casa é respeitar as posições dos parlamentares. ”Um secretário, uma vez, me perguntou: como é que você consegue ser amigo de Jaques Wagner e ter o apoio da oposição? Eu respondi a ele que respeito à oposição de cada um. Eu sou amigo fraternal do governador Rui Costa, mas trato bem a oposição. Quando os deputados chegam ao meu gabinete, eu não observo se é do DEM ou do PT, eu trato dos iguais. No poder Legislativo, lá é fruto da proporcionalidade, no Executivo não. Rui Costa venceu e nomeou todo os secretários, Paulo Souto não tem direito de indicar um. No Legislativo é diferente, tudo é fruto das forças partidárias. Então, para a oposição, eu dou espaço político, dou as condições constitucionais para que os deputados possam exercer os seus mandatos, ou seja, eu respeito o contraditório, respeito às pessoas que pensam diferente”,  revela Marcelo Nilo.