Preso pela Lava Jato, Luiz Argôlo é aprovado em matemática na Uneb pelo Sisu

/ Política

Luiz Argôlo está preso desde abril. Foto: Folha de SP
Luiz Argôlo está preso desde abril. Foto: Folha de SP

Preso no Paraná pela Operação Lava Jato, o ex-deputado federal pela Bahia, Luiz Argôlo, foi aprovado para cursar matemática na Universidade do Estado da Bahia (Uneb). O ex-parlamentar fez a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em novembro do ano passado e se inscreveu no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Argôlo e outros 15 estudantes foram aprovados para o curso no turno matutino na cidade de Alagoinhas. Em entrevista à Folha de S. Paulo, o advogado do ex-parlamentar, Pedro Scavuzzi, admitiu que não sabia que seu cliente havia concorrido à vaga na Uneb, mas vai buscar uma transferência de São José dos Pinhais para um presídio na Bahia. ”Acho que o Judiciário não negaria o pedido de transferência. Ainda mais porque ele está cumprindo prisão cautelar”, afirmou. Para Scavuzzi, Argôlo poderia sair para as aulas pela manhã e retornar para a cadeia à tarde. Argôlo foi condenado em primeira instância em novembro do ano passado a 11 anos e 11 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ainda segundo a Folha de S. Paulo, ele ainda não tem um diploma universitário e o curso poderia ajudá-lo na redução da pena.

Segundo Jornal, Nestor Cerveró disse que campanha de Lula em 2006 teve propina

/ Política

Lula é citado, segundo o jornal Valor Econômico.
Denúncia é do jornal Valor Econômico. Foto: Divulgação

Uma negociação para a aquisição de US$ 300 milhões em blocos de petróleo na África, em 2005, teria gerado propina de até R$ 50 milhões para o financiamento da campanha de reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006, segundo depoimento do ex-diretor de Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, apontou o jornal Valor Econômico. De acordo com a publicação, o ex-executivo da estatal teria feito as declarações a investigadores da Operação Lava Jato antes de fechar acordo de delação premiada, em novembro do ano passado. Cerveró teria conseguido as informações com Manuel Domingos Vicente, que presidiu o conselho de administração da estatal petrolífera angolana (Sonangol) e atualmente é vice-presidente daquele país. ”Manoel Vicente foi explícito em afirmar que desses US$ 300 milhões pagos pela Petrobras a Sonangol, companhia estatal de petróleo de Angola, retornaram ao Brasil como propina para financiamento da campanha presidencial do PT valores entre R$ 40 milhões e R$ 50 milhões”. As negociações teriam sido articuladas por membros do alto escalão dos governos brasileiro e angolano. O então ministro da Fazenda Antônio Palocci era o principal representante brasileiro na negociação, de acordo com Cerveró. Por meio de nota enviada à imprensa, Palocci negou participação em qualquer tratativa política do tema. Leia mais

Oeste baiano: Mulher é morta e filho ferido durante atentado em Barreiras; ex-marido é suspeito

/ Política

Neruracir Santos foi morta a tiros. Foto: Reprodução | TV Bahia
Neruracir foi morta a tiros. Foto: Reprodução | TV Bahia

Uma empresária de 40 anos foi morta a tiros e o filho de 14 anos baleado de raspão durante um atentado no município de Barreiras, no oeste da Bahia. Segundo a polícia, o principal suspeito do crime é o ex-marido da vítima. O caso ocorreu na noite segunda-feira (11), no bairro de Novo Horizonte. ”A informação que temos é que ela foi alvejada dentro do carro. Possivelmente, tenha sido perseguida e numa situação que não teve chance de defesa”, detalha o delegado que investiga o o crime, Joaquim Rodrigues. Neruracir Santos de Souza foi atingida a tiros e morreu na hora. O filho, que também estava no carro, foi ferido de raspão no rosto, medicado e liberado. O suspeito do crime, Marcos Domingues de Oliveira, já responde a inquérito policial por violência doméstica e ameaça de morte. Segundo a polícia, a Justiça já tinha determinado que ele não se aproximasse da vítima. Mesmo assim, há menos de 15 dias, prestou nova queixa, porque voltou a ser ameaçada de morte pelo ex-marido. O suspeito está foragido. “Caso ele seja preso dentro de um prazo regular, a gente pode ainda autuar em flagrante. O corpo de Neruracir Santos foi liberado na manhã desta terça-feira (12), do Instituto Médico Legal (IML) de Barrreiras. G1

Crítica é estímulo para trabalharmos mais, diz Vilas-Boas após ataques de Solla

/ Política

Villas-Boas comenta críticas de Solla
Villas-Boas comenta críticas de Solla. Foto: Blog Marcos Frahm
O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas Boas, evitou polemizar as declarações do deputado federal e ex-chefe da Sesab, Jorge Solla (PT). O parlamentar disse em entrevista na imprensa baiana que a secretaria está com obras paralisadas, com falta de medicamentos, farmácias populares fechadas e mais de mil profissionais teriam sido demitidos em apenas um ano de gestão. No entanto, o titular da Sesab evita entrar em colizão com petista. Questionado pelo Bocão News sobre as críticas ferrenhas de Solla, Vilas Boas se mostrou tranquilo. ”Cada vez que alguém faz uma crítica, é um estímulo para que a gente trabalhe mais e melhor. Não me incomodo de forma nenhuma com qualquer tipo de crítica. Só enxergo isso como forma de estímulo”, disse o secretário, saindo pela tangente. Durante a cerimônia de entrega de novas instalações da maternidade Tsylla Balbino, na Baixa de Quintas, em Salvador, Vilas Boas reforçou que seu foco é a gestão da Sesab. ”O meu compromisso é trabalhar cada vez mais e mais para mostrar serviços à população, que foi um compromisso assumido no início do governo Rui Costa”, disse. Com informações do Bocão News

Pesquisa coloca Tânia de Jequié e Wagner de Itiruçu entre os melhores prefeitos

/ Política

Tânia e Wagner reagem, numa pesquisa. Foto: Blog Marcos Frahm
Tânia e Wagner entre os melhores? . Foto: Blog Marcos Frahm

A sabedoria popular costuma dizer que ”quem tem boca fala o que quer”. É assim que aliados do prefeito de Itiruçu vêm se comportando diante do resultado de uma pesquisa da empresa União Brasileira – UBD que eles dizem ter classificado o tucano Wagner Novaes (PSDB) como o 4º melhor gestor da Bahia, e entre os 100 melhores prefeitos do País. A pesquisa, propagada em Itiruçu, aponta ainda a prefeita de Jequié, Tânia Britto (PP), que além da alta rejeição popular enfrenta processo de impeachment e chegou a ser afastada do cargo recentemente pela Justiça, ocupando o 2º lugar entre os melhores gestores públicos do Estado. Pois é. Tânia Britto, e, Wagner Novaes, político que foi citado em 2015 no site oficial da Justiça Federal após ser condenado sob acusação de irregularidades, estão entre os melhores prefeitos, na pesquisa da empresa UBD, por qualidade dos serviços prestados pelas respectivas gestões públicas. O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite (PRB), que segundo a imprensa local tem hoje uma rejeição de 90% dos munícipes, e não pretende disputar à reeleição, também aparece na lista. Na mídia da capital baiana, as informações são de que a gestão de Ademar Delgado (PT), de Camaçari, importante município da região Metropolitana de Salvador, sofre duras críticas da população, mas na pesquisa da UBD, Ademar é o melhor do Bahia, ficando em 1º lugar. A divulgação da pesquisa tem gerado discussões nas redes sociais, com simpatizantes e opositores de Tânia e Wagner divergindo opiniões. Que coisa, hein!? Para um guru político, Tânia e Wagner não merecem só medalhas, e sim troféus. Na visão do guru, num período de crise financeira e queda na arrecadação afetando diretamente as prefeituras de cidades interioranas, discurso adotado pelos próprios gestores, é algo ”raríssimo” figurar entre os mais avaliados.

Justiça autoriza quebra de sigilos fiscal e bancário do senador Edison Lobão

/ Política

Lobão tem
Lobão têm sigilos quebrados pelo STF. Foto: O Globo

A quebra dos sigilos fiscal e bancário do senador Edison Lobão (PMDB-MA) englobando o período de 2011 a 2015, foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, de acordo com informações confirmadas pela assessoria de imprensa do STF. A Polícia Federal solicitou a quebra de sigilos e concedeu em 10 de dezembro de 2015, período anterior ao início do recesso do Judiciário. O ministro também autorizou a quebra dos sigilos de André Serwy, suposto operador do senador, e de empresas ligadas ao senado. Em entrevista ao G1, o advogado de Lobão, Antonio Carlos de Castro Machado, o Kakay, afirmou que o senador já tinha colocado os sigilos à disposição da Justiça. ”Na realidade, o próprio ministro colocou à disposição da Polícia Federal e do Ministério Público, quando foi depor, o seu sigilo fiscal e todos os demais. Esta determinação não nos surpreende e está ao encontro do que ele próprio propôs como senador da República”, afirmou o advogado. Lobão é investigado na Operação Lava Jato por suposto recebimento de propina nas obras da usina nuclear de Angra 3.

 

Bancada de oposição na Alba cobra esclarecimentos sobre denúncias contra Wagner

/ Política

Régis diz que aguarda esclarecimentos. Foto: Jornal Grande Bahia
Régis aguarda esclarecimentos. Foto: Jornal Grande Bahia

As últimas denúncias contra o ministro da Casa Civil e ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, tem caído ‘como uma luva’ para os opositores no Estado. Dentre as denúncias recentes está a do Tribunal de Contas da União (TCU), que identificou uma série de irregularidades, em especial superfaturamento, no contrato de obras da OAS em Salvador. Segundo o site Bocão News, na tarde deste sábado (9/1), o líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, Sandro Régis (DEM), ressaltou a importância de investigação das denúncias. ”A bancada de oposição na Bahia aguarda um esclarecimento do ex-governador Jaques Wagner, diante das graves denúncias trazidas pela Operação Lava Jato. E agora tem o relatório do TCU que aponta mais irregularidades. Nesse momento, quando existe uma crise política muito forte, os baianos esperam que todos os fatos sejam esclarecidos até para que a Bahia não figure nos noticiários nacionais”, disse Régis. O demista ainda chamou a atenção para as obras no Estado. Segundo o TCU. De acordo com reportagem do Estadão, o projeto, que envolveu a construção de 14 viadutos e de uma via expressa de 4 km de extensão até o porto de Salvador, passou pelo pente-fino de diversas auditorias e monitoramentos realizados pela corte de contas desde a sua licitação, em 2008, quando Jaques Wagner ainda era governador da Bahia. “Essa denúncia do tribunal precisa ser esclarecidas, pois, com isso, todas as obras da gestão passada são colocadas em xeque”, ressalta.

Wagner critica vazamentos de informações da Operação Lava Jato após ser citado em diálogo

/ Política

Wagner foi citado e nega informações. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Citado, Wagner nega informações. Foto: Roberto Stuckert Filho

Após o jornal Estadão publicar mensagens trocadas pelo ex-governador da Bahia e ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, e Leo Pinheiro, da OAS, o petista criticou o vazamento das informações coletadas pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal. O diário paulista mostrou que Wagner prometeu ajudar o ex-presidente da OAS na liberar recursos no Ministério dos Transportes. As conversas divulgadas ocorreram em 21 de outubro de 2014, cinco dias antes do segundo turno da eleição presidencial, quando Wagner ainda era governador da Bahia. Nas redes sociais, o ministro manifestou repúdio contra a ”tentativa de envolver” seu nome na Operação Lava-Jato e ”a prática de vazamento de informações preliminares e inconsistentes”. Segundo o ex-governador, as informações ”não contribuem para o andamento das investigações e confundem fatos com ilações”. Wagner afirmou que não responde ao processo da Lava-Jato no qual constam as mensagens. A ação tem Leo Pinheiro, que está preso, como um dos réus. Na mensagem publicada, o empreiteiro encaminha a Jaques Wagner texto recebido de um subordinado e pede que o então governador fale com o ministro dos Transportes (Paulo Sérgio Passos, à época), para a liberação de R$ 41,7 milhões, referente a um convênio assinado em 2013. ”Governador, se for possível, peço seu apoio, Abs”, escreveu o empreiteiro. O ministro respondeu prometendo a ajuda: “Ok, vou fazê-lo. Abs domingo vamos ganhar com certeza”. Após receber a resposta, Pinheiro envia mensagem a César Mata Pires Filho, executivo da OAS, afirmando que o governador vai ligar para o ministro dos Transportes. O recurso em questão era um convênio relacionado a construção da Via Expressa e teria sido assinado por Wagner em 2013. ”Estou à disposição do Ministério Público e demais órgãos competentes para quaisquer esclarecimentos”, disse Wagner no Twitter.

 

Prefeito de São Gonçalo dos Campos diz sofrer ameaças de morte por traficante

/ Política

Prefeito Antônio Dessa é ameaçado. Foto: Blog Marcos Frahm
Prefeito Antônio Dessa é ameaçado. Foto: Blog Marcos Frahm

O prefeito de São Gonçalo dos Campos, no território do Portal do Sertão, esteve no Complexo de Delegacias de Feira de Santana na segunda-feira (4/1), onde alegou estar sofrendo ameaças, segundo informações do site Acorda Cidade. Antônio Dessa (PSD) detalhou que é ameaçado por mensagens e apresentou um vídeo em que o suposto ameaçador diz que um traficante irá matá-lo após o gestor encerrar o mandato. Ainda de acordo com o Acorda Cidade, Dessa conversou com delegado João Rodrigo Uzzum. O prefeito afirma que as intimidações são feitas por um homem com quem sua família já teve intimidade, mas por discordar do ”comportamento e companhias dele”, resolveu proibi-lo de entrar em sua casa. O motivo cogitado para a ameaça seria um empréstimo que o prefeito fez e não pagou; o que ele nega. O chefe do Executivo ressaltou que quando a família retornar de uma viagem de férias vai procurar um apartamento em Feira de Santana e deixar São Gonçalo. Ao site, o delegado esclareceu que o prefeito não chegou a prestar queixa; apenas conversou. No entanto, as pessoas envolvidas devem ser intimadas e ouvidas.

Marcelo Nilo viaja e Adolfo Menezes assume presidência da Assembleia Legislativa

/ Política

Nilo passa presidência a Menezes. Foto: Juliana Andrade
Nilo passa presidência a Adolfo Menezes. Foto: Juliana Andrade

A Assembleia Legislativa da Bahia tem um novo presidente, mesmo que interinamente. Trata-se do deputado estadual Adolfo Menezes (PSD), que assumiu o cargo com a viagem do titular, o presidente Marcelo Nilo (sem partido). Menezes ficará no cargo até o começo do ano. O termo de posse foi lavrado no gabinete da Presidência pelo secretário-geral da Mesa, Carlos Machado, na presença do superintendente de Recursos Humanos, Francisco Raposo. Pela segunda vez, Menezes assume a presidência do Legislativo baiano em decorrência de viagem do presidente da Casa. Em fevereiro deste ano, Adolfo já teria presidido a Assembleia. Desta feita, o parlamentar atuará da mesma forma, no próprio gabinete da vice-presidência, indo à presidência apenas para receber alguma visita protocolar que porventura esteja agendada. Também dirigirá os trabalhos durante a semana, inclusive a sessão solene de encerramento do ano legislativo, além de encaminhar para sanção governamental os projetos de lei aprovados na sessão plenária do último dia 23, quando foram votadas cerca de 80 matérias, inclusive a proposta orçamentária para o exercício de 2016.

”Anti-petista”, Lúcio Vieira Lima é mais fiel a Dilma do que deputados da base, diz jornal

/ Política

O crítico Lúcio taxado de governista
O crítico Lúcio taxado de ”governista”. Foto: Reprodução

Considerado ”anti-petista” demais para presidir a Câmara dos Deputados – numa possível saída de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – o deputado baiano Lúcio Vieira Lima (PMDB) é o oposicionista mais ”governista” da bancada baiana na Câmara dos Deputados. De acordo com o Basômetro – ferramenta interativa do jornal Estadão, que permite medir o apoio dos parlamentares ao governo – Lúcio votou 109 vezes a favor do governo e 53 vezes contra, uma média de 67% de governismo. Em um comparativo com outros colegas da oposição, Vieira Lima está muito abaixo dos tucanos João Gualberto, Imbassahy e Jutahy Júnior (leia aqui). O peemedebista é tão governista quanto Félix Mendonça Jr (PDT), que acumula cargos na administração federal e é abertamente a favor da presidente Dilma Rousseff. Além de Lúcio, outro deputado que beira o governismo, mas diz ser de oposição, é Benito Gama (PTB). Segundo Basômetro, Benito deu sim a 95 propostas do governo e foi contra 76 (44%). Bahia Notícias

Rui Costa e mais dez governadores traçam agenda com a União; pleitos são levados a Barbosa

/ Política

Governadores aguardam para se reunir em Brasília
Governadores aguardam para se reunir no DF. Foto: Camila Peres

O governador da Bahia, Rui Costa, esteve entre os 11 chefes do Executivo Estadual, participantes de reunião, nesta segunda-feira (28/12), em Brasília (DF), onde traçaram pontos comuns com o governo federal para que 2016 seja um ano de superação, frente à crise econômica de 2015. O primeiro encontro aconteceu na residência oficial do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, articulador da agenda. Na sequência, o grupo se dirigiu ao ministério da Fazenda, onde apresentou a pauta ao ministro Nelson Barbosa. ”Viemos buscar alternativas de financiamento para áreas como saúde e educação, buscar recursos que viabilizem a retomada do investimento de infraestrutura, através de PPP [Parceria Público-Privada], [… e] recursos para fundos garantidores”, afirmou Rui.

Encontro ocorreu na residência do Rodrigo Rollemberg
Encontro ocorreu na residência do governador Rodrigo Rollemberg

Ele disse ainda que o diálogo entre os governadores deve continuar e que considera importante manter essa soma de esforços em prol da recuperação da capacidade de o País e os estados voltarem a crescer. Segundo Rui Costa, o ministro Barbosa indicou que pretende contar com o apoio do grupo para a aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) no Congresso Nacional, logo no início de 2016, e uma nova reunião no Ministério da Fazenda será agendada para o começo de fevereiro. ”Também conversamos sobre o comprometimento dos governadores em apoiar projetos que façam reforma da legislação, buscando viabilizar recursos para a saúde [e] para a educação”. Além de Rui e do governador do DF, participaram das agendas, em Brasília, os governadores Geraldo Alckmin (SP), Luiz Fernando Pezão (RJ), Fernando Pimentel (MG), Marconi Perillo (GO), Wellington Dias (PI), Marcelo Miranda (TO), José Ivo Sartori (RS) e Paulo Câmara (PE), e o vice-governador Carlos Brandão (MA).

Prefeitos ficam proibidos de realizar algumas ações a partir de 1º de janeiro, seguindo a Legislação

/ Política

Prefeitos do Vale do Jiquiriçá. Foto: Blog Marcos Frahm
Prefeitos do Vale do Jiquiriçá. Foto: Blog Marcos Frahm

A partir de 1º de janeiro, os prefeitos terão que seguir o que determina a Legislação eleitoral e algumas condutas são vedadas às administrações públicas municipais. Com base na Lei 9.504/97, as ações não permitidas são:

1.  distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de Calamidade Pública, de Estado de Emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, casos em que o Ministério Público Eleitoral poderá promover o acompanhamento de sua execução financeira e administrativa. Determinação prevista no parágrafo dez, do artigo 73 ;

2.  executar programas sociais executados por entidade nominalmente vinculada a candidato ou por este mantida, ainda que autorizados em lei ou em execução orçamentária no exercício anterior, conforme estabelece também o artigo 73, parágrafo 11, e a Instrução do TSE 525-51.2015.6.00.0000;

3.  realizar despesas com publicidade dos órgãos públicos que excedam a média dos gastos no primeiro semestre dos três últimos anos que antecedem o pleito, segundo específica o inciso VII, do artigo 73. A data das eleições de 2016 ainda não foi confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas há possibilidade de que o primeiro turno ocorra no dia 2 de outubro, e segundo turno no dia 30 do mesmo mês. A previsão leva em consideração a data do último processo, em 2012, em que as eleições municipais foram nos dias 7 e 28 de outubro, primeiro e segundo turno, respectivamente.

Em rede social, Eduardo Cunha diz que Globo apoia o PT e acusa colunista de bullying

/ Política

Cunha acusa Rede Globo. Foto: Reprodução/AE
Eduardo Cunha acusa Rede Globo. Foto: Reprodução/AE

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), utilizou a sua conta no Twitter para fazer duras críticas a TV Globo e ao colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim, na manhã deste domingo (27/12). Na série de postagens, Cunha desmentiu a viagem para Cuba, afirmou que a Globo apoia o PT, além de acusar Lauro de praticar bullying. ”Para os idiotas desinformados que plantam notícias falsas. Estou no Rio e segunda a tarde estarei em Brasília”, disse. O parlamentar classificou Lauro como “pilantra” e afirmou que o jornalista tem fixação por ele. ”É só ver a coluna de hoje, onde eu e minha família ocupam quase a metade do espaço para verem a fixação que esse pilantra tem por mim”, diz o texto. Entre outras declarações, Cunha cita ainda o Jornal Nacional. “Todos dias assistimos JN com matérias longas de apoio à presidente e materiais longas tentando me colocar como vilao do país. Como se eu fosse o chefe do governo que assaltou a Petrobras”, dispara. “No futuro assistiremos as organizações Globo,a exemplo do que já fez com a ditadura militar,pedirem desculpas por apoiarem o Pt”, afirma. ”Bom domingo para todos inclusive para os meus detratores”.